quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

[Resenha] O livro de memórias, Lara Avery

Título: O livro de memórias
Autora: Lara Avery
Editora: Seguinte (cortesia)
Páginas: 392
Onde comprar: Saraiva | Submarino

O livro de memórias era um livro que queria ler desde o lançamento – que aconteceu em agosto –, mas tive a oportunidade apenas em dezembro e só posso dizer que quis ler novamente assim que conclui.

Nessa magnífica obra somos apresentados à história de Sammie, uma menina que sempre planejou sua vida: Ela se formaria no Ensino Médio, como melhor aluna da turma e oradora, sairia da sua pequena cidade e estudaria em Nova York. Nada poderia fazê-la mudar de ideia até uma doença apoderar-se dela e ela ver seu mundo ruir pouco a pouco. 
“E esse é a questão. Eu conseguia lidar com a parte da saúde, mas não tire meu futuro. Meu futuro tinha sido tão bem planejado às custas de muito trabalho. (...)”

Sammie foi diagnosticada com uma doença genética que faz com que sua memória seja apagada e prejudica sua saúde física. Ela acha que se tentar com mais afinco poderá realizar todos os seus sonhos e, para isso, começa a escrever O livro de memórias para que a Sammie do futuro não se esqueça das coisas. Ao mesmo tempo que isso acontece em sua vida, nossa protagonista se vê realizando um sonho: saindo com seu crush, o Stuart. E, como confusão pouca é bobeira, seu melhor amigo da infância, Cooper, está de volta à sua vida.

Como disse anteriormente, quis reler esse livro assim que o conclui e não consigo parar de sentir esse desejo. Sammie é uma personagem muito bem construída, ela é forte, determinada, focada e, principalmente, preocupada com os que estão à sua volta. Ela não quer que eles se sintam responsáveis por ela ou que comecem a vê-la como uma pessoa com problemas que precisa de ajuda e esse é um dos pontos alto do livro, ela não se faz de coitada
“(...) Como o sr. Chomsky diz, o otimismo gera responsabilidade. Não estou me iludindo: sei que estou doente. Mas não foi me preparar para o fracasso.”

Por ela ser totalmente focada em seu futuro e planejar tudo, a memória é, basicamente, tudo o que Sammie tem, então, perde-la é como perder sua própria identidade e, gente, como me identifiquei com isso. Sempre que penso no que vem depois da morte só posso dizer que são nossas memórias é aquilo que aprendemos enquanto vivemos aqui, como seria imaginar perder tudo isso? Para mim é algo impensável, então, imaginem como Sammie se sentiu? Pois é, bem mal, mas não pense que, por conta disso, o livro é melancólico, ele fica longe disso. 
“Antes de tudo isso acontecer, minha memória era meu bilhete premiado. Minha capacidade de memorizar coisas me rendeu bolsas de estudos. Minha memória me fez vencer o Concurso de Soletrar do Condado de Grafton quando eu tinha doze anos. E agora ela vai desaparecer. Isso é, tipo, inconcebível para mim.”

Temos um triângulo amoroso na obra, mas ele foi tão bem desenvolvido que meu coração ficou cheio de alegria. Stuart é um menino perfeito por fora, mas não é tão perfeito assim quando analisado com mais afinco. Já Cooper é o tal do porra louca, usuário de drogas e sempre metido em enrascada. Essa diferença entre eles é muito legal e, desde que percebi que a autora trabalharia isso, tive um personagem favorito e fiquei contente por Sammie ter escolhido o mesmo que eu.

O livro de memórias é importante para nos mostrar que não precisamos sofrer sozinhos, que um sofrimento nunca será eterno e, principalmente, que podemos contar as pessoas que menos esperávamos e que estes são, de fato, nossos verdadeiros amigos. É uma obra que ficará, sem sombra de dúvidas, para todo o sempre gravada em minha mente e meu coração. 
“Não sei outra forma de expressar. E não gosto de não saber. Nada. Não gosto de não saber em geral. Eu deveria sempre ser capaz de saber.”

Classificação:

32 comentários:

  1. Oi, Bruna!
    Esse livro é daqueles inesquecíveis né? Uma amiga minha leu e chorou horrores! A capa dele é linda e com certeza é uma histórica emocionante!
    Parabéns pela resenha.

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruna! Puxa, que resenha maravilhosa, ela só veio reforçar a majestosa obra. Já faz um tempinho que eu estou querendo ler esse opúsculo, mas não tive oportunidade, terei de lê-lo. Que livro incrível. Abraços!!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Bru!

    O título é maravilhoso, combina perfeitamente com a história de Sammie.
    Fiquei muito agoniada ao pensar em mim perdendo a memória, nossa! Acho que começo a entender o porquê de você ter se apaixonado pelo livro.
    Ah! A resenha ficou linda, preocupações desnecessárias, confie em mim.

    Um super beijo!
    Thamiris Dondóssola, Historiar

    ResponderExcluir
  4. Para mim, essa foi uma de minhas melhores leituras do ano, que livro, que construção de personagem, que final! Fiquei anestesiada e também leria de novo. Me apeguei muito aos personagens.

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro e achei interessante a respeito das mensagens compreendidas. É um título que já esta na minha lista de desejados, porque só leio bons comentários, assim como na sua resenha, que me deixou ainda mais motivada e instigada para conhecer essa trama. Acho que irei adorar!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  6. Uma vez escrevi um conto sobre essa temática. É interessante ver como as coisas podem mudar rapidamente em nossas vidas.

    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Eu já conhecia esse obra e tive uma primeira inpressao um pouco controvérsia, mas agora já sei do que se trata e tenho muita curiosidade em adquirir. Tenho que concordar com você, pois guardar sofrimento para você mesmo não é o certo a se fazer e sempre acabamos encontrando apoio onde a gente menos espera. Essa capa é muito linda sem dúvidas. Até mais ver
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Oi Bruna, tudo bem ?
    Eu tenho lido excelentes resenhas sobre este livro, começo a pensar entre ler ou não. Sua resenha me deixou bem intrigada, pois concordo com o que você diz, que as memórias são tudo o que temos, mas, e se não for ?
    Eu vivenciei uma reviravolta na vida no fim do ano que me fez pensar muito a respeito, afinal 30 dias na UTI entre lá e cá é de se pensar né ?! rsrsrs.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Uau!
    Muito bom quando uma leitura nos encanta e muitas vezes temos dificuldades em colocar em palavras pra que todo mundo sinta aquilo que sentimos ao lê-la.
    Adorei sua resenha e aguçou muito minha curiosidade para conhecer a obra e mais sobre o autor que até então não conhecia.
    Obrigada pela dica!
    Beijos!

    https://bookobsessionresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie! Nossa esse livro deve ser muito bom, me lembrou o livro: Como Viver para Sempre, o garoto faz a mesma coisa que a protagonista desse livro e por causa disso e depois de ler sua resenha e de notar que ela lhe encantou já a adicionei na minhas lista de desejados! Espero poder realizar a leitura logo!
    BJss

    ResponderExcluir
  11. Oi Bruna, tudo bem?
    Como você, eu também amei esse livro! Sam é fantástica e achei maravilhoso ela ser tão inteligente, focada em seu futuro e no seu desejo de não deixar que suas memórias se percam. Entre os dois mocinhos, preciso ressaltar que Stuart ganhou meu coração muito mais que o Cooper, não sei explicar bem o porquê, mas não mudaria nada na história também. Espero que a autora continue criando mais obras incríveis assim.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi Bruna, quando começaram as divulgações deste livro, não dei muita atenção, mas conforme fui lendo as opiniões, fiquei interessantíssima e a sua resenha só aumentou este interesse. Achei o tema bem sério e quero ser a melhor amiga desta protagonista, sério.
    Adorei a resenha
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!!
    Não conhecia o livro, achei a capa belíssima, e gostei da sua resenha, apesar de ser uma ficção diferente, mas eu acho que leria, porque envolve um drama psicológico!! E só de saber que marcou sua vida, nossa deve ser impactante mesmo!!

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Tem autor que sabe como desenvolver um triângulo amoroso a ponto de deixar o leitor totalmente indeciso, gosto disso.
    Pelo fato de ser uma história marcante, bem trabalhada, com personagens bem elaborados, e principalmente que tem algo a oferecer pro leitor além de simples entretenimento, aceito a sugestão, é uma dica muito bem-vinda.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  15. Oi, Bru!
    Quando esse livro foi lançado lembro que tive muita vontade de ler, porém, acabei me esquecendo dele e consequentemente não realizei a leitura. Agora lendo sua resenha minha animação voltou e tenho certeza que será uma boa leitura, pois, você falou com tanta paixão que não resta dúvidas sobre a qualidade da obra.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Nossa! Que história! Deve ser bastante comovente, embora você diz que não é triste.
    Mas o fato de ser envolvente e bem construído e um triangulo amoroso ( adoooro) já vai ficar anotado.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oiieeee, só uma palavra para esse livro: PERFEITO!!!
    amei cada página, me emocionei, chorei, ri feito louca! o livro é intenso e ao mesmo tempo delicado, extremamente bem construído!

    Bjs

    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oii Bruna, tudo bom? Eu já queria ler esse livro, mas minha curiosidade aumentou bastante depois da sua resenha. Acho a premissa sensacional e sinto que também irei amar muito a leitura. Fora que até o presente momento não li nem mesmo uma resenha negativa sobre ele. Espero ter a oportunidade em breve.
    beijos!

    ResponderExcluir
  19. Eu já sentia vontade de ler essa obra antes da sua resenha, depois dela eu só posso dizer que não tenho mais só vontade, eu preciso lê-la! Gostei de saber que mesmo com as dificuldades ela não se faz de coitada e fico imaginando o quão horrível deve ser para ela ver algo tão importante quanto sua memória ir embora. Eu não sei o que seria de mim sem ela. FIquei intrigada para saber o que irá acontecer e se ela conseguirá conquistar seus sonhos e principalmente saber com quem ela ficará o que eu espero que seja a mesma que minha escolha.. Amei <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  20. Estou quase terminando a leitura desse livro mas estou sem coragem e com muito medo de chegar ao fim. Mas saber que você quis ler de novo assim que terminou me deu um certo ânimo pra parar de economizar páginas. A Sammie é mesmo uma garota incrível e cada coisa que acontece com ela me parte mais o coração. Espero que reste alguma coisa de mim depois do desfecho, essas doenças que vão destruindo a memória são cruéis demais.

    ResponderExcluir
  21. Gostei bastante do que deu pra entender do desenvolvimento da personagem. Ela não ser uma coitadinha... parece que ela é incrível! Já queria ler e você me lembrou de baixar no kindle haha.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  22. Oi.
    Eu já tinha visto outra resenha sobre esse livro e já tinha ficado interessada nele, apesar de a outra resenha trazer alguns aspectos negativos.
    Amo quando isso acontece: leio o livro e logo em seguida já tenho vontade de reler.
    Vou passar ele na frente de outras leituras porque fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  23. Esse livro traz uma importante reflexão sobre amizade e o valor que tem o apoio de outra pessoa. Para mim ele foi muito importante e levo comigo uma lição. Boa resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  24. Nossa que barrar essa doença. Com certeza esse é um livro que irar mexer muito com minha emoções. E já fiquei curiosa para saber qual foi a escolha da Sammie e princoplamnete como essa doença será abordada pela autora.
    Amo livro que me deixam com a vontade de quer rele assim que termino de ler. Poucos me deixam com essa vontade, espero que esse seja um deles. Uma pena que não consigo fazer isso, porque a lista de leitura está enorme. rsrsrs

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  25. Olá Bruna,

    Já havia visto esse livro antes, mas não sabia que se tratava de uma história tão emotiva e com carga bem pesada de sentimentos. Muito triste essa doença, mas achei linda a mensagem que o livro tenta trazer, afinal realmente não precisamos passar por tudo sozinhos. Confesso que no momento, estou evitando leituras mais tensas assim, mas futuramente pretendo dar uma chance. Adorei sua resenha, pois me deu um ótimo vislumbre desse livro.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  26. Oi Bru linda, tudo bem?
    Nossa eu imagino que não conseguir memorizar as coisas deve ser realmente algo horrível como se fosse espaços em branco na mente que não conseguimos ver preencher. Achei legal sua crença sobre a memória ser tudo que nos resta além dá vida e penso dessa forma também.
    O fato dá protagonista não se fazer de vítima ganhou ainda mais pontos comigo e eu adorei. Espero ler essa história em breve.
    Bj

    ResponderExcluir
  27. Oi Bruna, você sempre com resenhas fodásticas para deixar a leitura de um livro ainda mais instigante. Gostei dessa protagonista, da maneira como ela vê a vida e como luta pelo que quer, quero ver mais dessas, quero conhecer mais dessas. O enredo é um show a parte, e me fez ficar bastante curioso pela leitura do livro. Farei isso em breve.

    ResponderExcluir
  28. Esse é um dos meus livros preferidos que li ano passado.

    A sammie é uma das minhas personagens favoritas de todos os livros, pelos mesmos motivos que você citou. Adoro personagens femininas fortes, que mostram que não somos o sexo frágil. Mas não vi o Stuart tão mal assim... Ela o fechou também, então teve sua parcela de culpa em tudo o que aconteceu. Mas ainda bem, pois gostei mais do Cooper!

    Ótima resenha!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  29. Oi Bruna
    Tudo bom?
    Não conhecia esse livro é a história parece ser bem comovente. Deve ser triste receber um diagnóstico assim na flor dá idade, mas achei bacana você dizer que ela não se fazia de vitima por causa disso.
    Ótima resenha
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Oiee Bruna ^^
    Eu também adorei esse livro, e fiquei imaginando (isso no começo) se o Cooper seria importante para a história, ou se ele continuaria só estando ali...hehe' que surpresa mais surpreendente ♥ Fiquei encantada com a história em si, e apaixonada pelos personagens. Uma pena que acabou o livro. Uma pena que acabou :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Gostei bastante da proposta do livro até chegar nesse triângulo. Ultimamente não ando me dando bem com esse tema. Mas como tema principal do livro, acho a história bem interessante, não sabia que se tratava da falta de memória em si. Pretendo ler algum dia, mesmo com o adendo do triângulo, e espero gostar e curtir a leitura como você.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  32. Olá tudo bem?
    Já tinha visto esse título por aí, mas nunca tinha me interessado sequer em ler a premissa. Então você pode entende a minha surpresa ao saber desse enredo. Gente que livro é esse?
    Gostei bastante da trama, até porque levanta algumas questões bem legais e que ninguém nunca chega a pensar. Nossa identidade é a nossa memória. Sem ela não sabemos o que fazer, como fazer e sequer quem nós somos.
    Simpatizei bastante com a Sammie, principalmente por ela ser tão focada e determinada. Isso demonstra um força que eu não tenho visto ultimamente em muitos protagonistas.
    Gostei bastante da resenha e já anotei a dica.
    Bjs, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir