segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

A Garota Que Eu Quero

Somos feitos de momentos 

Qualquer um se encanta com uma história diferente, fantástica. A ficção faz o leitor viver em um mundo distinto e proporciona a oportunidade de vivenciar novos prazeres. A capacidade de escrever um livro extraordinário - que seja agradável - é admirável. Mas, aquele que possui o dom de encantar o leitor com uma trama ordinária é mais que admirável: Markus Zusak criou uma história extremamente simples, porém não menos deslumbrante. As poucas páginas escritas pelo autor de "A Menina que Roubava Livros" provocam todos os tipos de emoção no leitor - de risos à complacência.

 "A Garota que eu Quero" acompanha a rotina dos Wolfe, uma família de classe média baixa que vive nos subúrbios do Brooklyn. Vivem na casa os pais, mais três irmãos: Sarah, Ruben e Cameron. O mais velho, Steve, mora em um apartamento próprio com a namorada, e parece ser o único bem-sucedido da família.

Os irmãos mais próximos são Rube e Cam; porém não deixam de ter suas diferenças - na verdade, muitas diferenças. Enquanto o primeiro age de maneira descolada e troca de namorada a cada semana que passa, Cam é um garoto fechado e sozinho.

 "O Rube nunca amou nenhuma delas. Nunca se importou com elas. Nem é preciso dizer que Rube e eu não somos muito parecidos em matéria de mulher. (...) Meu irmão nunca tinha que realmente dizer nem fazer nada. Bastava ficar parado em algum lugar, ou se coçar, ou até mesmo tropeçar no meio-fio, e alguma garota começava a gostar dele." 

 Cam já estava acostumado com a rotina do irmão mulherengo - até o dia em que conhece a nova namorada de Rube, Octavia. Mas o que poderia fazer? Era um perdedor: não tinha amigos e as garotas sempre o ignoraram.

 "O que ele poderia perguntar?
 'Continua sem nenhum amigo, Cameron?'
 'Continua completamente sozinho, Cameron?' 
'Continua perambulando pelas ruas, Cameron?'
 'Continua com as mãos ocupadas em baixo do lençol, Cameron?'" 

 Apesar de tentar se conformar com a situação, Cam sabia que chegaria o dia em que o prazo de Octavia venceria, e que, em breve, ela seria dispensada pelo irmão. Só de pensar no sofrimento da garota, Cameron se sentia mal. Não era justo. Octavia era uma boa pessoa e não merecia isso. Além do mais, mesmo que o fato o confortasse um pouco - afinal ela deixaria de ser a namorada de Rube -, Octavia sempre seria a ex do irmão. Proibida. Não obstante seus receios e sua solidão, Cam vai descobrir novos sentimentos e novos prazeres ao lado de Octavia.

Não vou negar; o romance vivido por Cam e Octavia, não deixa de ser "água com açúcar". No entanto é cativante, como nenhum outro é, por uma razão: tem a capacidade de trazer a nostalgia aos leitores. "A Garota que Eu Quero" nos remete a uma fase que ninguém nunca esquece: a do primeiro amor.

 "Há inúmeros momentos a serem lembrados, e às vezes acho que não somos pessoas, na verdade. Talvez sejamos momentos. Momentos de fraqueza, de força. Momentos de salvação, de tudo. Às vezes, apenas sobrevivo. Mas, às vezes, ergo-me no telhado da minha existência, de braços abertos, pedindo mais. É então que as histórias aparecem em mim. Elas sempre me encontram. São feitas de perdedores e lutadores. São feitas de fome e desejo e de tentativas de levar uma vida digna."

21 comentários:

  1. Já li várias resenhas desse livro, parece ótimo. :)
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um bom livro, sim! Vale a pena ler.
      Beijos

      Excluir
  2. Eu li o primeiro livro da série, e gostei muito. Adoro o fato do livro contar uma história simples, que não deixa de ser cativante. O Cam é um personagem fantástico, e não vejo a hora de ler esse livro.

    Bjs
    sobremimemeumundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de não ter lido os outros livros da série, eu adorei este. Não é uma leitura maçante, e a história é tão simples que chega a ser linda!
      Beijos

      Excluir
  3. Estou para ler esse livro tem um tempão. Acho que esse mês leio!

    Parabéns pela resenha!
    Beijinhos!

    http://citacaonumclick.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Leia, sim! É uma leitura super agradável e dá para terminar o livro em poucas horas.
      Beijos

      Excluir
  4. Esse livro é a continuação de O azarão, que confesso não gostei muito, apesar de amar o autor. Já me falaram que esse é bem melhor, acho que vou dar uma chance para a continuação um dia.
    http://euliouvouler.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto aos outros eu não sei se são bons porque não os li, mas A Garota que eu Quero é um livro muito agradável! A história é linda.
      Beijos

      Excluir
  5. ja tinha visto algumas coisas sobre o livro, mas não me interessei por ele, com a resenha pude conhecer um pouco mais da história e também dos personagens o que aguçou minha curiosidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história, que muito provavelmente, você vai gostar!E são poucas horas para ler, então por que não dar uma chance?
      Beijos

      Excluir
  6. Quando comecei a ler esse livro que descobri que era de um série, mas não atrapalhou em nada na leitura. Um livro maravilhoso u-u

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler esse livro.Tenho altas expectativas pra ele e para os outros da série por ser do mesmo autor de A menina que roubava livros (que é um dos meus livros favoritos). Será um dos próximos livros da minha lista de compras.(:

    ResponderExcluir
  9. Me interessei pelo livro por ele ser do mesmo autor de a menina que roubava livros q é o meu livro preferido.

    ResponderExcluir
  10. Quero muuuito esse livro, principalmente porque eu amo Markus Zusak (não só A Menina Que Roubava Livros como também Eu sou o Mensageiro que é deeeeemais!) e me interessei bem pela história tb hehe

    ResponderExcluir
  11. Esse é o ultimo da trilogia do Azarão e Bom de Briga né? Vou tentar ler os outros e esse também.. mas ta complicado abrir uma frechinha na lista de leitura rs

    Beeeijos
    Loucura LiteráriaFacebook

    ResponderExcluir
  12. Olha, eu já li e não vou dizer que odiei mas não gostei muito. Acho que a escrita do autor não me agrada pois não é o primeiro livro dele que li ou tentei ler... mas a trama é boa e o final foi razoável.

    ResponderExcluir
  13. Sempre fui encantado por esse livro, justamente por se tratar do primeiro amor, sempre fujo de romances melados, mas este sempre me cativou, seja pela capa simplista, ou pela sinopse apaixonante, somente sei que sempre quis conhecer a estória de Cam, pois, me recorda muito situações vividas no passado, hehehe, quem nunca amou a namoradinha do amigo, do irmão ou de um primo que levante a mão.

    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir
  14. O livro parece interessante. Mas eu gosto mesmo dos romances das antigas, especialmente os de Roberto Drummond. Se você tivesse contado com o livro "A Academia da Espada" ( Bruno Tsubasa) poderia resenhar, é meu livro favorito de todos os tempos ( gênero fantasia).

    ResponderExcluir
  15. Triângulos amorosos sempre me deixam apreensiva, mas gosto das fortes emoções que histórias assim desencadeiam, o livro despertou minha curiosidade...

    @jan_araujo7

    ResponderExcluir