quarta-feira, 14 de junho de 2017

[Resenha] Juntando os Pedaços, Jennifer Niven

Título: Juntando os Pedaços
Autora: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 392
Onde comprar: Amazon | Saraiva
"Acredite ou não, tenho uma família e amigos que me amam. Já beijei alguns garotos. Se nunca transei, é porque não estou pronta ainda. Não porque ninguém gosta de mim. A verdade é que, enquanto você é cheia de ódio e insignificante, eu sou encantadora. Tenho uma ótima personalidade, sou inteligente, sou forte e corro bem. Sou resiliente. Poderosa. Vou fazer alguma coisa da minha vida, porque acredito em mim mesma. Posso ainda não saber o que é essa coisa, mas só porque não existe limite para mim. Você pode dizer o mesmo?
A vida é muito curta para julgar. Não é sua função dizer aos outros o que sentem ou quem são. Por que não dedicar todo esse tempo a si mesma.
Quanto aos outros, lembrem-se: ALGUÉM GOSTA DE  VOCÊ. Grande, pequeno, alto, baixo, bonito, comum, simpático, tímido. Não deixe ninguém dizer o contrário, nem você mesmo.
Principalmente você mesmo."

Após perder a mãe, Libby Strout engordou tanto que acabou presa dentro da própria casa. Levantar da cama se tornava cada vez mais difícil, até o dia em que ela precisou ser resgatada do próprio quarto. Todos sabiam quem era ela: a adolescente mais gorda dos Estados Unidos.

Depois de tratar da saúde ela decidiu voltar à escola, mas ninguém queria ser amigo da garota que precisou ser retirada de casa por um guindaste. Ninguém queria abrir a boca para falar dela se não fossem ofensas ou xingamentos. Ela engordou porque quis. Ela não emagrece porque é fraca.

Jack Masselin tem prosopagnosia. Ele não consegue reconhecer nenhum rosto, nem da própria família, nem dos amigos. Ao desgrudar os olhos de uma pessoa se esquece completamente da aparência dela, no milésimo seguinte. Para não confundir quem é quem, Jack presta atenção no comportamento, na maneira como cada um fala, anda ou gesticula. Sorri e acena para todos o tempo todo - afinal, qualquer um na multidão pode ser um conhecido seu. Além da doença, Jack tem outros problemas com os quais precisa lidar: seu pai está traindo sua mãe. Com uma das professoras dele. 
"É como estar todos os dias em uma festa à fantasia onde todos esperam ser reconhecidos."

Jack é descolado e popular, convive com amigos babacas, mas não gosta de nada disso. O garoto não consegue ser ele mesmo. Ninguém enxerga o Jack que sofre pela família desmoronando. Ninguém enxerga o Jack que, diferentemente de todo mundo, torcia pela vizinha gorda que precisou ser resgatada da própria casa. Ninguém enxerga o Jack que escreveu uma carta (sem assinatura) para ela dizendo que torcia para que tudo desse certo. Ninguém enxergava o verdadeiro Jack. Até Libby conhecê-lo.

Libby e Jack são personagens fora da curva, tão bem construídos dá para imaginá-los como pessoas reais. A história também é bem montada, mas não é impressionante. O que faz de Juntando os Pedaços um livro único (lindo, maravilhoso e perfeito) é Libby Strout, a garota gorda que te mostrar que você não precisa ser de aço para conseguir superar suas dificuldades. A garota que vai te ensinar que não é necessário ter vergonha de ser quem você é, seja lá muito gorda, muito magra, de cabelo enrolado, curto, longo, seja lá alta ou baixa, de qualquer etnia ou religião. 
"Alguém gosta de você. Você é necessário. Você é amado."

Libby é uma das personagens mais bem empregadas que já tive o prazer de encontrar num livro. Libby é um exemplo. Libby é um orgulho!

O Jack é ok. O romance deles é ok. O desenrolar dos acontecimentos é ok. É sério. Essa menina carrega a história nas costas. Juntando os Pedaços é por inteiro Libby. (Posso até dizer que, na verdade, gostei dela e nem tanto do livro).

Porque Libby é ela mesma. Libby se aceita. Libby se ama. 
"A vida é muito curta para julgar. Não é sua função dizer aos outros o que sentem ou quem são."

Nós deveríamos ser como ela, a garota gorda que não tem medo de colocar um biquíni roxo e desfilar pela escola. A garota que não tem pudor em dizer que é GORDA porque não há nada de vergonhoso nisso. Não há nada de vergonhoso em ser você mesmo.

Eu já amava incondicionalmente Jennifer Niven depois de Por Lugares Incríveis. Depois de Libby nem preciso dizer mais nada... 
"Ninguém nunca mais vai me dizer que não consigo. Assim como ninguém devia dizer a você o que pode ou não fazer."
Classificação:

23 comentários:

  1. Esse livro esta na minha lista de desejos, quero ler ainda esse ano!

    --> http://papeldeouro2016.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Esse livro está na minha lista de desejados há um bom tempo, especialmente porque só leio bons comentários a respeito, assim como em sua resenha que me deixou ainda mais motivada. Ja li Por lugares incríveis e amei, por isso tenho grandes expectativas quanto a este livro. A autora sabe mesmp como desenvolver uma história marcante e espero ler esse logo. Acho essa capa linda!!!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Gente eu preciso desse livro,
    eu já queria ler ele ante, mas acabei procrastinando e colocando outras leituras na frente, com o tempo acabei esquecendo e olha que ele foi lançado esse ano, mas o fato de não ver mais muitas resenhas dele por ai acaba me deixando atenta aos novos lançamentos e soterrando a memória dos maravilhosos que já queria ler. Agora vou esperar a primeira oportunidade surgir - leia, arranjar dinheiro - para enfim comprar o meu exemplar e desfrutar dessa história.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bom?

    Já faz um tempinho que quero muito ler esse livro, só escuto maravilhas sobre ele. Uma pena você não ter achado romance do casal tão bom, mas mesmo ainda tenho vontade de ler, gostei da Libby parece ser uma personagem muito empoderada.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  5. Eu fiquei até emocionada da maneira que você falou da Libby! Adoro personagens que se amam e aceitam como são, pois eu mesma tenho dificuldade com isso. Quero ler esse livro AGORA pois tenho certeza que tem mais desses quotes lindos que você escolheu. Amei a resenha, me convenceu totalmente a dar uma chance a leitura!

    ResponderExcluir
  6. Gabi, esse foi o primeiro livor que li no ano e adorei. Foi emocionante, reflexivo, em algumas partes divertidos e a mensagem trazida, ficou dentro do meu coração até agora, porque ao ler sua resenha, foi como se eu mesma tivesse acabado de ler. Adorei a forma sensível como você descreveu a Libby!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu quero muito ler algum livor da autora, e depois da sua resenha estou pensando seriamente em começar por Juntando os pedaços pois preciso conhecer essa protagonista tão maravilhosa e que certamente é uma lição para que nos amemos mais e nos aceitemos como somos.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Só de ler a resenha, fiquei meio triste. Mas só de ver que mesmo após a Libby passar por tudo o que passou, e ser forte, sem ter vergonha do próprio corpo, isso me faz ficar mais animada.
    Estou atrás de estórias assim. Que no deixam uma lição ao final. Irei ler em breve.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Apesar de não ter gostado tanto do livro que bom que gostou da personagem Libby. Realmente é bom quando uma personagem aceita ela do jeito que ela é. Que bom que seu amor pela autora só aumentou depois dessa leitura. Ainda não conheço a escrita da autora, mas já anotei a dica. Beijos'

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Me recomendaram esses dias quando comentei sobre livros com protagonistas gordas, mas essa é a primeira resenha que vejo e que me deixa morrendo de vontade de lê-lo.
    Fiquei chocada com essa protagonista, imagino que a história dela seja realmente inspiradora e carregue o livro, afinal não dá nem pra imaginar passar pelo que ela passou e ainda trazer empoderamento e alegria.
    Com certeza quero esse livro pra ontem

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Estou com esse livro na minha lista de desejados e não vejo a hora de realizar a leitura dele, demorou para eu sentir interesse na obra, mas agora estou contando os minutos para poder lê-lo!

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Oi! Essa autora sempre vem acompanhada de comentários positivos, e essa é a segunda vez que eu leio algo sobre esse livro. Acredito que mais importante do que o próprio enredo é o fato de que Libby mesmo sendo humilhada e recebendo críticas e ofensas, ainda é capaz de se amar e se aceita como é... É tão raro que consigamos isso, que encontrar alguém que poderia vir a criar um ódio em relação a quem é se amando é uma mensagem muito linda... Realmente é uma obra que eu quero ler e sua resenha só me incentivou ainda mais. Acredito que vou me emocionar bastante com a leitura, mal posso esperar!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Nossa, engordou a ponto de ficar presa em casa?! Já despertou meu interesse, e se tem personagens bem construídos, narrativa bem elaborada e se traz ensinamentos e leva a reflexões, a dica está mais do que aceita, afinal eu também me encantei com o livro por lugares incríveis da autora.
    Vou conhecer Libby e Jack.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Ooi,
    Eu amei a leitura de Juntando Os Pedaços!! Libby pe mesmo incrível mas também gostei muito de Jack e do romance deles, acho que se trata de uma visão bem limpa e descomplicada do amor, o que me agrada muito.

    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Acho que nunca tinha encontrado um livro que a protagonista se destaca mais do que a história, e fiquei super curiosa para ler por causa disso. sempre vi o pessoal falando muito bem da obra, e agora depois dessa sua resenha tenho certeza que irei adorar, principalmente se gostar mais da Libby, como foi o que aconteceu com você.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Gabi.
    Adorei a resenha!!!
    Principalmente pelo fato de que simplesmente amo essa autora! Ainda não li essa obra, mas, quero muito realizar a leitura.
    Adorei os aspectos que você mostrou e tenho certeza que amarei a leitura.
    Bjo

    ResponderExcluir
  17. Olá Bru, tudo bem?
    Adorei a sua resenha menina!!! Tanto que já vou colocar o livro na minha meta do mês que vem.
    Eu nunca li nada da autora, mas achei a capa linda, e o preço estava ótimo haha.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Gente, nunca havia ouvido falar desse livro antes, mas que plot fantástico. Eu já vi uns 2 ou 3 documentários sobre casos assim e são bem chocantes. Não li o outro livro da autora, mas confesso que só pelas suas impressões desse, já quero ler os 2. adorei essa dica.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  19. Eu estou muito ansiosa para ler Por Lugares Incríveis e agora fiquei também por Juntando os Pedaços. Parece ser uma leitura marcante, que passa várias mensagens para o leitor. Amei sua resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  20. É maravilhoso quando um personagem te pega de jeito e te dá algumas lições de vida né. Livros assim não são tão fáceis de encontrar.
    Pela sua resenha o livro é mediano e a protagonista rouba toda a cena. Fiquei dividida se leio ou não, mas a protagonista me deixou bem curiosa.
    Parabéns pela resenha.
    Abs ^^

    ResponderExcluir
  21. Juntando os pedaços foi um dos melhores livros que li \o/

    Libby é uma das melhroes personagens já criadas, me identifiquei demais com ela. Jac é ok, como você disse... O melhor do livro e Libby e sua liberdade e sua vida.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  22. Olá Gabrielle,

    Eu ainda não li nada dessa autora, mas só vejo resenhas positivas e assim fico cada vez mais curiosa. Acho que vou comprar o ebook dele agora depois dessa sua resenha. Acho que preciso lê-lo. O tema é super atual e relevante, e com uma personagem bem construída como vc falou da Libby, eu quero comecar a ler agora...

    Beijos e obrigada pela resenha...
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oiii
    Desejo demais fazer esta leitura
    Esta capa me agrada demais
    Saber a que a personagem feminina tem um destaque bacana é melhor ainda.esta autora tem livros incríveis
    Muito bom.
    Vou ver se compro hoje o ebook.
    Tua resenha me convenceu a fazer a leitura imediatamente rs

    ResponderExcluir