quinta-feira, 6 de outubro de 2016

[Resenha] Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática, Thalita Rebouças - Semana das Crianças #2

Título: Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática
Autora: Thalita Rebouças
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Onde comprar: Saraiva | Submarino

Hoje temos o segundo post da Semana das Crianças e, nada melhor, do que uma resenha de um livro da Thalita Rebouças, uma autora amplamente conhecida por escrever livros juvenis.

Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática nos apresenta à história de Teanira, ou Tetê, como ela prefere. Nossa protagonista acabou de se mudar para Copacabana para a casa de seus avós, pois o lindo apartamento em que morava na Barra da Tijuca fora vendido após a demissão de seu pai e sua vida está de cabeça para baixo.

A sua família é composta por loucos, eles estão o tempo todo falando alto e brigando e sempre tem algo de ruim para falar da Tetê. A mocinha queria ter sua privacidade de volta, sua vida de volta, mas, também, vê nessa mudança, uma chance de começar uma vida nova sem aquele bullying que ela sofria, mas seria possível?

Bem, logo que comecei a ler esse livro, com as expectativas nas alturas, já soube que iria me decepcionar. Simplesmente não consegui ver uma boa construção para a personagem principal, achei a forma como a Thalita trabalhou com ela muito fraca. Vejam, a Tetê é uma pessoa que sofreu demais em sua antiga escola, mas a forma como seus pais e avós a tratavam mostrava que eles a viam da mesma forma que seus colegas que praticavam bullying. Então, seu sofrimento não era apenas na escola, mais um motivo para ela ser um pouco (ou, melhor, muito) dramática.

Como se não bastasse esse bullying constante que ela sofre, ela tem uma boca maior do que o imaginável e não filtra o que fala, além de ficar meio que babando por um rapaz bonito, por exemplo. Não estou falando que a forma como a Tetê age justifica o que fazem com ela, estou apenas dizendo que a protagonista foi construída de uma forma que eu tentei – juro – encontrar algo que fizesse com que os outros não achassem tão diferente, mas não consegui.

Obviamente, a protagonista vai superando seus traumas e crescendo um pouco, mas aí vem outro problema, em determinado momento, as coisas acontecem rápido demais, a aceitação, o perdão, enfim, essa parte não funcionou para mim.

Apesar disso, a história não é de todo negativa, temos um personagem masculino que se mostrou muito maduro e me conquistou com suas atitudes. Além de termos várias receitinhas deliciosas e fáceis ao longo da leitura, por ser o hobbie preferido de Tetê.

“Cozinhar é uma coisa que eu posso fazer sozinha, sem ninguém me julgando, e ainda tem a vantagem de poder comer o resultado depois, Então é tipo meu hobbie, meu passatempo.”

Acredito que o principal motivo para eu ter me decepcionado tanto com a leitura foi porque fui com muitas expectativas e, também, porque acho que não tenho mais idade para ler esse tipo de livro. Recomendo a leitura para meninas com mais de 14 anos, tanto as que sofrem bullying quanto as que praticam para verem como isso influencia na vida de uma pessoa e pode resultar até em uma tragédia.


Classificação:

26 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Quero muito ler algo da Thalita, pois acho que vou gostar muito da escrita dela. É uma pena que tenha se decepcionado com a leitura...

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio de 3 KITS

    ResponderExcluir
  2. Não sei se eu leria, acho um pouco clichê e não me atrai.
    Adorei sua sinceridade, muito boa suas palavras.
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu já conheço a escrita da autora e nao tenho dúvida de que é uma leitura interessante, porém leria sem expectativas e confesso que a premissa nao me atrai muito, pelo menos nao nesse momento.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.con

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna,

    Eu tenho curiosidade de ler algo da Thalita, mas que que pena que a leitura acabou te decepcionando. Vou alinhar minhas expectativas agora!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Eu tinha muita curiosidade em ler algumas das obras da Talitha e quando vi essa oportunidade pro meio da Arqueiro, eu a agarrei rsrs. Ao contrário o de você eu amei esse livro e achei super fofo, acho que leituras infantis nunca vão ser chatos para mim. Gostei muito da capa, e também é seu conteúdo, afinal, Bullyng todo mundo sofre ou já sofreu né? Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, Bruna!
    Eu nunca li nada da Thalita e tenho curiosidade em fazê-lo, mas, ao mesmo tempo, fico com um pé atrás porque, assim como você, não sou o público alvo desses livros. Adorei sua resenha!
    Abraço!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. OI Bruna, acho que a sua resenha foi a menos elogiosa em relação à obra das que eu já li e acho que seus argumentos são bem pertinente. Não sei se leria o livro, em função da idade mesmo, rs, mas acredito que o livro seja um excelente presente par ameninas desta idade.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, boa tarde! Então já não curto esse tipo de livro e acho os livros da Thalita Rebouças bobos, mas eu não sou o público alvo dela né rsrs Que pena que o livro não agradou, gostei da sua sinceridade e só de imaginar que a mocinha sofre na escola e em casa, fica difícil de eu dar uma chance a essa leitura. Não me chamou a atenção nem o livro e muito menos o enredo, que bom que ao menos 1 personagem se salvou né kkk Beijão

    ResponderExcluir
  9. Oiii Bru

    A capa é linda e a autora super talentosa, mas sei que esse livro simplesmente nao é pra mim, já passei da idade pra ele e termino cansando com esse tipo de leitura muito juvenil. Gostaria de ter uns 10 anos à menos, acho que eu amaria esse livro....rsrs

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  10. Ah Bru, eu nunca tinha lido nada da Thalita, e amei. Amei a personagem pq eu já fui doida igual a ela, mas, acho que o foco do livro era a pessoa viver do jeito que ela quiser, não interessa o que ela se veste ou o que ela fala, ninguém tem direito de se meter e querer que ela mude ou zoando ela por quem ela é ou o que ela fala "Deixa as pessoa ser do jeito que as pessoas quiser" hahahahaha. E o que eu mais amei, é que a Thalita agiu normal com o surgimento do amor de Tetê não teve aquela coisa, nooooooossa, ele é mais velho, socorro, ela vai ser abusada ou algum preconceito por parte das famílias... Enfim, menina li em um dia amei. Hahahaha. Mas, eu nunca tinha tinha lido nada da Thalita ou pra adolescentes antes, então gostei. Ah, até comecei a fofa do terceiro andar, mas, cansei e parei.

    ResponderExcluir
  11. Às vezes eu me perco no tamanho desse título, mas acho bem interessante. O plot não é dos que mais me agrada, mas fiquei triste em saber que a leitura não te agradou por completo. Isso é sempre meio decepcionante. E foi bacana você fazer essa recomendação. Com o tempo acabamos mudando nosso estilo literário mesmo.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem? Gostei muito de saber tua opinião sobre o livro. Eu li apenas um da autora, e muito tempo atrás. Não acredito que iria gostar desse :/ A premissa não me encantou em nada e li tantos comentários negativos sobre ele que me deixaram ainda mais "receosa" com a leitura. Acho a capa extremamente bonita!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu entendo!
    Eu gosto muito dos livros da Thalita, mas acho que passamos da idade do público desse livro, então mesmo que nos divirta, não é a mesma coisa. O último livro que li dela foi um pouco decepcionante pra mim também, mas pro público dela, é perfeito.
    Mas que bom que você ainda deu três estrelas!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  14. Oi, Bru

    Eu nunca gostei da Thalita, nem quando era adolescente e os famosos livros da série "Fala Sério" estavam bombando. Tentei ler uma vez, mas achei extremamente forçado.
    Que pena que você se decepcionou, é bem chato quanso isso acontece.
    Acho legal o fato da autora ter abordado o Bullying um assunto tão atual. Espero que suas próximas experiências com a autora (se houver) seja melhor! ;)

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi Bruna

    Amei sua resenha sincera sobre a obra. Confesso que apesar de todos serem mil elogios à escrita de Thalita, não consigo sentir vontade de ler sabe? Acho um pouco infantil demais para mim.
    Sei bem como é se decepcionar com uma obra, mas sabia que leituras melhores virão!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  16. Oi Bru,

    Eu entendo totalmente as suas considerações. Às vezes, leio juvenis e fico frustrada, mas dai percebo que o livro não é ruim, ele só não é pra mim. Eu, apesar de achar até legal a premissa, sei que vou me decepcionar. Mas é uma leitura super recomendável para o público alvo, pois acho a autora muito boa.


    beijos =)

    ResponderExcluir
  17. Oi, Bruna. Tudo bem?
    Esse livro parece ser uma bela história para muitos adolescentes. Eu com os meu 25 anos, não me agradaria nenhum pouco por ele, mas vejo potencial nele. Acho que o fato crucial para você ter decepcionado e ter apontado alguns aspectos negativos do livro, seja o fato de não ter mais idade para esse tipo de narrativa, assim como eu. Além disso, parece que o trata de vários temas interessantes, né? Como por exemplo, o bullying. Ah! Além disso, não poderia deixar de comentar: que título longo. Assustei quando vi. É o mais longo que já vi. Gostei da resenha e da iniciativa de trazer livro mais juvenis no mês das crianças. Até mais!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Otima dica de livro para as meninas que adoram ler livros assim. O que não se encaixa no meu perfil, rs. Apesar disso gosto da escrita da Thalita, ela tem uma maneira única de se expressar.

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Adoro a Thalita Rebouças, li a maioria doa livros dela quando tinha lá meus 13, 14 anos e adorava mas hoje em dia sinto que não sou mais o público alvo das histórias dela. Fiquei muito empolgada com esse livro quando ele foi lançado mas vi tantas resenhas que mencionavam os mesmos aspectos negativos que você mencionou que acabei desanimando e desistindo de realizar a leitura. Uma pena, mas fiquei contente em saber que ao menos os leitores mais novos podem tirar algo de proveitoso da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Que pena que o livro não funcionou tão bem para você. Realmente, quando a leitura é feita com expectativas a decepção é bem maior. Acho que, por ser para um público diferente, fica uma leitura bem chata e fraca para a gente mesmo. Mas ainda quero dar uma lida.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  21. OIe,
    O bom de ler resenhas é isto: diferentes visões sobre um mesmo título. em outro blog fiquei totalmente apaixonada pela temática do livro, e aqui leio que a leitura não fluiu tanto quanto você esperava. As vezes compro um livro pela capa, e acontece isso de e decepcionar. Mas confesso que estou ansiosa para o meu livro chegue, quero tirar as minhas próprias concepções sobre esse enredo.

    ResponderExcluir
  22. Olá Bruna!

    Adorei ter lido essa resenha, é bom que assim eu não crio tanta expectativa, já que a Thakiga vez parte de toda a minha adolescência. Eu adorava ela.
    Confesso que quero muito conhecer a Tetê e espero conseguir aproveitar a leitura, apesar desses pontos que podem incomodar e que foram muito bem descritos por você.
    Em breve farei essa leitura e volto para contar o que achei.
    Obrigada pela resenha, adorei sua foto.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  23. Olá, Bruna.

    Você me conquistou com o seu pretérito mais-que-perfeito no segundo parágrafo.
    Quanto ao livro, é difícil concordar ou discordar sem a leitura, pois seria algo muito subjetivo. Gostei da resenha. Somos quase sempre parciais e é sempre difícil opinar sobre uma obra sem essa parcialidade. Como você mais ou menos disse, talvez nos falte esse olhar de uma adolescente para fruirmos totalmente o que a história tem a oferecer.
    Agradeço pela sua resenha.

    Grande abraço.

    Leonardo Lagassi,
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  24. Oie
    Tudo bem?
    Então eu acredio que ese livro é feito mais como leitura para crianças e adolescentes mesmo eu tentei fazer a leitura mais ainda não terminei tem um cadinho de tempo que ele ta na minha cabeceira como eu costumo ler só o que tenho vontade vai ficar lá por enquanto porém minha prima de 14 anos leu rapido (para os padrões dela) e adorou. Eu li 3 livros da Thalita e não gostei de nenhum são leituras agradáveis porém nada que me deixe louca para continuar.
    Concordo com você principalmente nas descrições da Tetê
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  25. Oi Bru, tudo bem?

    Gosto muito de ler resenhas como a sua, sinceras!

    Nunca li este livro, mas tenho uma opinião quase igual a sua, que é recomendável para faixa etária de 12-15 anos até para causar aquele choque de realidade pelas consequências das atitudes de algumas pessoas.

    No ensino fundamental li uma obra com a mesma premissa, e o resultado foi bem bacana!

    Parabéns pela sinceridade! Abraços 0/

    ResponderExcluir
  26. Oie!!!
    Achei interessante o enredo deste livro, mas sempre imaginei que este livro seria bem voltado para o publico teen e com isso nunca me interessei por lê-lo. Vendo sua resenha creio que acertei em meu pensamento, pois essa estrutura do bullying por todos a sua volta e depois tudo se resolver rápido demais realmente ficou meio raso, mas bem coerente com as expectativas dos mais jovens.
    Gostei de sua resenha que foi crítica e sincera, mas que soube ver os pontos bons do livro assim como os que não te agradaram.
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Caminhando Entre Livros
    Http://www.caminhandoentrelivros.com.br

    ResponderExcluir