sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

[Resenha] O Caminho das Estrelas, Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

Título: O Caminho das Estrelas
Autora: Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho
Editora: Petit (cortesia)
Páginas: 256
Onde comprar: Saraiva

O Caminho das Estrelas é um romance espírita de Antônio Carlos, psicografado pela Vera Lúcia Marinzeck, uma grande autora do gênero, e nos apresenta à história de Lenita, uma adolescente que desencarna após sofrer de câncer.

Quando Lenita desperta em um hospital, acredita que continua internada e sofrendo, mas, com o tempo, percebe que não está entubada e possuí sua mão direita de volta, que ela havia perdido por conta do câncer. Ela acha difícil acreditar nisso, mas, conforme conversa com Miguel, o médico, ela descobre que está na Colônia Aprendiz do Amor, no ‘céu’ e que desencarnou.

Lenita fica, em partes, contente por não estar sofrendo mais, mas triste, pois seus familiares estão sofrendo e chorando por ela, sentindo remorso, algo que está fazendo com que ela não possa seguir em frente e precise dormir a maior parte do tempo. Mas, com a ajuda de espíritos amigos e bondosos, os familiares de Lenita – e de outras meninas internadas na mesma ala que ela – conhecem a obra Violetas na Janela, também psicografado pela Vera, e percebem que precisam mandar sentimentos bons para que ela possa seguir em frente.

“(...) Aconselho a quem quer ser feliz fazer os outros felizes. Porque quem quer ser individualmente, sem o próximo ou até contra, com certeza não alcançará a felicidade.”

Expectativa é algo que deveria ser proibido de sentir com relação aos livros, mas é quase impossível, não é? Já li vários livros da Vera, inclusive Violetas na Janela, e minhas expectativas estavam extremamente altas e não chegaram perto de serem supridas. Senti que o autor – sim, porque é o Antônio Carlos – ficou andando em círculos nessa história e que ele foi escrito apenas com o intuito de deixar o leitor curioso para ler o outro livro.

É até triste dizer isso, mas senti que não tirei nada nessa obra e, normalmente, esses livros me ensinam demais e fazem com que eu conclua a leitura me sentindo uma pessoa melhor e mais sábia.

Entretanto esse livro não é só feito de pontos negativos. Gostei da forma como Lenita descobre seu passado e como é discutido o que recebemos ao reencarnarmos e como podemos ‘pagar’ nossos débitos e mostrar que amar é sempre melhor que odiar. 
“- Faz parte da nossa evolução, tentar. Aquele que está sempre tentando um dia consegue. Tenho consciência de que tenho capacidade, que posso fazer, mas, se não fizer, serei devedor e, se fizer, não terei feito mais do que minha obrigação. Exemplifico: ser bom pai é obrigação. Ser mau pai é falhar em sua função, o que torna o indivíduo um devedor.”

Por fim, não posso dizer que não recomendo essa leitura, pois percebi que ela foi melhor para outras pessoas, mas digo que, se quer começar a ler algo da Vera, opte por outro título, pois pode agradar mais.

Classificação:

10 comentários:

  1. Oi, Bruna. Apesar de você não ter curtido muito a obra, eu leria esse livro de boa, pois gosto bastante do assunto do mesmo. A expectativa que criamos em relação a um livro, é o primeiro passo para a decepção. Não é mesmo? No entanto é muito difícil controlar nossas expectativas. Abraços!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu não sou chegada em livros assim, aliás nunca li nada do gênero, mas apesar da nota baixa, gostei bastante. Não sei porque, mas me chamou atenção. Acho que esse é um daqueles livros que só lendo para saber se é bom mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Não costumo ler espíritas, mas entendo sua decepção após a leitura. Enfim, espero que você possa ler outros mais da autora. Esse negócio de criar expectativas é complicado, mas te entendo, passo por isso também...

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna, tudo bem?

    Ultimamente tenho lido muitos livros espíritas e os mesmos acabaram ensinando muito para mim. Uma pena que esse livro não superou suas expectativas e acabou tendo tantos pontos negativos. Eu sou louca para ler algo da autora, pois só ouço elogios a mesma, e "Violetas na Janela" é o tipo de livro que todos os leitores do gênero indicam. A capa tinha me chamado a atenção, mas por enquanto, vou passar a leitura. Adorei a sua resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Não gosto muito do gênero, e sua resenha também não me animou muito. Essa coisa de enrolar demais pra tentar fazer o leitor querer ler o proximo livro não me convence também. Eu não lembro de ter visto outros livros da autora, mas também acho que não teria interesse se fosse com a temática parecida.

    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna, como anda tudo por aí?

    Romance espírita definitivamente não é um gênero que me atrai, nunca tive vontade de ler por isso acho que não gostaria do livro =/

    Sua resenha também não me animou; é ruim sair de uma leitura sem tirar nada dela né? Já ouvi falar de Violetas na Janela, e muitos comentários positivos inclusive, mas achei estranho usarem essa obra como uma "ponte" para a outra =P

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Que capa mais amor, não conhecia a obra, mas me interessei muito, sua resenha ficou ótima e me convenceu de que eu devo dar uma chance ao gênero.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Bruna! Amo livros espíritas, assim como você, tiro bastante lições dessas leituras. Mesmo com suas ressalvas, tenho uma vontade enorme de ler esse livro, a premissa é bonita e parece ser uma linda história. A capa está demais, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Cheguei a ler este mesmo livro e realmente me pareceu um pouco mais cansativo do que os outros psicografados pela Vera. Talvez, se a própria Lenita estivesse narrando, a leitura teria um toque mais pessoal, e a leitura tivesse fluido melhor. Não é um livro ruim, mas como vc mesma disse, quem quer conhecer a Vera, deveria começar por outro.

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia essa obra, confesso que não é do meu gênero favorito :/ por isso vou deixar passar a dica. Achei a resenha bem escrita, beijos e boas leituras!

    ResponderExcluir