terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos

Demônios existem - no mundo de Clary 

Escrever uma resenha sobre os livros da série "Os Instrumentos Mortais" é o mesmo que ter uma bomba em mãos. Sendo um best-seller hiper bem aceito pelos leitores do mundo inteiro, é impossível opinar sem ser contrariado por alguém - ou seja a bomba explode. 

De modo geral, pode-se afirmar que Cassandra Clare foi uma pessoa iluminada em questão de criatividade, e conseguiu escrever uma história incrível, de tirar o fôlego e prender a atenção, do início ao fim, de qualquer leitor. Porém, aos meus olhos, a escritora não foi feliz duas vezes: o estilo literário de narrativa não me agradou por completo - "booom". São demasiadas as conversas paralelas - e desnecessárias para a trama - e não pude deixar de sentir um toque sutil de infantilidade. Foram várias as vezes também, que tive que voltar para ler o mesmo parágrafo por falta de consistência na descrição de uma cena que nos é distinta do vivido no cotidiano, e assim sendo, exigia um cuidado maior na hora de detalhar a situação. Resumidamente eu diria que a autora foi sucinta quando não devia e enrolou onde não era conveniente. 

Clarissa Fray tinha uma vida ordinária. Morava com sua mãe - quem tinha paixão por pintura - e passava a maior parte do tempo com Simon, seu melhor amigo; e até onde sabia, seu pai havia morrido cedo, antes mesmo de conhecê-lo. Por isso, tinha um profundo e inexplicável carinho pelo amigo de longa data de sua mãe, Luke.

Entretanto, o mundo que Clary conhecia estava prestes a virar de cabeça para baixo - diversas vezes - depois da noite em que encontrou Jace, na boate Pandemônio. Ali, a menina presencia um assassinato cujo assassino somente ela conseguia ver e que não deixou vestígios. 

Foi, também, pela primeira vez, onde Clary ouviu a palavra "mundana" e descobriu que, apesar de todas as coincidências e circunstâncias apontando contra, ela não era um ser humano como qualquer outro. Para piorar - se é que isso é possível - Clary recebe um telefonema de sua mãe. Uma mãe histérica, que gritava ao telefone, dizendo para sua filha não voltar para casa. 

Não é preciso nem dizer que Clary não obedeceu, e se não fosse Jace, a desobediência custaria sua vida. À partir deste dia, o mundo de Clarissa Fray nunca mais seria o mesmo: ela ainda teria de enfrentar vampiros, lobisomens e demônios, e muitas outras criaturas do Submundo. Mas, acima de tudo, Clary precisaria de força e coragem para ir de encontro às verdades que têm a capacidade de mudar, por completo, sua existência.

Como já havia dito, de maneira ampla, "Cidade dos Ossos" foi um ótimo livro - a linguagem é simples  e a leitura é rápida. Recomendo o livro para quem gosta de ler fantasia e aprecia uma leitura próxima ao português oral - o que não é o meu caso. A bomba vai explodir mais uma vez, mas eu não estaria sendo sincera se dissesse que amei o livro. Muito pelo contrário: minha expectativa está afogada em decepção - talvez porque, depois de tantas críticas  positivas, minha esperança era encontrar algo perfeitamente esplêndido, algo que correspondesse com o que eu esperava. 

O filme, por sua vez, foi outra decepção em questão de fidelidade - e apenas de fidelidade. Em essência, a história é praticamente a mesma; contudo, nas telas do cinema a impressão que temos dos personagens é diferente, até em excesso. Além disso, muitas cenas foram modificadas, de modo que o enredo tornou-se completamente distorcido e distinto do original.

Apesar dos pesares, eu espero poder ler os próximos livros, o mais brevemente possível, para acabar  de vez a curiosidade que está me atormentando. Em questão de trama e imaginação, Cassandra Clare surpreendeu não só a mim, mas ao mundo inteiro. 

Informações Adicionais:

Autora: Cassandra Clare
Título: Cidade dos Ossos
Editora: Galera Record 
Páginas: 462
Nota da Leitora: 4 estrelas

10 comentários:

  1. Oi gente, vim retribuir a visita e amei o blog!!!
    Parabéns! Já estou seguindo!

    ResponderExcluir
  2. Todos já leram está saga menos eu :/
    Tenho que ler, como você disse é muito bem aceito por todos já vi ÓTIMAS críticas sobre ele!
    Mas desse ano não passa, de um jeito de outro vou ter que ler!
    Ótima resenha!
    Beijos!
    http://umavidachamadalivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também demorei um pouco para começar a ler, apesar das críticas me instigarem demais.
      Obrigada!
      Beijos, Ellis

      Excluir
  3. Parabéns pelas opiniões, adorei a forma como você as expôs.
    Estou bem ansiosa para ler esse livro, parece ser realmente ótimo.
    Beijos, Lerissa.
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Lerissa!
    É difícil elogiarem uma crítica, em parte negativa. Mas, é um ótimo livro, sim! Vale a pena ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Primeiramente parabéns pela resenha! Muito bem escrita!
    Pra falar a verdade eu não gosto desse livro. Não consigo entender, nem consigo explicar, mas simplesmente não consigo gostar.
    Os personagens não conseguiram me cativar (só o Simon) e a história não conseguiu me prender.
    É sempre assim, quando esperamos muito de um livro, nos decepcionamos.
    Um beijo ;*

    Juliana . Oliveira
    http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado!
      Me decepcionei bastante, também, para falar a verdade. Mas, tenho o péssimo - ou bom - costume de não conseguir largar as coisas pela metade. Nem livros, nem séries. Então, apesar de não ter amado de paixão o livro, eu decidi ler todos, em parte pela curiosidade de saber onde isso vai dar.
      E devo dizer que, o segundo livro "Cidade das Cinzas" é BEM melhor que o primeiro.
      Se eu fosse você, leria pelo menos o segundo. Daria mais um chance. Mas, se mesmo assim continuar não gostando... Aí, pode largar pela metade com razão!
      Beijos!

      Excluir
  6. Eu gosto muito desse livro, acho a história muito boa.
    E agora tenho vontade de terminar a saga, mas só consegui ler o primeiro.
    Muito bonito seu blog, paarabéns.
    Beijos e seguindo
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar do primeiro livro não ter me agradado tanto, vale a pena ler todos! A historia se torna cada vez mais envolvente.
      Obrigada!
      Beijos

      Excluir