sexta-feira, 30 de junho de 2017

[Resenha] A Rainha Vermelha, Victoria Aveyard - A Rainha Vermelha #1

Título: A Rainha Vermelha
Autora: Victoria Aveyard
Série: A Rainha Vermelha #1
Editora: Seguinte
Páginas: 422
Onde comprar: Amazon | Saraiva

Esse é o tipo de distopia teen que te causa nostalgia do início ao fim. Mesmo com várias campanhas a respeito da trilogia, e mesmo com tantas resenhas e opiniões, resolvi me jogar de cabeça nessa leitura e vê o que ela poderia causar.
O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.
A Victoria Aveyard é o tipo de autora que te faz enxergar uma nova ordem mundial diante, em meio a um mundo distópico e seletivo. Qualquer tipo de chances ou escolhas não convém a grande parte dos jovens. A editora seguinte nos contempla com uma capa e edição em alto relevo de causar inveja. O primeiro livro da trilogia é tão rico em detalhes que nos fazem achar que aquele mundo é real, e se assemelha ao nosso.

Nesse mundo, há uma divisão entre seres humanos normais, os chamados de "vermelhos", os quais vivem em uma situação precária de pobreza, com poucas oportunidades e um duro trabalho. Do outro lado, se encontra os "Prateados", super-humanos com poderes imbatíveis que comandam os vermelhos e fazem da vida deles um verdadeiro inferno, em meio a trabalho escravo e uma guerra se fim.

Todos aqueles que completassem 18 anos e não tivessem um emprego, seja menino ou menina, teria que ir para a guerra, custe o que custar. Eles entendiam que se você não pudesse cooperar de alguma forma com a sociedade, não teria porquê ter expectativa alguma de vida, seu fim seria a guerra. Indo para o campo de batalha, esse jovem teria que rezar para sobreviver um dia de cada vez. Foi isso que aconteceu com Mare Barrow, uma jovem desempregada, prestes a completar 18 anos e sem nenhuma esperança de emprego ou talento que pudesse desenvolver. Além disso, ela era tida como uma "mão leve", por roubar das pessoas o que elas quase não tinham. Era dessa forma que ela tentava conseguir pouco dinheiro.
“Muitos vibram em acordo. Precisei de toda a minha força para não pular em cima desses covardes que jamais estarão na frente de batalha ou enviarão seus filhos para o combate. A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.”p.41
Por outro lado, a sua irmã tinha um talento nato para a costura e aprendia dia após dia com o seu tutor. Em uma situação nada agradável, a Mare comete um grave erro e por causa disso sua irmã é demitida, sem nenhuma chance para remissão. Desesperada, ela sabe que sua irmãzinha terá o mesmo destino que o seu ao ir para a front de batalha e lá perecer. A situação é tão angustiante que não há um plano de fuga, e também conseguir um novo tutor e emprego para sua irmã mais nova é baixíssimo.

Mare não sabe o que estava prestes a acontecer em sua vida, até que um garoto misterioso e um pouco mais velho que ela aparece, e lhe propõe um emprego. Visto que ela conta tudo sobre sua vida e o que acabará de acontecer com o sua irmã. Ele revela que pode conseguir um emprego no castelo para a jovem e dessa forma ela pode amenizar suas dores e a sua culpa. Tentada a não falhar novamente, a jovem não perde a oportunidade e vai com ele para o castelo, rumo a sua nova vida e com promessas para sua irmã.

Mare não sabia que estava havendo um grande evento no castelo. E este tinha como desígnio escolher a futura rainha do norte. As moças prateadas que tivessem perfil para isso participariam dessa seleção, o que me fez lembrar da obra A seleção, da Kiera Kass. Um ponto que difere a narrativa é que as moças que lutariam pelo trono não teriam que mostrar beleza, mas sim habilidades de sobrevivência, bem como sede pelo poder e autoridade.


O príncipe Cal, nome do sucessor do trono, teria que escolher dentre várias garotas aquela que mais se qualificasse para o cargo. Mas, onde que Mare entra nisto tudo?! Isso você só vai saber de fato quando realizar a leitura da obra, que por sinal é muito instigante.

Esse é um livro que trabalha claramente algumas cenas da segunda guerra mundial, em cima de uma nova ordem mundial. Isto porque a luta de classes, a busca por uma qualidade de vida-por parte dos vermelhos; a busca pelo poder-por parte dos prateados; se faz presente em toda narrativa. É ação do inicio ao fim. O caos é instaurado desde os primeiros capítulos, quando conhecemos a vida de Mare Barrow e o por que ela tem que roubar para conseguir seu sustento.

Impossível não se comover com a situação dela. Sendo Mare a protagonista, sua evolução é admirável, por se agarrar ao desejo de proteger a sua família. Do outro lado, Cal é quase incompreensível e misterioso, mas o seu desejo de reparar os danos da monarquia e dar-lhes novos ares é tentador, mas ele não sabe, ao certo, se sozinho poderá mudar alguma coisa. Mesmo prestes a possuir o trono, ele não tinha total poder sobre ele. Havia outros que estavam a espreita por um deslize seu.

A narrativa como um todo é movimentada. Conseguimos capturar vários enlaces culturais e novas visões de governo. Ao passo que tecemos o fio dessa trama, conseguimos compreender várias pistas deixadas pela autora sobre o possível desfecho, que por sinal nos surpreende de tal forma, em que ficamos a ver navios pela espera do segundo livro. 

Como é de se esperar das diagramações e capas da editora seguinte, tudo colabora para uma leitura agradável e sem preocupações de nos incomodar com revisão ou erros de ortografia. A edição como um todo está caprichada e dá para perceber que foi elaborada cuidadosamente. Por isso fica aqui a minha admiração pela leitura como um todo. 

Feito essas considerações, a obra é recomendada para os leitores de distopias teen, fãs de Jogos Vorazes, Divergente dentre outras narrativas desse nível. E, para aqueles que desejam conhecer mundos distópicos é o livro ideal por possuir uma linguagem fácil e acessível.
"O mundo é prateado, mas também cinza. Não existem o preto e o branco". p. 235
Classificação:

22 comentários:

  1. Ola
    Eu gosto muito dessa serie e particularmente acho que o primeiro volume é o primeiro de todos. Como nao amar uma boa distopia ne? Soj bem suspeita ao comentar, mas super recomendo essa leitura.. Adorei poder conferir as suasimpressões a respeito!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda, estou com esse livro na lista de leitura há algum tempo, acho que chegou a hora de ler rs Gostei bastante da sua resenha fico aguardando as próximas resenhas sobre essa distopia. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda, li este livro ano passado e embora tenha sido uma leitura gostosa, confesso que a autora colocou muitos elementos o que me fez pensar em outros livros já lançados de distopia. Por causa disso, não segui com a série.
    Mas que bom que pra você, a leitura fluiu melhor.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!!
    Sou uma grande fã de distopias e estava bastante ansiosa e esperançosa com a leitura desse livro, mas tudo que fez foi me decepcionar. A autora pecou em diversos aspectos, e a escrita me pareceu infantil. Mas fico feliz que conseguiu desfrutar da leitura, e parabéns pela resenha!
    Depois do Epílogo

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Cada vez que leio uma resenha sobre essa obra minha vontade de ler quase que triplica! A RAINHA VERMELHA possui elementos que me agradam muito em uma leitura e tenho certeza que será uma leitura fascinante pra mim... Agora, só falta comprar os livros kkk...
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu li esse livro na época do lançamento e gostei bastante dele. Achei interessante a divisão e a distinção entre vermelhos e prateados, e é muito interessante ver como a Mare reage diante das situações, uma leitura "eletrizante".

    ResponderExcluir
  7. Estou querendo ler esse livro, mesmo as opiniões sobre ele, como você disse, sendo diversas [rs]. Gosto de distopias e também adoro os livros do selo Seguinte, por isso vou me dar essa oportunidade de conferir o livro por meus próprios olhos, só não sei quando, minha lista de leituras tá grandinha [rsrs]. Bexitus, curti sua resenha!

    ResponderExcluir
  8. Olá Bru, tudo bem?
    Eu tentei ler esse livro há algum tempo, mas acho que não era o momento certo.
    Sempre lia comentários positivos, e fiquei com aquela pequena dúvida se deveria dar uma nova chance ou não.
    Então abri mão e comprei a série, adorei a sua resenha, e espero ler em breve e tirar as minhas próprias conclusões.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu sou mega curiosa para ler esse livro, acredita que ganhei num sorteio e até hoje não recebi? kkk
    Vejo muitos comentários sobre ele e fico curiosa cada vez mais.

    Beijos
    Leitora Dramática
    https://blogleitoradramatica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie! Há muito tempo eu quero ler essa obra, mas tenho visto vários comentários negativos, não sobre ela, mas sobre as continuações e isso me fez ficar com um pé bem atrás. Sua resenha me fez lembrar o motivo de querer tanto ler. Quero muito conhecer a forma como a autora criou tudo, essa divisão das pessoas e a nova ordem. Acredito que seria uma leitura ótima e por isso voltei a ficar curiosa, hahah. Amei a resenha. Que bom que a experiência foi boa para você.

    Beijos, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Já tinha visto a capa desse livro por aí, mas não tinha parado pra ler uma resenha sobre ele. Não sou muito fã de distopia, mas essa história parece ser bem interessante. Me faz lembrar um livro que li O Segredo dos Elfos, que conta a história de uma elfa guerreira que descobre o verdadeiro paradeiro dos seus pais. E não sei pq acho que a principal desse livro pode ser a filha de alguém dos prateados, porém de um romance proibido...rs

    Sei que viajei ao pensar isso, mas ao ler sua resenha me deu essa impressão.

    Sua resenha ficou ótima e realmente a capa desse livro é bem legal.Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu amo essa série, principalmente o primeiro livro que nos coloca nesse universo tão facilmente.
    Claro que a autora colocou vários elementos de outras séries de sucesso na trama, mas pra mim não me atrapalhou, pelo contrário acabei gostando ainda mais.
    Tenho certeza que você vai gostar do segundo livro também

    ResponderExcluir
  13. Oiii tudo bem??

    Adoro mundos distópicos, já li a maioria, mas infelizmente apos ler legend fiquei um pouco cansada do estilo, li umas distopias muito boas e algumas péssimas e desanimei.
    A rainha vermelha está nos meus desejados e pretendo ler em breve, só passar a ressaca do estilo mesmo, sua resenha me animou.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não costumo ler muitas distopias e apesar de todos os comentários positivos sobre essa obra, eu não fiquei tentada a ler ela ainda, sabe? Mas eu gostei bastante de ler sua resenha, achei bacana o livro ser tão rico em detalhes que nos faz achar que é real e achei interessante ele trabalhar algumas cenas da segunda guerra mundial. Enfim, eu não lerei esse livro agora, mas vou marcar a dica para algum dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  15. Olá tudo bem?
    Li este livro não faz muito tempo e fiquei completamente apaixonada, tanto pela narrativa, como pelo jeito da autora nos surpreender. Não existe um único ponto que dê pra prever com precisão nesse livro, o que me fez gostar tanto dele.
    Também adorei a diagramação do livro, Seguinte como sempre fazendo um ótimo trabalho.
    Adorei sua resenha, como sempre.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. AS PESSOAS ELOGIAM O LIVRO E VI ALGUMAS DIZENDO QUE É UM POUCO ARRASTADA, MAS EU LERIA COM CERTEZA AINDA MAIS VOCÊ FALANDO QUE TROCAM A QUESTÃO DA SEGUNDA GUERRA POR UM NOVO ESTILO MESMO BASEADO.

    Greice Negrini
    Blogando Livros

    ResponderExcluir
  17. Oie! Tudo bem?

    Minha amiga me indicou esse livro ontem, mas já li tanta resenha positiva e negativa ao mesmo tempo que acabou que desisti de realizar a leitura, mas talvez quando a autora acabar de lançar os livros eu de uma chance para eles!

    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Li esse primeiro volume com muito gosto, mas acabou que eu perdi o interesse de saber a continuação. A leitura é cheia de reviravoltas que são bem surpreendentes, nisso a autora tá de parabéns!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  19. Oi, Amanda!
    Ainda não li a série, mas tenho vontade e só estou aguardando uma boa promoção em ebook para adquirir o livro. Já li alguns comentários positivos que me deixaram animada, mas só pretendo ler quando encontrar uma promoção em ebook, é uma leitura que não estou com tanta pressa de fazer no momento.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  20. Oi.

    Eu adorei esse livro. Li bem rápido por ter me prendido a leitura desse o início. O segundo estou enrolando para ler, comprei mas ainda não sei quando vou começar a leitura.

    ResponderExcluir
  21. Oi Amanda...
    Ahhh menina que resenha explendida...
    Eu gostei muito das suas palavras e minha nossa... quero demais ler esse livro, essa série!!! Gosto muito de livros que sejam bem movimentados, agitados e que nos prendam do inicio ao fim
    Dica mais do que anotada!!!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  22. Olá Amanda,

    Já vi muitas resenhas sobre esse livro, e como vocês todos adoraram o livro, acharam ele rápido, com muitas coisas acontecendo e super interessante, então fiquei super ansiosa para lê-lo. Mas a medida que os outros foram saindo e eu fui acompanhando as resenhas, percebi que o livro cai muito de qualidade no decorrer da narrativa. Então estou com o pé meio atrás. Vou acompanhar suas próximas resenhas antes de me decidir.

    Beijos e obrigada pela resenha!
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir