domingo, 1 de janeiro de 2017

[Resenha] Três vezes nós, Laura Barnett

Título: Três vezes nós
Autora: Laura Barnett
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Onde comprar: Saraiva | Submarino

Três vezes nós pode ser definido como um livro fora da casinha. Digo isso, pois nunca havia lido nada parecido A autora quis escrever uma história mostrando três versões diferentes de uma mesma história e como nossas escolhas pode mudar o nosso futuro e fez isso muito bem.

Na primeira versão, Jim e Eva se conhecem num acidente de bicicleta e, após referido acidente, Jim convida Eva para beber algo e, a partir daí, começam um relacionamento e o sentimento entre eles cresce com o tempo. Mas, como nem tudo são flores, temos uma sucessão de acontecimentos na vida deles e veremos que às vezes as pessoas não estão preparadas para viver um amor – que sentem com toda a certeza – no momento que querem. 
“– Seu bobo. Não seja ridículo. Como eu poderia querer estar em outro lugar que não fosse esse?” 

Na segunda versão, Eva sofre um acidente de bicicleta e troca apenas breves palavras com Jim. Ela é apaixonada por David, seu namorado, e continua com ele. Mas Eva e Jim se encontram em diversos momentos de suas vidas e o destino deles parece ser ficarem juntos. 
“Nada é permanente, exceto a mudança.”

Na terceira versão, Jim e Eva se conhecem num acidente de bicicleta, ela está machucada e Jim a convida para ir a um pub. Os dois ficam juntos por um tempo, mas algo muda na vida de Eva e ela precisa deixa-lo, sem nunca deixar de amá-lo. 
“Eles ficam em silêncio por um momento, os dois sentindo que deviam tomar a iniciativa de ir embora, mas sem querer realmente fazer isso.”

O livro é dividido em três partes e a narrativa ocorre num período entre 1958 e 2014 e é intercalada entre as três versões da história. Então, em muitos momentos, temos uma mesma situação narrada com o que acontece a partir das escolhas dos personagens.

Minha versão preferida é a segunda. Acho que as escolhas que os personagens fizeram foram acertadas e isso só comprova que, muitas vezes, precisamos viver um amor, mas não naquele momento. 
“– Nada é perfeito – emenda Eva, mas ela está pensando: Talvez isto seja a coisa mais próxima da perfeição. Aqui, agora, não há absolutamente nada que eu quero que mude.”

A versão que menos gostei foi a primeira. O Jim dessa versão é detestável. Ele não aceita que a Eva tenha mais influência com relação ao trabalho que ele e ele tem atitudes odiosas.

Já a terceira versão, foi bem neutra, não gostei das primeiras escolhas da Eva, mas entendo o que a fez escolher trilhar aquele caminho. Entretanto, igualmente à primeira versão, Jim teve atitudes que não achei certo. Obviamente, nós queremos melhorar na vida, queremos viver o amor que desejamos, mas não é sempre que podemos e precisamos entender como nossas escolhas e vontades influenciam na vida dos outros.

Muitos leitores disseram que tiveram muita dificuldade com relação à narrativa e decidiram ler todas as versões de uma só vez. Eu, ao contrário, li o livro na ordem em que foi escrito e ele não foi nada confuso, muito pelo contrário. Foi fascinante ver como as escolhas dos personagens influenciaram naqueles momentos. E esse livro mexeu muito comigo. Sempre pensei em como nossas escolhas poderiam mudar o que somos e a autora mostrou isso muito bem. 
“– Mas quem está vivo tem que viver, não é mesmo? Todos nós precisamos encontrar uma maneira de seguir em frente.”

É uma leitura que indico, mas acho que todos deveriam ler na ordem, pois, se ler uma versão por vez, faz com que o leitor perca alguns acontecimentos e a comparação que pode ser feita. Entretanto, esta não é uma leitura despretensiosa, ela precisa ser feita com extrema atenção e pode-se utilizar até de anotações para que consiga entender completamente a leitura. 
“As pessoas suportam a solidão todos os dias. Acham que é impossível conseguir, que não vão sobreviver, mas, de algum modo, um segundo é seguido por outro, torna-se uma hora, um dia, uma semana, e elas ainda vivem. Ainda estão sozinhas, mesmo no meio de uma multidão de pessoas. Mesmo como o companheiro ou com um filho.”

Classificação:

19 comentários:

  1. pretendo ler o livro em breve, a trama me conquistou pelas possibilidades, aliás
    estou curiosa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna, tudo bem?
    Adorei a ideia de contar versões diferentes da história, porque é isso que acontece com a gente né. Moldamos nosso destino com base nas escolhas que fazemos e nas escolhas que as pessoas fazem por nós.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Que livro incrível, o leitor tem uma oportunidade de tirar o famoso se da cabeça, já que temos três opções diferentes e podemos ver como as coisas seriam de diferente maneiras. Também acho que deva ser um pouco confusa a leitura, porque não temos tanto costume com esse tipo de narração, mas que deve ser uma experiência incrível.
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Então, eu já li várias resenhas da obra, e acho muito interessante a ideia da autora de mostrar como uma simples escolhas pode mudar toda a nossa vida. É um livro que espero poder lê um dia. Adorei a resenha e a sua dica de lê o livro na ordem.

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna, acho, apenas acho, que talvez, quem sabe, eu ficaria perdida nas tres versões e nesta voz narrativa diferenciada. Mas achei diferente e original e quero tentar. Espero gostar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Achei muito original essa ideia de mostrar três possibilidades de futuro diferentes, isso nos mostra algo que muitas vezes esquecemos: que a vida é cheia de possibilidades. A narrativa "misturada" não me parece ser uma dificuldade, desde que não haja distrações que possam me confundir haha.
    Adorei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá ♥
    tenho uma curiosidade enorme em conhecer um pouco mais desse livro, vi muitas resenhas positivas, e isso me deixa mais entusiasmada a ler ainda. A premissa dessa estória me agrada pelo fato de termos possibilidades diferentes. Fora que a capa é maravilhosa. Amei sua resenha ♥

    ResponderExcluir
  8. Que modo diferente de se escrever uma história! Li Atlas de nuvens e tem um formato interessante, exceto pelo fato de serem continuações de histórias e não ser sobre escolhas, mas sim sobre reencarnações e como o ser humano é um predador.

    Quando vi este livro, fiquei com muita vontade de lê-lo e ainda espero ter essa oportunidade, pois a capa é muito bonita. Sua resenha me instigou ainda mais!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  9. Realmente muita das vezes os amores são os certos mas as horas não são as boas. Adoro histórias de pontos de vista e a sua resenha é muito boa, parabéns. Tá show de bola <3


    http://blogdaami.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que livro maravilhoso e diferente! Gostei muito da resenha, me deixou bastante curiosa pra ler, pretendo ler esse ano, se tudo cooperar kkkk fiquei curiosa, me fez lembrar o livro Encruzilhada que é em um estilo parecido. Engraçado ver que tudo muda dependendo de nossas escolhas. Parabéns pela resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Gente, achei essa narrativa muito diferente, adorei! Eu não tinha ido atrás para saber dessa obra, acho que é a primeira resenha que eu leio, e gostei bastante da proposta da autora. Concordo que às vezes não é o momento certo para o amor.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu já li muitos comentários sobre esse livro e fiquei curiosa, pois achei interessante uma história com três versões. Bom, realmente muita gente achou confusa narrativa, mas fiquei animada ao ver que você não ficou e acredito que seja melhor ler como você mesmo.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Oieee
    Tudo bom?
    Não lembro de ter visto resenha desse livro, mas confesso que me surpreendeu o enredo da história, gosto de saber de vários pontos de vista do mesmo acontecimento.
    Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu amo histórias longitudinais ou seja aquela que conta um.longo período da vida de uma pessoa ou aquelas que contam diferentes versoes como e o caso desse livro. Ele está em minha enorme lista de livrinhos para esse ano. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, como vai? Feliz 2017!
    Tenho visto todo tipo de resenha desse livro, desde negativa a positiva, e tenho curiosidade de conhecer a escrita da autora e como ela traz três versões de vidas dos mesmos personagens, vou ver se consigo ler em 2017.

    ResponderExcluir
  16. Olá =) Achei muito interessante a proposta desse livro, de ter três caminho diferentes. Apesar que você ter detestado a primeira que bom que a segunda foi sua preferida. Adorei a senha, me despertou interesse no livro. Beijos'

    ResponderExcluir
  17. Olá
    eu quero muito ler o livro, espero gostar muito pois estou vendo vários elogios e espero poder ler e, breve, adorei a parte de ser dividido em três versões, parece algo original e tocante

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Bruna, tudo bem?
    Meu receio ao ter esse livro era a autora fazer uma confusão e acabar misturando tudo, mas como percebi que isso não acontece e é um livro bom, espero então lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Esse livro é bem diferente do que costumamos ler. Ver três versões da mesma história pode ser bom e ruim. Bom por que você vê como a vida de uma pessoa pode mudar dependendo das suas atitudes e ruim por que pode cansar o leitor. Ainda não decidi se leria a história, mas gostei muito da sua resenha.
    Vou anotar a dica e talvez ler mais para frente.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir