quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Raj

Literatura Fantástica

 O que mais chama a atenção em "Raj" não é a capa, nem a sinopse; mas sim, o jeito como a história é contada. Gita Mehta possui uma maneira única de escrever: a riqueza de detalhes surpreende e o enredo é digno de pura compaixão para com a personagem principal.

 A autora indiana elaborou um romance que se passa no cenário da Índia Britânia. Durante décadas, os passos da princesa Jaya Singh, do Reino de Balmer, são acompanhados, e não somente os dela, mas também de todo um povo que lutava contra os imperialistas e sonhava com a liberdade.


 Criada em meio ao "purdah" - regime de reclusão sob o qual as mulheres eram submetidas - desde pequena a princesa se questionava sobre a dura realidade e se perguntava quando ela iria mudar.

 "Quando você vai entender que a vida não é um conto de fadas, 'bai-sa'? Agora mesmo existe fome em todo o Oeste da Índia. Indianos morrendo como moscas, mas o raj britânico, indiferente, gasta um milhão de libras de dinheiro indiano em tendas e mais meio milhão de libras numa coroa imperial."

 Apesar de ter nascido mulher, seu pai Jai Singh não a tratava como tal. Jaya lia muitos livros e recebia uma educação que as mulheres não tinham o privilégio de receber. Além disso, a garota era corajosa e adorava ir às caçadas com o pai e praticar esportes. Entretanto sua realidade passa a ser outra quando, aos 13 anos, é casada com o príncipe Pratap, do reino de Sirpur, um marajá completamente ocidentalizado, irresponsável e mulherengo.

 Nos anos que se decorreram ao casamento, a princesa viveu uma realidade diferente: teve de aprender a se vestir com inglesa, a se portar como uma e falar como tal. Porém, o que ela não esperava era a morte de seu marido e sua sucessiva regência. Jaya passou, então, a viver momentos políticos conturbados, nos quais os britânicos se recusavam a ceder liberdade ao povo desesperado.


 "A austeridade de Gandhi vai levar as massas indianas a se livrar do jugo do raj britânico... Ele vai transformar o medo deles em coragem [...] ao desafiar aquele império estrangeiro com os elementos que mais aterrorizam os 'angrez', pobreza em vez de poder, humildade em vez de privilégio."

 Apesar de todas as dificuldades e tristezas pelas quais teve de enfrentar em sua vida, Jaya nunca desistiu. A princesa lutou até o fim sem jamais pestanejar.

 "Seu 'dharma' é proteção, 'bai-sa'. Não pode escapar a seu destino."

 "Raj" é um verdadeiro prato cheio para quem gosta de História. Porém, não é a história que estamos acostumados a ouvir, aquela escrita pelos vencedores. O livro de Gita Mehta vai contar o lado do perdedores, que sofreram décadas lutando contra o imperialismo. Simplesmente não dá para fechar os olhos a essa parte da História que quase ninguém conhece.

Informações Adicionais:
Título: Raj
Autora: Gita Mehta
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 502
Nota da Leitora: 5 estrelas

8 comentários:

  1. A capa não é nada atraente , mas já que a história é bem contada isso que importa e me pareceu ser bem interessante ser casada aos 13 anos deve ser complicado
    Um beijo, te espero no blog
    ⋙ ♥ Blog livros com café SORTEIO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas essa é cultura deles. Não podemos julgar como certo ou errado.
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa! Realmente, olhando assim, não dá pra dizer que o livro seja tão bom quanto descreveu! Esse seria para mim um daqueles que "passaria batido"...

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quase passei batido também! Mas o que me chamou a atenção foi o nome da autora, na hora. Ai eu vi que era literatura indiana e não pensei duas vezes...
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi,
    Tem um imã entre livros desse tipo e eu. Eu gosto muito de ler livros assim. A realidade da mulher em certas épocas ou lugares e a sua trajetória. Não conhecia esse livro e fiquei muito curiosa depois de ler a resenha.
    Beijão
    Tão doce e tão amarga.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você, realmente, adoraria esse livro! Conta toda a trajetória dela e os percalços pelos quais ela passou.
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi Bruna, adorei a indicação!
    Muitas vezes eu leia pela escrita do autor, a forma como ele nos envolve, muitas vezes a história fica em segundo plano, senti isso lendo Saramago, a escrita me fascina.
    Parece que esse livro é assim, adorei!
    Valeu pela dica =D
    Beijos

    citacoesdeumleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir