quinta-feira, 2 de março de 2017

[Resenha] Amor Amargo, Jennifer Brown

Título: Amor Amargo
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
Páginas: 256
Onde comprar: Saraiva 
"E, por mais sombrio que fosse o mundo atrás das pálpebras, nem de longe parecia tão sombrio quanto o mundo com o qual me depararia se voltasse a abri-las."

Muitos anos se passaram desde que a mãe de Alex se foi. Muitos anos se passaram desde que ela aprendeu a lidar com o fantasma que seu pai se tornou. Muitos anos se passaram, mas Alex nunca conseguiu aceitar que a mãe a havia abandonado. Foi difícil crescer praticamente sozinha, sem o amor do pai ou a compreensão das irmãs, mas ela encontrou nos melhores amigos, Bethany e Zach, um porto seguro. Ainda quando pequenos, os três haviam prometido que após terminarem o último ano do colégio, viajariam para o Colorado, a fim de investigar os motivos que levaram a mãe de Alex até lá, antes que ela sofresse o acidente.

No entanto, Cole apareceu.

Lindo, misterioso e aparentemente gentil, o novo aluno parecia enxergar através da invisibilidade de Alex; parecia entendê-la melhor do que ninguém. E, mesmo que todos vissem em Cole um monstro, Alex arriscou. Arriscou seu amor; arriscou sua confiança; arriscou sua vida. E terminou marcada física e psicologicamente. Marcada para sempre. 
"Ele soltou meu pescoço e eu desabei no chão, cobrindo o rosto com as mãos enquanto soluçava. Amedrontada demais para correr. Pasma demais para continuar em pé. Machucada demais para ser corajosa, revoltada ou qualquer outra coisa além de arrasada."

Se há um livro que deveria ser lido por todos um dia, este livro é Amor Amargo. Embora os outros de Jennifer Brown não tenham me agrado nem um pouco, este me tocou profundamente. A história é sutil, mas agressiva. Tem o poder de provocar no leitor uma verdadeira reviravolta nas entranhas, na cabeça, no corpo inteiro. Senti as dores da personagem como se fossem minhas. Chorei como se fosse a minha vida a estar bagunçada. E, principalmente, entendi; entendi o que é ser abusada de diversas maneiras em um relacionamento, sem nem mesmo ter passado por isso um dia; entendi por que tantas mulheres se sentem culpadas mesmo a culpa não sendo delas; entendi que, às vezes, acontece de amar a pessoa errada; entendi que nem sempre fazemos as escolhas certas e que, não, não devemos pagar por isso. Entendi e assisti de camarote ao sofrimento real de milhões de mulheres no mundo. E confesso: não foi agradável. Isso é triste. Isso é doloroso.

Se você já foi abusada de alguma forma e conseguiu se reerguer, você tem todo meu respeito. Mas, se não, não saia dizendo por aí que "entende". Eu também achava que entendia. Até ler Amor Amargo.

Você, mulher, não merece ser agredida. Você, mulher, não merece ser desrespeitada. Você, mulher, não está sozinha. Você, mulher, não deve permanecer calada.

Nunca. 
"Uma parte de mim não conseguia acreditar no que tinha acabado de acontecer. Para falar a verdade, bem mais que uma parte. Como se, talvez, tudo não passasse de um sonho e eu estivesse prestes a acordar a qualquer momento, transtornada e trêmula, mas muito aliviada. Por outro lado, uma parte de mim sabia que aquilo tinha acontecido de verdade."

Classificação:

8 comentários:

  1. Oi.
    Esse é um dos meus livros favoritos da vida. Já tinha lido um livro da autora, por isso, sou apaixonada pela escrita da Jennifer. Indico esse livro a todos, e estou esperando qual será o próximo livro da autora e sobre o que ela vai falar.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Tenho muito vontade de ler esse livro, me simpatizei com a escrita da autora após ler "A lista negra", vou adquirir para ontem!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa obra. Aborda um tema tão polêmico, gostei de saber que te tocou bastante, vou dar mais uma pesquisada sobre ela.
    Sua resenha ficou super bem escrita,
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gabi.
    Já li muitos comentários positivos a respeito de A Lista Negra, porém ainda não tive a oportunidade de ler o livro.
    Não conhecia Amor Amargo, a capa me chamou muito a atenção e a história também, parece ser uma história forte e com grandes acontecimentos. A dica já está anotada!

    ResponderExcluir
  5. Caraca, como você faz uma resenha dessas? Se seu intuito era me deixar com vontade de ler essa obra... Parabéns, você conseguiu! Eu fiquei mega curiosa com ela e senti a sua sinceridade em relação a história a cada palavra. Amei!

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu havia me esquecido o porque tinha me interessado pela leitura deste livro, mas lendo a sua resenha, lembrei da premissa. Acho que escreve sobre esse tipo de relação abusiva deve ser extremamente difícil, mas com toda a certeza necessário. Acho que esse pode ser um alerta e que todas as mulheres e até os homens deveriam ler. Eu gostei muito de sua resenha e a forma como você transmitiu a mensagem com a qual sentiu. Xero!

    ResponderExcluir
  7. Oi Gab, tudo bem?

    Primeiramente, Parabéns pela resenha, está muito incrível e precisa. Esse livro divide opiniões, algumas pessoas, assim como você adorou a obra, já outras não gostaram tanto. Os temas que são abordados me interessam bastante, pois já fui abusada e sei exatamente como é esta dor e o quanto é difícil superá-la. Creio que o livro me impactado bastante, assim como fez com você. Ainda não li nada da autora e tenho muita curiosidade de conhecer a sua escrita! Adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Gabi, tudo bem?
    Menina faz tempo que me indicaram os livros da Jennifer como sendo maravilhosos, mas ainda não li nenhum e vendo sua resenha eu sinto que preciso muito ler esse livro, amo esses temas fortes como um tapa.
    E que foto linda, amei mesmo sua resenha, parabéns.
    Beijos

    ResponderExcluir