quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

[Resenha] Uma Curva no Tempo, Dani Atkins

Eu poderia pensar em muitas palavras para descrever o sentimento que Uma Curva no Tempo trouxe para mim, mas há uma que não sai da ponta de minha língua: chocante. Durante toda a narrativa, senti que a autora foi construindo um castelinho de areia de maneira perfeita para te convencer de que era sólido, só para no fim fazê-lo ruir com a mais leves das brisas. Dani Atkins me enganou bonito ao trazer um desfecho surpreendente e exasperador.

Bem, imagine só se você acordasse no dia de amanhã com uma vida diferente da que tem hoje... Seria loucura? Algo sobrenatural? Ou apenas uma amnésia? É exatamente isso que acontece a Rachel Wiltshire: cinco anos após um acidente na adolescência, ela teve sua vida dividida em duas versões, uma completamente o oposto da outra. Na versão em que Rachel acreditava ser real, sobreviver ao acidente custou a vida de seu melhor amigo Jimmy, além de acrescentar à vida dela uma cicatriz no rosto e sérios problemas com dores de cabeça. Para piorar o pai enfrentava um câncer avassalador e Rachel não havia realizado o sonho de ir para a faculdade de jornalismo.

No entanto, o dia posterior a um desmaio se mostrou surreal: Jimmy estava vivo; o pai era saudável como um cavalo; ela não tinha problemas com enxaqueca e nem com cicatrizes; era jornalista e estava noiva. 

 "- Ah, eu chorei um bocado nos últimos cinco anos, mais do que você imagina. 
- Por quê? 
Ali estava. O momento de recuar ou mergulhar sem reservas.
 - Por perder você. Quando salvou minha vida e perdeu a sua. Você não tem ideia do que isso fez comigo. Não tem ideia de como senti a sua falta. 
E ali estava a oportunidade dele de vir com ladainha da batida na cabeça, amnésia, logo tudo vai passar. Mas ele não fez isso. Assim era Jimmy; o garoto que me amara quando éramos crianças e o homem que havia se tornado. Eu podia confiar nele com relação a tudo. Eu podia confiar nele com relação à verdade." 

Devo confessar que eu não sabia bem o que pensar sobre essa vida dupla da personagem e o próprio livro foi me conduzindo a uma teoria super plausível - amnésia. A história foi, então, tomando um ótimo rumo e tornou-se tão confortável acreditar que Rachel bateu a cabeça, que eu ignorei todas as pistas que a autora deu. O resultado disso foi uma leitora que, após ler a última página, estava sem reação e completamente chocada, surpresa. Eu não conseguia fazer nada além de encarar o livro por uns bons minutos porque, de repente, tudo fez o maior sentido.

Quanto ao livro como um todo, ouvi bastante críticas negativas sobre ser parado e um tanto quanto clichê. Realmente, não há grandes acontecimentos, nem altas e baixas evidentes, mas, sinceramente, o mistério e o romance são inebriantes. Dani Atkins é tão boa que não precisou escrever um livro escandaloso para agradar seus leitores. Sendo assim, discordo dessas críticas: o livro não é parado coisa nenhuma. Sobre o clichê: que livro que não é um pouco? Deixem de hipocrisia. A história é super original e que atire a primeira pedra quem nega a existência de personagens típicos em qualquer livro - salvo poucas exceções, é claro. 

De acordo com tudo, acho que não preciso nem dizer que vale a leitura. A escrita é encantadora e a história rouba o coração. Com certeza, Uma Curva no Tempo é um dos melhores que já li.

Mil Beijos, queridos leitores.
Até a próxima!

21 comentários:

  1. Bom dia Gabrielle,

    Quando leio resenhas começo a imaginar com qual história ou filme o livro possa ser parecido, em específico esse me fez lembrar de Vanilla Sky: acidente, por um instante tudo está horrível, morte de um ente querido e depois tudo volta a ser normal. Isso prende a atenção.

    Quanto às críticas, tudo depende de quem está criticando, achar clichê ou parado na minha humilde opinião é a crítica de alguém que não teve afinidade com o livro.

    Abraços,

    Eulálio Hereda
    eulaliohereda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? :)
    Vou confessar que você me convenceu logo no primeiro parágrafo, mas ao longo da resenha fui ficando cada vez com mais vontade de ler. Amo mistério, mas não gosto de ler triller nem policial, então procuro sempre livros desse tipo que tenham um outro foco mas que tenham sempre um misteriozinho.
    Preciso.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  3. Amiga eu tenho esse livro na estante e estou bastante curiosa para fazer a leitura.
    Espero poder gostar bastante, porque me parece ser um livro incrivel em relação ao romance e também ao mistério que você citou. Dois gêneros que eu simplesmente adoro. Espero poder fazer a leitura assim que puder, porque com certeza eu vou gostar xD

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-falsiane.html

    ResponderExcluir
  4. Que resenha maravilhosa! O primeiro parágrafo já me deixou louca para conferir a leitura! Adoro livros onde os autores colocam seus personagens em situações difíceis ou até impossíveis, além de todo o quadro dramático que esse parece possuir. Fiquei encantada. Realmente, qual livro não é pelo menos um pouco clichê? É o que costumo dizer: se virou clichê, é porque é bom, ponto. hehehe
    Amei sua resenha!
    Beijos
    Gaby
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu amei esse livro!!! também comecei a acreditar nas teorias do livro, tudo aprece tão real né? mas o final, é destruidor de corações, por um lado tem algo super bonito, mas por outro é tão triste. Também foi um dos melhores que eu li e já entrou para o m eu top 10 de 2016

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi, tudo bem?
    Sabe aquele tipo de pessoa que tem um preconceito assumido com alguns gêneros literários? Esse sou eu com os romances mas Uma Curva no Tempo me chamou atenção e depois de diversas resenhas positivas lidas me pergunto como ainda não dei uma chance ao livro. Quero muito ler a obra e desse ano ela não passa.

    ResponderExcluir
  7. Já li outras resenahs desse livro e todas relativamente positivas. Eu acho a premissa do livro bem interessante e gostaria de ver como a autora desenvolveu a narrativa. Adoro enredos que envolvem esses mistérios de viagem no tempo. Está guardado para uma leitura futura.
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  8. Já vi esse livro em algum outro lugar, mas não havia atraído minha atenção. Mas quando comecei a ler o seu post, já coloquei ele na lista de desejos. Adorei esse plot onde existe a possibilidade de vidas diferentes, sei que não é o caso aqui, mas adoro pensar em possibilidade de realidade alternativa ou viagens no tempo. Isso me deixou curiosa, e você ainda diz que o final é surpreendente. A única coisa que fiquei com um pouco de medo, foi sobre o pai enfrentar um câncer. Perdi o meu pra essa doença, e ainda tenho sérios problemas pra ler sobre esse assunto. Mas mesmo assim fiquei curiosa com a leitura.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  9. Concordo totalmente com você. Algumas pessoas ficaram chateadas com o final do livro mas eu achei lindo, maravilhoso e tão fenomenal que para mim foi uma leitura muito diferente. Eu fiquei pensando o tempo todo no livro e no quanto era diferente! Poxa, e que coisa mais linda todo o acontecimento e quer saber? Não mudaria nada dela!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabrielle, eu morro de vontade de ler esse livro desde que vi quando ele foi lançado, acho que ele tem uma trama muito cativante e com toda certeza já está na minha lista! Ótima resenha :D

    Beijos

    www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  11. Oiee Gabi ^^
    Esse livro também arrancou o meu chão. Fiquei olhando a última página que nem uma boba, esperando que alguma coisa aparecesse ali magicamente...haha' A autora foi demais nesse quesito, conseguiu surpreender todo mundo! O final conseguiu me arrancar muitas lágrimas, é uma história muito linda, né?
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Compraria esse livro só pela capa .... e pela sua resenha teria uma grande e grata surpresa, pois achei a história bem interessante e bonita!! Assim que puder vou ler com certeza, pois apesar das críticas me encantei pela história e quero ter a mesma sensação que tiveram ao chegar no final do livro!! =)

