sábado, 19 de novembro de 2016

[Resenha] Simon vs. a agenda Homo Sapiens, Becky Albertalli

Título: Simon vs. a agenda Homo Sapiens
Autora: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Onde comprar: Saraiva | Submarino

Você já quis abraçar um personagem? Já teve vontade de entrar na história, de ser amigo de alguém que não existe no mundo real? Me senti assim o tempo todo ao ler Simon vs. a Agenda Homo Sapiens. Os amáveis personagens - tão fofos! - e a leveza da história tocam o leitor lá no coração. É praticamente impossível não se envolver, não torcer por Simon, não amá-lo.

Bem, Simon é gay mas ninguém sabe. Nem seus melhores amigos, nem sua própria família. Sair do armário sempre foi uma batalha a ser enfrentada todos os dias e não só por medo de não ser aceito. O garoto sabe que seus pais, suas irmãs e seus amigos seriam capaz de entendê-lo. O problema mesmo é que Simon não consegue compreender por que a homossexualidade não pode ser vista como algo comum.

Por que alguém precisa se assumir homossexual, se ninguém sai pela rua para assumir a heterossexualidade?

Durante toda história Simon troca e-mails com Blue, um garoto de sua própria escola que esconde sua identidade. Os dois conversavam sobre tudo e pareciam se entender perfeitamente, até que um deles se assustou o suficiente com a tentativa de uma relação física. Revelar o que há de mais profundo e verdadeiro em nós parece não ser tão fácil.

Becky Albetalli conseguiu retratar muito bem o que se passa na vida e na mente de alguém que tem vontade de abrir seu eu verdadeiro eu para o mundo: os desejos mais escondidos, as contradições de tirar o sono. Acima de tudo, devemos entender que, não importando como nem por que, somos quem somos e nossas escolhas devem ser respeitadas!  
"Você já se sentiu preso dentro de si mesmo? Não sei se isso faz algum sentido. É que às vezes parece que todo mundo sabe quem eu sou, menos eu."

Aprendi muitas coisas com Simon e Blue, todas elas de uma maneira simples, pura e tocante.


 Classificação:

16 comentários:

  1. "Por que alguém precisa se assumir homossexual, se ninguém sai pela rua para assumir a heterossexualidade?" ISSO! Exatamente isso.
    O livro me deixa curiosa desde que ouvi falar sobre pela primeira vez, tenho mesmo que me adiantar e comprar.
    Parabéns pela resenha, Gabbe, muito bem escrita. beijos
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gabi!
    Eu quero muito ler esse livro, mas não tive tempo para encaixar nas leituras do ano #todoschora
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não li o livro mas já o conheço faz um tempinho. A trama me deixa curiosa, principalmente por ser muito diferente do que eu estou acostumada a ler. Eu adorei poder conferir a sua opinião e ler as suas impressões com a leitura através da sua resenha. Acho que pode ser uma história que vá me ensinar muitas coisas também.

    ResponderExcluir
  4. Oiee Gabi ^^
    Sou necessitada desse livro desde que ele foi lançado...haha' só vi o povo elogiando até agora, então, juntando isso ao fato de que eu adoro livros com temática e/ou personagens LGBT, eu já me apaixonei pela obra! Saber que o livro te conquistou e te tocou me deixou ainda mais animada para ler. Só espero não estar criando expectativas demais...hehe'
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Eis aí um livro que ainda não li nenhuma resenha negativa, sou doida para ler esse livro desde que lançou, mas por falta de money ainda não consegui comprá-lo. Mas, irei aproveitar algumas promoções para ver se consigo adquiri-lo, porque vontade é o que não falta hahahaha. Além disso, adorei essa capa *----*

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Quem não conhece esse livro não é? Eu já li muitos comentários cheios de elogios e outros nem tanto. Eu gostei muito da proposta trago no livro, e essa temática, ainda pouco usada na literatura deve ser bem bacana. Sobre a capa eu achei super linda, só achei estranho esse título mesmo. Espero ter a chance de ler a obra em breve, pois meu amigo já me recomendou muito (mas dá o livro que é bom ele não deu) até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Poxa que resenha incrível desse livro, quero muito ler, ontem uma amiga diz que até se emocionou com Simon. Logo , logo saberei! Rs

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Estou com esse livro aqui para ler e gostei muito da sua resenha. Realmente, heteros não precisam se assumir, mas vejo como um ato de liberdade e confiança os gays abraçarem quem eles são, apesar de todo o lado ruim. Achei muito interessante esse questionamento no livro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Adoro livros que relatam relações variadas no mundo LGBT, e este tem uma premissa diferente e muito interessante, é importante ressaltar que a autora consegue trazer momentos de um ser humano em busca do seu próprio eu. Dica Anotada!

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Nunca tinha lido uma resenha do livro antes.
    Achei a premissa do livro bem interessante, mas não é um livro que eu leria, pois não curto o gênero, mas adorei sua resenha.
    Entendo perfeitamente quando um personagem nos conquista tanto que queremos abraça-los hahahaa.

    ResponderExcluir
  11. Oi Gabi!

    A temática do livro é bem interessante e original. O autor aborda a homossexualidade de uma forma leve com determinada razão, por exemplo: pq alguém precisa se assumir homossexual? É uma opção pessoal e você conta se quiser, enfim, achei o livro interessante e despertou minha atenção. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Esse é o segundo livro que conheço que tem essa temática e isso me deixa tão feliz <3 saber que nossos autores estão abraçando a diversidade sexual me alegra demais, pois os tabus estão sendo deixados para trás! Sobre o livro, achei muito interessante a premissa, mas essa capa não me deixou assimmmm, se é que me entende. Adorei sua resenha, ótima escrita!

    ResponderExcluir
  13. Parece uma estória inesquecível, na verdade era bem difícil na literatura atual encontrar algo que traz sobre a opção sexual ou como tratasse a vida de uma pessoa que não se abria em relação a sua escolhas, espero que ele venha ganhando mas espaço no mundo literário, pois é algo que todos tem que tomar para si independentemente de sua crença ou religião.

    ResponderExcluir
  14. Oi Gabi, tudo bem?
    Eu ainda não vi ninguém falando ruim desse livro, acredita?
    E por isso minha vontade de lê-lo só aumenta. Simon parece ser um personagem incrível e espero aprender com ele bastante coisas e tirar muitas coisas positivas do livro.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu morro de vontade de ler esse livro, fico feliz em ver que você gostou da obra e recomenda, ainda mais que se trata de uma história sensível e gostosa de ler. Muito bom também que ele traz mensagens reflexivas no final. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. É aquele tipo de livro que a gente sabe que tem que ler, sabe?
    Não vejo a hora de conseguir <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir