quarta-feira, 11 de maio de 2016

Livros que deveriam virar filme #6

Olá leitores!

Hoje temos mais um post para a coluna Livros que deveriam virar filme. Como aconteceu no último post, teremos duas indicações por mês com explicações do motivo de nossas escolhas, vamos lá?

Sinopse: Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.


Mar da Tranquilidade me destruiu em todos os sentidos possíveis. O que me fez querer ver esse filme adaptado para o cinema é o fato de a protagonista lidar da sua forma com a dor e o sofrimento pelo que passou. Isso foi fantástico, pois ficou bem nítida a diversidade que existe no mundo. Cada um lida com a dor da sua forma. Outro ponto que me faz querer ver esse filme adaptado é a atuação da atriz que interpretará a Nastya, pois ela não fala.

Sinopse: Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan.
Esperando Doggo não é só um livro sobre um cachorro. É um livro sobre o poder de uma verdadeira e sincera amizade.


Esperando por Doggo é o último livro que li e foi uma leitura agradabilíssima. Acho que seria uma boa adaptação, pois faz a pessoa que está lendo refletir sobre o quão importante pode ser a amizade com um simples animalzinho, que ele pode mudar nossas vidas para melhor e que devemos, com todas as nossas forças, lutar por ele. Além disso, adoro filmes com animais, acho sempre as interpretações muito boas!

Espero que tenham gostado e não se esqueçam de comentar se gostariam de ver esses livros adaptados e/ou quais livros gostariam de ver nas telonas.


Beijos,

4 comentários:

  1. Oi, Bru!
    Mar de Tranquilidade está ali pra ser lido.
    Tenha esperança quanto ao filme do Doggo. Se vai sair o do Gato de Rua Chamado Bob, pode ser que saia esse também
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Pelos seus comentários ambas as obras dariam um ótimo filme! Infelizmente não li nenhuma das obras mencionadas, mas, pretendo ler "Mar da Tranquilidade".
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia os títulos, mas achei interessante a sinopse de "Mar de Tranquilidade". Infelizmente não gosto muito de filme com animais, acho que acabei enjoando.

    Abraços!

    constelacaopyxis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Fico triste por saber que não há nenhuma cogitação para que Mar de Tranquilidade ganhe uma adaptação. Àqueles que gostam de drama e romance, recomendo a leitura. É um livro que possui uma história cativante, merecia um filme! :(

    ResponderExcluir