    Bj
    Keyla - http://blogleituraterapia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Grabielle, parabéns pela resenha!
    Devo confessar, que durante meus passeios em livrarias sempre fiquei intrigada com a capa do livro, mas nunca tinha lido nem mesmo a sinopse. Foi engraçado ler sua impressão de que a autora não precisou escrever um livro escandaloso para encantar seus leitores, porque a impressão que eu tinha era exatamente essa. Obviamente não tenho como dar opinião sobre o livro em si, mas a capa já é bem sucedida em passar essa ideia.
    Gostei muito das suas colocações e com certeza vou ler!

    Até mais!

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
  14. Olá, Gabrielle!

    Adorei a sua resenha! Estou com esse livro na minha listinha de leitura, e espero adquiri-lo em breve. Sempre leio ótimas resenhas sobre a obra, e isso me deixou super instigada em ler a trama. Amei a sua opinião sobre o livro, e como você desenvolveu a sua resenha.

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Logo que a editora Arqueiro lançou esse livro eu fiquei louca por ele, sendo assim, solicitei e o devorei em poucas horas. "Uma Curva no Tempo" se tornou uma das minhas melhores leituras de 2015, adorei a forma com que a autora escreveu. O final foi realmente uma grande surpresa para mim, fiquei chocada com aquele final, mas ele é perfeito para a estória.

    Beijos!

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Gabi, tudo bem?

    Tenho bastante vontade de ler esse livro, a ideia de acordar vivendo uma vida que tomou rumos diferentes me interessa muito e quero saber como a personagem vai lidar com isso, e a verdadeira explicação para tal acontecimento, que pelo jeito é bastante surpreendente.

    Não me incomodo que o livro não seja cheio de ação, e tenha um ritmo mais devagar, desde que a autora saiba usar isso, e não fique algo arrastado. E quanto aos clichês, concordo com você, todo livro tem algum. E clichê, quando bem trabalhado, pode ser bom.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  18. Ler sua resenha me fez pensar que era exatamente essa a sensação que eu gostaria de ter tido durante a leitura do livro. Estava super empolgada e logo de cara o livro não me ganhou... eu insisti mais um pouco, mesmo assim não deu e eu desisti. Ainda pretendo dar uma nova chance, de repente não era o momento, mas não sei...
    Adorei a resenha!!! Espero concordar com você na minha próxima leitura :)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  19. UAU!
    Nunca tinha parado para se quer ler a sinopse desse livro, eu achava a capa bonita, mas não me interessei.
    Após ler a sua resenha fiquei super curiosa com o final. Amnésia não deve ser já que o final te surpreendeu e você tinha pensado nisso, se fosse você não teria ficado surpresa.
    O enredo me parece tão diferente faz tempo que não vejo nada novo assim. Ainnn não queria acrescentar um livro a mais na pilha que preciso ler uahsuahs mas esse merece e tem que ser passado a frente.

    Blog: http://miiheomundoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi! Tudo bom?

    Já amei o início da sua resenha! Deu para perceber que o livro é toda uma construção, mas que pode ser bem fraca afinal. Essa é a primeira resenha que eu leio sobre este livro e como estou intrigado! A história tem tudo para ser incrível. Estou muito curioso para saber se foi amnésia mesmo o que aconteceu, haha. Que pena que o livro recebeu essas críticas, mas só eu lendo para saber as minhas próprias - se tiver é claro. Adorei sua resenha e colocarei o livro na lista de desejados!

    Beijos,
    www.falandoemlivros.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Gabriella,
    Esse foi o livro mais lindo que li ano passado. E sinceramente, não vi nada de clichê na história, ela é absolutamente surpreendente.
    Acho que as pessoas confundem o significado de clichê aliando ele a romance.
    O final na minha opinião é maravilhoso, e enquanto vi várias pessoas dizendo que choravam eu terminei com um sorriso no rosto.
    Com certeza um livro que todos devem ler.
    bjs
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir