quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

[Resenha] Toda luz que não podemos ver - Anthony Doerr

Antes de terminar este livro eu já estava pensando em sair dizendo que ele havia sido uma completa decepção para mim. Mas, após terminá-lo, posso afirmar que minha relação com ele é de, na verdade, amor e ódio. Ódio, porque não correspondeu a todas minhas expectativas; ódio porque foi uma leitura arrastada durante um mês inteiro. No entanto, um pouco de amor também. Amor, por trazer algumas emoções e reflexões.

"Abram os olhos e vejam o máximo que puderem antes que eles se fechem para sempre."

Embora Anthony Doerr tenha pontos positivos como escritor, muitas coisas me decepcionaram, sim, neste livro tão bem aclamado pela maioria das pessoas. O que mais pesou, no caso, foi a trama: descomplicada e, principalmente, desinteressante. Passaram-se 100, 200, 500 páginas e não havia nada que me prendesse ao enredo - a não ser algumas raras partes em que eu me permiti ficar emocionada. Outro fato que me deixou bastante aborrecida foi a quantidade de informações desnecessárias - mais conhecida como o "encher linguiça" - que atrasam significativamente a leitura.

A narrativa intercala entre o presente - 1945 - e o passado - anos anteriores, acompanhando a trajetória de dois jovens, com origens e destinos completamente diferentes, mas que acabam tendo pontos em comum por estarem vivendo a mesma dura realidade da II Guerra. Marie-Laure é uma garota cega que, durante todos os anos do conflito, tentou manter as esperanças ao perceber que estava perdendo todos aqueles que amava; e Werner, um garoto excepcionalmente inteligente que foi obrigado a entrar para a Juventude Hitlerista e encarar os horrores da guerra no front ainda muito novo e despreparado.

"- Quando perdi minha visão, Werner - continua ela - as pessoas disseram que eu era corajosa. Quando meu pai foi embora, as pessoas disseram que eu era corajosa. Mas não era coragem; eu não tinha escolha. Acordo todos os dias e vivo minha vida. Você não faz a mesma coisa? - Não vivo minha própria visa há muitos anos. Mas hoje. Talvez hoje eu tenha vivido."

Posso parecer seca, mas o livro acabou de ser resumido nesse parágrafo acima. Não há nada mais para contar, a história é essa e ponto. Claro, há, sim, momentos que emocionam o leitor, não sou tão radical. O grande problema é que eu esperava muito mais; esperava me debulhar em lágrimas como em A menina que roubava livros ou O menino do pijama listrado e isso, infelizmente, não aconteceu. Toda luz que não podemos ver me decepcionou, mas houveram lá suas vantagens em lê-lo - os capítulos têm um tamanho bem reduzido; o estilo de escrita de Doerr, apesar de um pouco difícil e seco, é bastante metafórico e contrastante com as emoções provocadas no leitor; o enredo é bem estruturado embora falte conteúdo; algumas coisas realmente emocionam.
"Werner fica impressionado ao perceber exatamente naquele momento como é extraordinariamente frívolo construir prédios esplêndidos, compor música, cantar canções (...) diante da indiferença sísmica e controladora do mundo. Por que alguém vai se dar o luxo de de compor uma música se o silêncio e o vento são tão mais amplos? Por que alguém vai acender as luzes se as trevas vão inevitavelmente apagá-las?" 

Não me arrependo de ter lido. Com certeza não leria duas vezes.

Classificação:

24 comentários:

  1. Esse livro é delicado.
    Todos gostam, mas de uma forma estranha, eu diria.
    Acredito que todos esperavam um pouco de romance ou mais tragédia e termina não tendo nenhum dos dois.
    A forma como ele termina é tensa mesmo. Você não é seca, essa é a realidade.
    Esperava mais, mas acabei aceitando.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Uau vi tanta gente falando bem que fiquei curiosa, mas não tem leitura pior do que de um livro arrastante.
    Mantendo esse livro bem longe da minha lista. haha

    Beijos

    http://goo.gl/543XMQ

    ResponderExcluir
  3. Oi ...
    Gostei bastante de sua resenha !
    É tão ruim quando nos decepcionamos com um livro ... Também achava que esse livro é daqueles que arrancam facilmente lágrimas do leitor , mas , pelo que você resenhou vi que estou enganada .
    Beijos

    PS: Indiquei o UOH em uma tag lá no blog .

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acho que esse é aquele famoso livro que se você ler ele, ou você adora ou você não gosta.
    Ainda quero muito ler ele porque sua sinopse me cativou muito <3
    Agora o que eu realmente quero saber é sobre o possível fato desse livro ter uma narrativa lenta, acho que isso seria um motivo para eu não querer lê-lo.
    Beijão e adorei a resenha,

    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, já li muitas resenhas sobre o livro, a sua é a primeira que fala desses pontos negativos, a premissa me agrada, vou ler para tira minhas próprias conclusões, ótima resenha.
    Abraços
    http://litaralmentelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, apesar de ter sido uma leitura arrastada pra vc e particularmente eu própria imaginar que teria mais amor ou mais lágrimas, ainda assim quero ler. Gostei dos quotes que você separou, dá pra ter uma ideia da narrativa.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Conheço tantas pessoas que gostam deste livro, que me assustei coma resenha rs.
    Eu o tenho em casa, mas ainda não tive tempo de ler.
    Beijos, Maisa.
    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Nossa, eu esperava bem mais desse livro. Achei a capa tão linda, e a sinopse me chamou tanto a atenção... mas não é a primeira resenha que leio comentando que o livro não é tão bom assim :(
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  9. Ele parece ser super interessante e estava bastante empolgada para ler, mas livros arrastados realmente são decepcionantes...
    Mas vou dar uma chance pra ele, quem sabe não me surpreende?
    Amei a resenha, lindo o seu blog.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olha uma das minhas colaboradoras leu esse livro e gostou bastante.
    Eu ainda não o li, mas já vi videos resenhas de pessoas falando muito bem e tenho
    bastante vontade de fazer a leitura, porque deve ser incrivel.

    Espero poder ler assim que tiver no momento certo sabe?
    Até porque me parece ser um livro que se tem que ter bastante atenção.
    Adorei tudo que colocou sobre o livro e espero gostar também =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-ilha-dos-dissidentes.html

    ResponderExcluir
  11. Já tinha visto vários elogios a esse livro, mas nenhuma resenha até agora, e que horrível o livro encher tanta linguiça, pois mesmo com tantos elogios eu sempre dei uma ignorada na história por causa de tantas páginas e agora que eu realmente ignoro e fico dependendo de outras histórias que passem nessa época, que sempre trazem histórias belas e choráveis de modo poético!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Esse é um livro que eu tenho curiosidade de conhecer, mas não é a primeira vez que ouço (leio) dizer que o autor enche muita linguiça e tem uma escrita cansativa. Isso é o que me faz enrolar ainda mais para ler "Toda luz que não podemos ver", pois estou cansada de livros maçantes *-* É uma pena que o livro tenha te decepcionado :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Estou de olho nesse livro desde o lançamento. Todas as vezes que entro em uma livraria vejo esse livro no local de "Os mais vendidos" e até agora não tinha lido uma resenha negativa, sendo assim a sua é a primeira. Gosto de livro do gênero, mas quando via o tamanho dele desistia por medo de começar a ler e depois não gostasse e ficasse 300 páginas faltando para finalizar. Mas, de alguma forma, sua resenha me fez ter vontade de conhecer a obra.
    Não me parece ser um livro que não irei gostar, pelo contrário vou amar. Vou tentar me aventurar por toda luz que não podemos ver.
    Até mais.

    Lendo no Inverno

    ResponderExcluir
  14. Olá, Gabrielle.
    A sua é a primeira resenha que leio desse livro que ão é positiva. Até agora só tinha lido os elogios. A forma como você falou sobre passar páginas e páginas e nada, me lembrou vários livros do Stephen King que eu não gostei. Lá acontece isso também, a história mesmo vai começar a ficar interessante depois da página 150 e dai a gente já odeia o livro hehe. Acho que vou deixar passar, mesmo sendo um livro que eu tinha me interessado por ser de guerra.

    ResponderExcluir
  15. Oiiie,

    A primeira pessoa que vejo falando que o livro não é positivo, todos que vi até agora, só foi elogios. Mas com disso, ele não me encantou, não faz meu gênero, não consigo acompanhar quando fica entre o passado e presente, me perco totalmente.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  16. Eu via tanta gente falando bem desse livro que entrei no embalo e acabei adquirindo. Acontece que comecei a leitura e me pareceu que ela não iria para a frente, então troquei ele.
    Agora, ao ler sua resenha penso que fiz a coisa certa. Acho que não tem nada pior do que uma trama que é desinteressante e que mesmo emocionando em alguns momentos não prende. te considero uma vitoriosa por ir até o final. Parabéns...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  17. SINCERIDADEEEEE, adoro pessoas que a usam. Bom, voltando a resenha, eu só ouvi e li elogios sobre esse livro, mas além da II Guerra, nada mais me chamou a atenção nele. Agora depois de ler a sua resenha e saber que passou-se 200,300 ´500 páginas e nada da leitura ficar boa me desanimou mais ainda, e ter começo e leitura arrastada não é nada bom, perder tempo com leitura ruim é uma coisa que não estou podendo por agora, tempo anda escasso, então passarei longe dessa leitura. Quem sabe um dia?

    bjs

    ResponderExcluir
  18. Oiee!!
    Quando vi esse lançamento o tamanho me assustou um pouco apesar de ter gostado da premissa!!
    Lendo a sua resenha fiquei ainda mais receosa, é muito triste quando o enredo tem potencial e fica parecendo que o autor são teve a capacidade de desenvolve-lo da maneira que ele merece!!
    Deixando a leitura arrastada, cansativa e tediosa!!
    As vezes acontece comigo exatamente o que houve com você uma relação de amor e ódio!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  19. Olá, que pena que o livro não atendeu as suas expectativas. Eu sempre ouço comentários muito diversos sobre ele, então nem sei o que esperar dele. É um livro que eu leria mais para frente, mas não no momento.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Ainda não tinha visto uma resenha escrita do livro, apenas comentários positivos. Porém, não quis ler por agora porque eu achei mesmo que fosse uma leitura arrastada por causa da capa. Não sei nem o porque, na verdade. Eu tenho problemas com livros assim porque não consigo terminar, infelizmente. Sendo assim, acho que vou deixar para mais adiante.
    Beijão :*
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  21. Tive algumas leituras assim esse mês! Tanto que acabei lendo apenas 2 livros esse mês!! Mas os livros não eram ruins, eram arrastados e.lentos igual vc descreveu esse!! Engraçado que queria ler, mas agora nem sei mais, acabei desanimando com sua resenha!! Quem sabe futuramente né??

    ResponderExcluir
  22. Oi Gabrielle!
    Também li o livro e fiquei com as mesmas impressões que você (se quiser dar uma olhada na minha resenha depois): é exatamente amor e ódio!
    A "encheção de linguiça" também me deixou bem desanimada!
    Queria ter gostado mais, me apegado mais, me emocionado mais, mas não aconteceu.
    Adorei sua resenha: bem concisa e completa e igual você não me arrependo de ter lido, porém não leria duas vezes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Oi,

    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, e gostei bastante da sua sinceridade ao falar dele, e cheguei a conclusão que não adicionaria ele na minha lista de próximas leituras, tanto devido ao tema - que eu não curto -, como ele ter muita enrolação durante a historia.

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Eu já tinha visto esse livro por aí mas nunca tinha me interessado, porque ele é grande de mais e se decepcionar com algo tao grande assim não rola, vc perde mto tempo :(
    Outro fato que não me faz ler ele é a guerra, é um tema que infelizmente n~~ao funciona pra mim
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir