quinta-feira, 23 de março de 2017

[Resenha] Nada mais a Perder, Jojo Moyes

Título: Nada mais a Perder
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 400
Onde comprar: Saraiva

Sarah Lachapelle é uma garotinha que perdeu a mãe logo cedo e foi criada pelos avós. Seu amor por cavalos foi herdado do avô, Henri, um cavaleiro francês de Le Cadre Noir, que havia abandonado tudo por amor, muitos anos atrás. Ela tinha uma rotina rigorosa: todos os dias, antes de ir para a escola, Sarah passava num dos poucos estábulos restantes de Londres para treinar com Boo. A menina e o cavalo possuíam uma conexão e um respeito mútuos que ninguém parecia ser capaz de compreender, salvo Henri. No entanto, tudo desmoronou quando Vô sofreu um derrame. 
"Às vezes só eram necessárias algumas palavras de incentivo para reacender uma fagulha da confiança de que o futuro poderia ser maravilhoso, em vez de uma série infindável de obstáculos e decepções."

Natasha Macauley é uma advogada durona. Ela passou a viver em função do trabalho depois que Mac, seu ex-marido foi embora de casa. Tash possuía uma rotina também, mas depois de um ano sumido, Mac resolveu aparecer. Parte da casa em que ela morava ainda era dele, uma vez que não haviam se divorciado. Sem outro lugar para ficar, Mac reivindicou seu espaço ali. Desesperada com a situação, Natasha saiu de casa para comprar uma caixa de leite que, na verdade, não precisava. Foi no mercado que ela se deparou com uma confusão: uma garotinha, a que tudo indicava, estava tentando roubar um peixe empanado. Ela logo teve pena da menina e se ofereceu para pagar e depois levá-la até sua casa.

Então, Natasha descobriu que Sarah estava à própria sorte já duas semanas, sem o avô. Sendo a profissional que era, tentou comunicar as autoridades, porém não havia nenhum lar disponível para receber a garotinha. Mac, teve a brilhante a ideia de acolher Sarah... e isso é apenas o começo da história.

Sarah se recusava a contar toda a verdade, e enfrentar tudo sozinha exigia mais do que ela poderia oferecer. Mac e Natasha teriam de lidar com roubos, mentiras e sumiços e, durante esse processo para tentar salvar a menina, os dois acabariam salvando a si mesmos. 
"Será que as coisas eram mesmo assim tão simples? Se você amasse tanto alguém, o seu ambiente deveria perder a importância e todos os sacrifícios que você fez deveriam desaparecer no passado?"

Normalmente não costumo me alongar para resumir a história, mas neste caso, não tive opção. O enredo de Nada Mais a Perder é denso mesmo. Muita coisa acontece, muitas outras mudam e o que resta aos leitores é ficar de olhos vidrados, concentrados nas reviravoltas que as páginas trazem. As personagens também prendem atenção: a Sarah determinada e sonhadora te encanta; a Natasha, que de fria só tem a aparência, provoca compaixão; e Mac, já é um conquistador por si só. Esse trio se mostrou capaz de fazer horrores com o coração do leitor. Você torce por Sarah, você torce por Tash e Mac, você chora de torcer para esses três.

Entretanto, essa não é a única parte encantadora do livro: o amor entre Sarah e Boo é de destroçar qualquer um. Menina e cavalo, cavalo e menina. Por quantas coisas esses dois não passaram! Por quantas confusões Sarah não se meteu para não se separar dele... isso é tão cativante que, diversas vezes, me peguei chorando com a pureza dessa relação.

Embora a narrativa possa parecer um pouco arrastada no início, não desistam. Cada página, cada palavra, cada reviravolta vale a pena. Permitia-se chorar, torcer e roer as unhas por Sarah, Natasha e Mac. Tenho certeza de que eles são personagens que para sempre ficam guardados no coração de quem os conhece! 
" – É uma coisa pequena.
– Nem por isso é menos maravilhosa."


PS: o livro faz tantas menções sobre a relação entre cavalos e homens (com citações do Xenofonte), sobre movimentos e sobre Le Cadre Noir, que é impossível não ter curiosidade. Vou deixar um vídeo anexado aqui sobre essa escola de elite tão antiga e tradicional (os movimentos praticados hoje eram usados nas guerras). Está em francês, mas dá para ter uma ideia do espaço e do uniforme, tão destacados pela autora. Da metade para o final, também é possível visualizar alguns dos movimentos citados no livro como piaffe, levade e capriole. Divirtam-se! 

Classificação:

9 comentários:

  1. Oi Gabrielle,
    Amei a resenha!
    Nossa, esse enredo é novidade pra mim. E ao que tudo indica as duas vertentes são emocionantes. Amei mesmo. Nunca li nada de Jojo e senti votnade de começar por este livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Acredita que eu nunca li nada dessa autora? Pois é, mas agora já quero porque o vi filme de Como eu era antes de Você e adorei a história.
    Que ótima sua resenha, bem completinha. E a foto está maravilhosa :)
    Já estou seguindo para acompanhar os posts daqui <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  3. Oi Gab, tudo bem?

    Já tinha visto esse livro passar na minha timeline algumas vezes, mas nunca tinha parado para ver do que se trata. A obra parece realmente ser encantadora, mas, confesso que fico receosa, pois com a Jojo sempre fui 8 ou 80, ou amo ou não gosto.Essa relação do ser humano com os animais é incrível e sei como essa relação pode mudar vidas. Só por esse enredo, com certeza leria! Adorei a sua resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Gaby!
    Eu sou apaixonada pela Jojo, todos os livros dela que li até agora me emocionaram de alguma forma, e o fato de cada livro ter uma dinâmica e uma premissa completamente diferente dos outros, torna aos meus olhos essa autora em uma autora completa que pode te conquistar com qualquer que seja o romance.
    Dica mais que anotada, mais um da Jojo que vai pra lista.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  5. Vc fala em leitura arrastada no inicio, sabe que penso que os livros da Jojo tem essa caracteristica? Mas sao lindos <3
    O primeiro nao conhecia

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Parece bem interessante, mas sendo sincera eu não consigo me dar bem com os livros da jojo Moyes, sempre me irrito com eles e no fim não aprecio a leitura. Apesar deste ter pontos que me agradam e a sua resenha ser bem positiva, talvez eu desistisse no arrastado do inicio.
    Lindas fotos.

    Elisabete Silva

    ResponderExcluir
  7. Olá tudo bem?
    Que livro mais amorzinho esse da Jojo, só tenho visto resenhas positivas sobre ele e despertado ainda mais a minha curiosidade. Espero conseguir ler em breve para saber o que Sarah vai causar na vida de Natasha e Mac. Sobre a leitura ser arrastada eu acho que é meio normal isso no início pois quando li A Última Carta de Amor eu fiquei totalmente perdida, nada fazia sentido até chegar quase ao meio, pois além de ser um pouco arrastada, era narrada em três tempos diferentes. Eu gosto muito das mensagens que os livros da Jojo trazem.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Ainda não li nada da Jojo acredita? Só assisti mesmo o filme Como eu era antes de você.
    Bom, todo mundo curte sua escritas e histórias então percebe - se a vontade que tenho de conferir suas obras.
    Esse livro ainda não conhecia, mas já está na minha lista.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  9. Oi Gabrielle, sua linda, tudo bem?
    Você viu a notícia de que a autora virá ao Brasil em maio??? Quase surtei, risos... Tem como não se encantar por esse enredo??? Já vi vários filmes e até documentários falando que sobre o laço que as crianças problemáticas ou até doentes criam com animais. Por isso acho que vou me emocionar com todos eles. Sua resenha ficou ótima!!!! Estou louca para ler.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir