sexta-feira, 22 de agosto de 2014

50 livros que todo jovem DEVE ler

Olá leitores! 

Estava pesquisando na internet livros interessantes para ler me deparei com um site que chamou muito minha atenção: Universia. Ele tem um conteúdo bom para quem vai prestar vestibular e nos mostra quais livros são importantes para você ler antes de entrar na universidade ou enquanto é jovem. 

A lista de 50 livros que todo jovem deveria ler é muito interessante e separei alguns livros que me chamaram a atenção (confiram a lista completa aqui):

O Grande Datsby - F. Scott Fitzgerald

Obra-prima de Scott Fitzgerald, O Grande Gatsby é o romance americano definitivo sobre os anos prósperos e loucos que sucederam a Primeira Guerra Mundial. O texto de Fitzgerald é original e grandioso ao narrar a história de amor de Jay Gatsby e Daisy. Ela, uma bela jovem de Lousville e ele, um oficial da marinha no início de carreira. Apesar da grande paixão, Daisy se casa com o insensível, mas extremamente rico, Tom Buchanan. Com o fim da guerra, Gatsby se dedica cegamente a enriquecer para reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha à de sua amada em Long Island, promove grandes festas e aguarda, certo de que ela vai aparecer. A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece - Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e tragédia iminente.

Nota Skoob: 4.1 


Bartleby, o Escrivão - Herman Melville

Para ler a nova edição de "Bartleby, o Escrivão" - uma história de Wall Street, o leitor começa pelo desafio de ter de cortar, uma a uma, as vinte páginas não refiladas do livro. Só assim poderá libertar, aos poucos, este personagem enigmático da ficção moderna que, no dizer de Gilles Deleuze, desafia toda a psicologia e a lógica da razão. A sua famosa fórmula de resistência às ordens do advogado-patrão - Acho melhor não - e, mais tarde, de recusa ao próprio trabalho de escrivão e copista para o qual foi contratado, desperta uma sucessão tragicômica de acontecimentos. A cada resposta evasiva de Bartleby abre-se a fresta para a entrada do insólito nas atitudes e sentimentos despertados no dono do escritório, nos colegas de trabalho e até mesmo nas vizinhanças de Wall Street. 

Nota Skoob: 4.3

Fahrenheit 451 - Ray Bradbury

A obra de Bradbury descreve um governo totalitário, num futuro incerto mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TVs instaladas em suas casas ou em praças ao ar livre. O livro conta a história de Guy Montag, que no início tem prazer com sua profissão de bombeiro, cuja função nessa sociedade imune a incêndios é queimar livros e tudo que diga respeito à leitura. Quando Montag conhece Clarisse McClellan, uma menina de dezesseis anos que reflete sobre o mundo à sua volta e que o instiga a fazer o mesmo, ele percebe o quanto tem sido infeliz no seu relacionamento com a esposa, Mildred. Ele passa a se sentir incomodado com sua profissão e descontente com a autoridade e com os cidadãos. A partir daí, o protagonista tenta mudar a sociedade e encontrar sua felicidade.

Nota Skoob: 4.2

Crime e Castigo - Fiódor Dostoiévski

Publicado em 1866, Crime e Castigo é a obra mais célebre de Fiódor Dostoiévski. Neste livro, Raskólnikov, um jovem estudante, pobre e desesperado, perambula pelas ruas de São Petesburgo até cometer um crime que tentará justificar por uma teoria: grandes homens, como César e Napoleão, foram assassinos absolvidos pela História. Este ato desencadeia uma narrativa labiríntica que arrasta o leitor por becos, tabernas e pequenos cômodos, povoados de personagens que lutam para preservar sua dignidade contra as várias formas da tirania.

Nota Skoob: 4.5

1984 - George Orwell

Mil novecentos e oitenta e quatro oferece hoje uma descrição quase realista do vastíssimo sistema de fiscalização em que passaram a assentar as democracias capitalistas. A electrónica permite, pela primeira vez na história da humanidade, reunir nos mesmos instrumentos e nos mesmos gestos o trabalho e a fiscalização exercida sobre o trabalhador. O Big Brother já não é uma figura de estilo – converteu-se numa vulgaridade quotidiana.

Nota Skoob: 4.6

Infelizmente, desses livros que selecionei, ainda não li nenhum. Adoraria lê-los e espero fazer isso em breve. 

Vocês já leram algum, gostaram dos livros selecionados?

Beijos :)

11 comentários:

  1. Nossa, ainda não li nenhum dos selecionados, apesar de conhecer de nome!

    Blog Coisas da Juu

    ResponderExcluir
  2. Tenho muita vontade de ler O Grande Datsby, várias pessoas já me indicaram mas infelizmente não tive a chance de ler. E como assim guria? Não leu ainda 1984? Corra e vá ler urgente. Todas as resenhas, comentários positivos em relação ao livro é pouco para uma obra tão brilhante como essa... A Revolução dos Bichos também é simplesmente fantástica, e tenho certeza que irá amar as obras do George Orwell.
    Os outros infelizmente não me interesso muito, mas são bastante importante para ler, e também para faculdade e tals né? k...
    Amei o post e irei ver a listinha, são livros muito bons.
    E leia 1984 em? haha
    Beijos e sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. São livros que exigem muito do leitor na hora da interpretação, na minha opinião isso é bom, apesar de eu não ter o costume de ler sempre esses temas.

    Beeijos

    Raíssa Martins - O Outro Lado da Raposa
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  4. Fahrenheit 451 uma professora na faculdade recomendou, então em breve lerei!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu não conhecia nenhum desses livros... O Grande Datsby parece ser uma história interessante, já que amo romances, ainda mais antigos! E Fahrenheit 451 me parece muito interessante também!
    Beijos
    Tão doce e tão amarga.




    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna!
    Concordo com você em gênero, número e grau!
    Desses o único que não li foi Bartleby, o Escrivão. Pretendo ler em breve.
    Os outros são maravilhosos e estão na minha lista de favoritos, esses livros mexeram comigo de uma forma que eu não esperava.
    Todos devem ler!!!! rs
    Beijos e parabéns pelo post

    citacoesdeumleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. O Grande Gatsby já está na minha lista há algum tempo e, pelo jeito, terei que antecipar a leitura! rs Ah, respondi seu comentário no meu post, veja lá! :)

    www.minhaalmapedelivros.blogspot.com (Ele Está de Volta)

    parabéns pelo blog! bjs

    ResponderExcluir
  8. Desses eu li apenas O Grande Gatsby e Crime e Castigo (que é um dos meus livros favoritos). Fahrenheit e 1984 estão na minha lista faz um tempinho, acho que daqui até o final do ano leio um dois dois (ou os dois, vai saber).

    Bem legal a lista e os seus escolhidos.

    umabasesecreta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li nenhum destes :o kkkkkk

    http://cantinhodatitania.blogspot.com.br/2014/08/os-herdeiros-dos-titas-eric-musashi-18.html

    http://cantinhodatitania.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Dessa lista eu só não conhecia o do Herman Melville. Morro de vontade de ler Crime e Castigo, mas todos comentam que é uma leitura bem densa e complicada, então to só adiando. 1984 eu to querendo ler já tem um tempão, mas é bem carinho. Quando der vou comprar e ler.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir