segunda-feira, 29 de maio de 2017

Aquela que vive em mim

Oi, pessoal! Tudo bem com vocês? O último texto que postei por aqui tinha um caráter bastante entristecido e confuso, o meu humor mudou um pouquinho, então hoje eu decidi trazer um poema leve que escrevi há algum tempo atrás. Espero que gostem!
Aquela que vive em mim

Desconfiada.
Insegura.
Leitora.
Silenciosa.
Vive desde 1996, 
21 anos de instabilidade.
A primeira vez que viu o mundo
foi em Nova Veneza, Santa Catarina.
Transborda muitas palavras
não ditas.
Entrou na escola sabendo escrever,
em pouco tempo
aprendeu a ler.
Sempre na busca pelo 10.
E desde que começou a refletir
sobre o mundo,
tem uma relação de amizade
com a escrita.
Utopista,
quer ter sua própria biblioteca.
Tem uma balança no quarto
e não vê a hora de livrar dela.
Acredita em Deus,
mas vive questionando o porquê
de tanta maldade no mundo.
É perdidamente apaixonada
por animais.
E os considerando amigos,
não os põe em seu prato.
Acredita já ter encontrado o amor da sua vida.
Ainda não entendeu qual é a vantagem
de ser invisível, 
mas é feliz e triste ao mesmo tempo
e já não questiona mais isso.
É vítima da miopia,
seguidora de Jane Austen,
sente medo constantemente,
tem vergonha de tudo.
Ser professora
é um desafio.
Tem um grande defeito (ou não):
Quase sempre desacredita da humanidade.
Mas, frequentemente,
presencia atos aleatórios de bondade
que a fazem ter esperança.

Por Thamiris Dondóssola | Blog Historiar.

12 comentários:

  1. Thamiris!
    Que dom lindo de escrever poemas!
    E que bom poder conhecê-la um pouquinho mais.
    O homem tem livre-arbítrio e Deus respeita as escolhas que fazem, por isso há tanta maldade na minha opinião.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudynalva!
      Obrigada pelo carinho.
      Só não entendi a parte em que falar que há maldade na sua opinião.
      Uma boa semana para você também.
      Beijos

      Excluir
  2. Que coisinha mais linda! Adorei conhecer essa jovem de 21 aninhos apenas... Tanta coisa pra aprender, pra viver... Daqui a mais 21 esse texto vai ficar mais comprido e mais rico do que já está! Amei a forma simples e bela de se apresentar. Adorei essa parte aqui: “É perdidamente apaixonada por animais. E os considerando amigos, não os põe em seu prato.” Amei! Foi a melhor forma de dizer-se vegetariana. Adorei a postagem!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Eliziane. Seu comentário me fez sorrir. ♥

      Excluir
  3. Thamiris que linda forma de se descrever. Parabéns!
    Tudo que apresentou com certeza faz de vc um ser humano incrível e com tudo para ser feliz!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que poema mais mais lindo!!! Cara, parece letra de música, aliás, eu adoraria ouvir este poema cantado. Parabéns pela sensibilidade ao escrever, se expressar livre de amarras é tudo de bom.

    Bjos
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  5. A poesia é de fato reflexo da alma né? Sinto que conheci muito mais do que se apenas me fosse falado tais tatos. Adorei.
    Elisabete Silva

    ResponderExcluir
  6. Oii!!
    Gostei bastante do seu poema. Deu para conhecer melhor suas características e o que almeja para sua vida. Eu gosto de poemas, continue escrevendo, é sempre bom colocar os sentimentos para fora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Thamiris, tudo bem?

    Que poema mais lindo, cheio de singularidade e recheado com a sua personalidade, dar para perceber a pessoa que você é e tudo que traz dentro de si. Em muitas coisas consegui me enxergar em você. Além de nascermos no mesmo ano, também temos os mesmos questionamentos e seguiremos na mesma área profissional. Adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oie amore,

    Que texto delicioso, parabéns!!
    Deu pra conhecer bastante de você em pouquíssimo tempo!
    Amei o final, parabéns!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  9. Oi Thamiris, sua linda, tudo bem?
    Ah, encontrei uma fã de Jane Austen como eu!!! Eu me identifico com você, às vezes também não consigo olhar para nossa situação e ter esperanças. Tudo está desmoronando. Mas eu vi uma vez em uma série a personagem dizendo: devemos ter fé e a fé se acredita com o coração e não com a razão. As dúvidas fazem parte da razão. Parabéns pelo texto!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir