quinta-feira, 14 de julho de 2016

Vamos conversar? #2

Olá leitores,

Hoje nós vamos conversar sobre Abandono de livros. Você já abandonou alguma leitura ou muitas? Chegou perto de abandonar? Eu nunca abandonei nenhum livro, vocês acreditam nisso? Pois é, às vezes, até eu duvido.


Na minha concepção – vejam, isso é pessoal – eu não abandono livros. Há quem diga: Mas, então, você perde tempo lendo um livro que não está gostando? Em algumas situações pode ser isso mesmo, mas já passei por situações que se mostraram ao contrário.

Sempre que eu penso na palavra abandono o primeiro livro que me vem à mente é Morte Súbita, da J.K. Rowling. Aliás, acredito que muitos leitores devem se sentir assim, pois o livro foi extremamente entediante e não consegui me conectar com a história em nenhum momento. Apesar disso, insisti na leitura e conclui. No final, não achei bom, então, foi uma leitura que poderia enquadrar-se no você perdeu seu tempo lendo. Felizmente, não consigo ver a história assim, pois, mesmo eu não gostando, ela, de alguma forma, me acrescentou algo e esse é o principal motivo por eu não abandonar livros, afinal, acredito que todos merecem ser lidos.

Ao contrário do que aconteceu com Morte Súbita, o livro O Segredo do meu marido, que mostrou-se uma história bem cansativa e previsível, mas teve um final que me deixou perplexa e fez a leitura valer muito à pena.

Muitas pessoas, ao contrário de mim, pensam que abandonar um livro é a coisa mais normal do mundo – e pode até ser, só que não entra na minha mente. Foi por isso que entrei no skoob e vi 100 títulos que já foram abandonados (confira aqui). Alguns achei normal, pois tem uma premissa que é bastante cansativa, mas, outros, fico me perguntando como algumas pessoas podem perder a oportunidade de conhecer a história. É o caso de A Culpa é das Estrelas (1876 abandonos) e O Pequeno Príncipe (1583 abandonos). Eu me sinto triste por algumas pessoas deixarem de conhecer histórias incríveis por terem achado seus inícios cansativos ou não terem se conectado a história. Entretanto, ao passo que me sinto triste por isso, entendo o lado delas e acredito que cada história toca o leitor de uma forma, e, por conta disso, acredito que o abandono é muito pessoal e que não podemos julgar as pessoas que fazem isso - ou não.

Me digam se vocês abandonam livros e como vocês se sentem por deixarem de ler uma história.


Beijos,

26 comentários:

  1. Oi, Bruna. Muito pertinente essa reflexão.
    Eu entendo o seu motivo para não abandonar livros, não posso dizer que nunca abandonei nenhuma leitura, meu Skoob está aí para comprovar que eu abandono, sim. Mas tenho um pouco da sua concepção de que o livro pode acrescentar em algo, resumindo, sou bem insistente.
    Eu acho essas listas do Skoob bem curiosas, porque não dá para avaliar, já que tanto o gosto pela leitura quanto o critério para abandonar uma são muito subjetivos, eu, por exemplo, seria uma das que abandonaria A culpa é das estrelas se não tivesse ganhado de presente. Morte súbita é outro exemplo, eu também me arrastei por demais nessa leitura, mas amei o final, achei muito tocante e pude ver a mensagem que a JK quis passar, pelo menos na minha interpretação da leitura, sobre como a sociedade trata as crianças e adolescentes. Enfim, é tudo muito subjetivo e não dá para debater essas questões sem entrar em méritos pessoais. Eu já fui uma pessoa totalmente contra abandonar livros, hoje em dia meu conceito acerca disso tem mudado cada vez mais.

    Beijinhos, Hel - Leituras & Gatices

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bru!
    (Parenteses para comentar que seu texto é muito pertinente, assim como a Hel mencionou ali em cima. Achei engraçado pois assim que terminei de ler o post, eu pensei, "que post pertinente!", então rolei mais um pouquinho pra baixo e percebi que ela compartilha a mesma opinião comigo, rs).
    Bom, como você sabe, eu abandono livros. Eu entendo perfeitamente a sua posição de não abandonar e acho ótimo isso funcionar com você, porque mesmo que você esteja "perdendo tempo", todo livro também merece ser lido.
    Porém, apesar de entender sua opinião, não concordo com ela. Eu sou uma dessas pessoas que não vê sentido em ler algo que não esteja nos fazendo bem. Eu também não abandono logo de cara... Eu insisto até aonde aguentar, mas quando percebo que não está dando certo, eu largo e pego um livro que me dê prazer. Afinal, na minha opinião, a leitura é sinônimo de prazer.
    Enfim, vou dizer novamente, seu texto está muito pertinente. É muito bom refletir e conversar sobre essa questão do abandono. Adorei!
    Beijocas
    Historiar

    ResponderExcluir
  3. Oi Bruna, olha eu não tenho o hábito de abandonar os livros. Mas minha última leitura não teve condições, a linguagem que a autora utilizou me incomodava demais.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  4. Olá.

    Eu tento ao máximo a leitura e não abandonar o livro, mas, infelizmente, abandonei três. :( E Morte Súbita foi um deles. A leitura não fluía de forma alguma. Até um dos quais abandonei tentei ler duas vezes e não adiantou, infelizmente.

    Beijos. (http://psamoleitura.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Eu também não abandono livros, e se isso já aconteceu eu nem lembro. Também li Morte súbita e achei entediante mesmo, mas há momentos que valem a pena. Não li o outro livro que você citou, então não posso afirmar minha opinião sobre a trama. De qualquer maneira, acho que toda história nos acrescenta algo, e nos deixa perplexos em algum instante. Então, não, eu não abandono uma leitura, uma vez que é iniciada. Adorei sua postagem!

    beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Sou diferente de você, eu já abandono livro quando não estou gostando, pois sou fácil para entrar em uma ressaca literária, e, quando entro só volto depois de MESES. Eu já abandonei Morte Súbita e estou arrastando A Menina Submersa. Eu não sabia dessa lista do Skoob, achei bem interessante.

    https://desencaixados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, bruna, assim como você eu também não gosto de abandonar livros, embora já tenha feito, e o que mais lembro recentemente é sr daniels, faz um ano e eu não gostei nem um pouco do que estava lendo e provavelmente não estava no clima para romance. Já parei de ler outros mas na verdade não considero abandono porque eles continuam na minha listinha para um dia serem retomados. Mas acho difícil abandonar assim sem dó, eu também concordo com você que os livros sempre tem algo a nos ensinar e sempre costumo dizer que se a gente leu até o fim e não gostou ao menos pode criticar com propriedade. Adorei a conversa e conhecer sua opinião.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Bru!
    Eu também não gosto de abandonar livros, mas tem alguns que realmente não andam pra mim sabe? Como ando tendo pouco tempo pra ler, não quero gastar esse tempo com uma leitura que não está indo bem pra mim.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoзгo de aniversбrio do blog Crфnica sem Eira

    ResponderExcluir
  9. Oi Bruna, ao contrario de você, eu abandono sim, ainda que seja um livro muito elogiado ou um clássico mega icônico no mundo literário. Nem todos os livros funcionam para todos os leituras, isso é muito individual. Adorei os números que você trouxe sobre abandonos, e isso agregou bastante ao seu ponto de vista.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá Bruna, tudo bem?
    Vim hoje conhecer o seu blog, já estou te seguindo e curtindo!!!
    Achei muito interessante essa sua matéria, concordo que os livros, bons ou ruins segundo o nosso critério, podem nos trazer algo. Como diz na bíblia, examinem de tudo e retenham o que é bom!

    Quanto a mim, abandonei pouquíssimos livros, mas a sensação é bem triste. Um que abandonei, mesmo adorando o autor, foi "Os assassinos do cartão-postal" de James Patterson. Amei "O dia da caça", e achei que esse livro iria pelo mesmo caminho, mas o assunto simplesmente foi demais para mim.

    Por outro lado, fui até o fim no pior livro de todos os tempos na minha opiniao, "A intimação" de John Grisham. Um livro que sai do nada e vai para lugar nenhum. Extremamente entediante e com um final sem pé nem cabeça. Mas esse, ao menos, eu fui até o fim! rs

    Bruna, vim aqui para falar do meu blog de resenhas, onde também divulgo meu livro "Corações adoradores", lançado no mês passado. Se puder dar uma passada lá, curtir, comentar, seguir, seria muito importante para mim!

    Muito obrigada desde já!

    Um abraço
    Fernanda

    https://spaziodilibri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Estou vendo agora os títulos que foram abandonados. Eu abandonei uma vez Formaturas Infernais. Foi o único que abandonei na vida que eu me lembro e porque era de contos.Não sei como alguém pode abandonar Marley e Eu, porque o livro é incrível, mas depende de quem pega para ler né. Eu leio até o fim porque mesmo que seja ruim gosto de ter uma ideia do contexto em geral.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Bruna!
    Meu único abandono foi justamente Morte Súbita :( então você me entende? Porque eu também insisto nas leituras.
    Mrs Dalloway, por exemplo, fui até o fim, na esperança de que alguma coisa aconteceria pra me fazer mudar de ideia, mas não rolou., ainda assim, é um clássico, então acho que nesses casos, vale a pena insistir, mas nos contemporâneos penso que não vale a canseira, RS.
    Parabéns pela matéria, beijos.
    www.meuvicioliterario.com.br

    ResponderExcluir
  13. oii
    Já abandonei 5 livros, lembrando que em media eu leio 200 livros por ano deis dos meus 15 anos, me senti muito triste, mas eu tenho uma questão... quando o livro começa a ficar muito arrastado e eu não consigo mais aguentar a leitura, sim eu poderia insistir mas não consigo ler dois livros ao mesmo tempo, e geralmente não largo o livro antes de terminar ele, por isso que a maioria dos livros que eu leio acaba levando algumas horas para serem terminados e não dias, e com a leitura arrastada dos livros que eu abandonei eu acabava levando semanas para ler até o meio, ai eu percebia que não estava mesmo gostando do livro e deixava de lado começando uma leitura nova, me sinto mau por ter abandonado esses livros, mas e como eu sempre digo, não e pelo livro ser ruim nem nada, e que tem gostos e tem GOSTOS, eu não gostei e não me forcei a terminar...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie! Eu não gosto de abandonar uma leitura, mesmo que ela não esteja me agradando, faço o possível para não abandoná-la, tento dar uma chance, sabe?! As vezes paro, leio outra coisa e depois volto, mas tem casos (mesmo que raros para mim) que não dá para continuar não. Já teve livros que não aguentei não, e foi o caso de Intenso Demais, o primeiro livro da Trilogia Rock Star, lançada aqui no Brasil pela Editora Valentina. Sabe, não consegui aguentar aquela história não, e preferi largar a leitura, que já estava me tirando a paciência além do aceitável. Mas, não gosto de fazer isso, e me esforço o máximo para que não aconteça.

    Beijos,
    Dai | Blog Virando a Página

    ResponderExcluir
  15. É bem complicado isso.
    Eu tento não abandonar a leitura, pois como você mesma disse, podemos perder uma leitura incrível. Mas tem uns que simplesmente não dá. Por mais que tente, a leitura não flui e você fica um mês tentando terminar um livro, quando poderia estar lendo outros mais agradáveis.
    E o exemplo que você deu, de livros bons como A culpa é das estrelas e O pequenos príncipe, quando se pega um livro que gostamos tanto, realmente não dá pra entender, mas cada um tem um gosto diferente.
    E eu tô com Morte Súbita aqui pra ler, depois do que você disse, fiquei até com receio.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  16. Sinceramente foram poucos os livros que abandonei ao longo das minhas leituras, sim eu também tenho m conceito bem simples em relação a isso, exemplo muitos livros que se tornaram cansativo a principio como a culpa é das estrela, demorei para me envolver no começo achei a narrativa cansativa,porém adorei de forma trágica o desenvolver do livro e virou um dos meus favoritos, entendo com isso que é sempre bom vc insistir nas leituras na maiorias das vezes acabo me surpreendendo.

    ResponderExcluir
  17. Oie. Adorei a ideia da postagem e achei muito interessante os seus comentários sobre o assunto. Até hoje, eu abandonei quatro livros, se não me engano, mas não é uma coisa da qual me orgulho. Há alguns anos atrás, iniciei a leitura de A Menina Que Roubava Livros e, infelizmente, não consegui me sentir atraída pela narração. No entanto, isso foi muito antes de eu saber o que era Skoob. Tenho vontade de tentar lê-lo novamente para saber qual será minha reação agora. Infelizmente, eu não consigo levar uma leitura adiante quando não tenho vontade de saber o restante. Um detalhe negativo ou outro não me impede de ler, mas quando não consigo suportar a história, abandono. :c Mas acho incrível quem consegue insistir na leitura e tirar ótimos proveitos dela no final.

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  18. Oie Bruna!!
    Taí um tema que pode gerar muito debate. Eu particularmente sou da opinião que
    não se deve abandonar livro nenhum, principalmente se esse já não estiver te agradando tanto. Porque? Por que se ele já não tiver te agradando, você irá possivelmente falar negativamente dele para os outros, e como você pode fazer isso se nem conhece a história completa. Fora que como você mesma disse, as vezes da meta para o final o livro vale muito apena. Enfim, é muito relativo.
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi Bru, tudo bem?

    Eu concordo com você em gênero, número e grau, não importa se a história é entendiante ou não, os livros merecem serem lidos e sempre terão algo de bom para nos acrescentar. No entanto, eu já abandonei alguns livros sim, e a culpa foi toda minha, não do livro. Me senti muito mal por isso e prometi que nunca mais faria isso. hahaha

    Amei sua matéria e achei o assunto mega interessante. Parabéns!
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  20. Oi Bruna,
    Eu te entendo e penso o mesmo. Li o Morte Súbita e demorei a me envolver, mas em determinado ponto da história, passei a gostar bastante e me tocar com o drama dos personagens.
    O único livro que abandonei foi Crime e Castigo, li umas 100 páginas e não tinha jeito de gostar da história, dava sono quando começava a ler, mas ainda quero tentar de novo. :D
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Amei a postagem e o tema que foi tratado, eu abandono livros, e não me orgulho disso, já abandonei ''A menina que semeava'', o autor começou a colocar muitos personagens que para mim não faziam sentido e só enrolava para acrescentar mais drama e páginas na obra, li muitas resenhas falando que ele trata de uma mensagem importante, mas não foi o suficiente para seguir com a leitura. Entendo que cada leitura é um aprendizado, e procuro sempre me esforçar para terminar a obra

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Também acho que todo livro tem algo para nos acrescentar, independente de gostamos dele ou não. E justamente por isso também não gosto de abandonar leituras, mas as vezes não tem jeito, só que conto nos dedos de uma mão quantos foram, pois são poucos mesmo. E vendo que O Pequeno Príncipe e A Culpa das Estrelas foram abandonados, eu fico triste, não que sejam os melhores livros do mundo, mas são histórias que tem muita coisa para ensinar e trazem coisas para se pensar. Enfim, realmente é uma pena essa coisa de abandono de leituras :(

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  23. Oie!!!!
    Até hoje somente abandonei uma leitura. Foi na minha adolescência, o livro era uma repetição só e eu já sabia como terminava, então abandonei sem nenhum remorso.
    Eu costumo dar uma nova chance para os livros, que por qualquer motivo a leitura não esteja fluindo como o esperado. Normalmente eu paro a leitura e recomeço em outro momento. Em 99% das vezes era somente a hora errada de ler.
    Não conhecia esta listagem do skoob e fiquei até triste, pois gostei muito destes citados por você, mas compreendo quem abandona, pois existem livros que são realmente muito cansativos.
    E, como você, também entendo que cada pessoa tenha um ponto de vista sobre uma história, por exemplo, amei o livro "O Segredo de Meu Marido" do início ao fim e, depois do início com muita informação, eu amei o "Morte súbita".
    Gostei muito da sua postagem!
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Http://www.caminhandoentelivros.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Bruna, tudo bem?
    Sabe que é muito difícil eu abandonar um livro. Primeiro porque não consigo e tenho pena, é pena mesmo, tenho dó de abandonar uma leitura que eu escolhi fazer e que não está me agradando, então vou até o fim. E segundo, porque sempre penso que no final posso me surpreender, mesmo que o começo seja arrastado. Mas também não entendo como as pessoas conseguem abandonar livros tão facilmente!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi Bruna, tô na mesma, não consigo abandonar um livro, O meu toque não permite e assim acabo arrastando uma leitura enfadonha durante dias, mas chego ao fim de qualquer forma, huauauhaua
    Acho que esse é um hábito que eu não vou conseguir mudar nunca, mas no fim das contas, acho que é legal.
    Prova de que sou uma pessoa persistente em alguma coisa na minha vida hauhauha, Beijos

    ResponderExcluir
  26. Oi Bruna,
    eu já abandonei dois livros, o morro dos ventos uivantes porque odiei a personalidade dos protagonistas e Marina por que achei a história extremamente cansativa, mas até hoje não consigo me conformar por não tê-los terminado então estou esperando o momento chegar para que eu possa retomar a leitura, que provavelmente irei reler do inicio.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir