segunda-feira, 18 de abril de 2016

[Resenha] Mar da Tranquilidade, Katja Millay

Título: Mar da Tranquilidade
Autora: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Páginas: 368

As pessoas são diferentes e, portanto, cada uma tem seu próprio jeito de lidar com a dor e o sofrimento. Talvez o jeito que Nastya Kashnikov tenha escolhido não tenha sido o melhor, mas foi o que ela precisava naquele momento.

Nastya sofreu alguma coisa muito grave e perdeu sua identidade. Com essa perda, sua forma de lidar foi parar de falar. Após dois anos e meio do ocorrido, Nastya se muda e passa a morar com a tia e ter uma nova vida onde, talvez, ninguém a conheça.

“Eu odeio a minha mão esquerda. Odeio olhar para ela. Odeio quando ela trava e me lembra que eu perdi minha identidade. Mas ainda assim olho para ela, porque ela também me lembra que eu vou achar o garoto que tirou tudo o que eu tinha. Vou matar o garoto que me matou, e farei isso com minha mão esquerda.”

Tudo seguiria um curso normal: ela continuaria correndo para soltar toda sua raiva, escreveria em seu caderno, não falaria e seguiria sua vida, mas ela não esperava conhecer uma pessoa que era, basicamente, tão antissocial como ela Josh Bennet. Pelo que Nastya pôde notar, Josh possuía uma espécie de campo de força que fazia todos se afastarem e teme-lo.

Drew é o melhor – e único – amigo de Josh e não teme a Nastya como ela gostaria. Ao contrário, ele se aproxima e faz de tudo para fazê-la rir e agradá-la. A relação de amizade entre os dois é confusa, mas muito bonita, pois, da forma deles, eles se entendem.

Com o passar dos dias, Nastya passa a visitar Josh em sua garagem – ou oficina, como queiram – e é, então, que ela começa a se abrir. Será que Nastya voltará um dia a falar? Será que poderemos descobrir o que aconteceu e ajudá-la a superar isso?

“Pessoas que nunca passaram por merda nenhum sempre acham que sabem como você deve reagir ao fato de sua vida ter sido destruída. E aquelas que passaram por situações complicadas acreditam que você deveria lidar com as dificuldades do mesmo jeito que elas. Como se existisse um roteiro preestabelecido para sobreviver ao inferno.”

Esse livro me pegou desprevenida e me agradou do começo ao fim. No começo, era bastante compreender que a Nastya podia falar mas não queria. Não conseguia, até ler esse livro, imaginar como é se privar de um sentido e constatei que é terrível. A Katja fez um trabalho impecável ao escrever esse livro, pois ele não é mais um drama adolescente. Ele vai muito além disso.

A protagonista foi muito bem construída, é uma personagem perspicaz e inteligente e, conforme a leitura vai fluindo, e descobrimos o que aconteceu para torna-la desse jeito, começamos a refletir sobre como agiríamos nessa situação. Josh também foi bem construído e, assim como Nastya, ele está quebrado, está sozinho no mundo e precisa arrumar um jeito de viver. Juntos eles ficam perfeitos e constroem um relacionamento aos poucos. Os personagens secundários são, igualmente, extraordinários e bem construídos.

“Então não fiz as coisas normais que deveria fazer com 15 e 16 anos. Na idade em que a maioria das pessoas tenta descobrir quem é, eu me esforçava para entender por que eu existia. Eu não fazia mais parte deste mundo. Não é que eu quisesse ter morrido, mas sentia que isso deveria ter acontecido. É por isso que é tão difícil quando todos esperam que eu fique grata apenas por estar viva.”

Ao concluir essa leitura, senti a necessidade de encontrar um pouquinho desses personagens em outros, mas, até agora, não encontrei.

Com uma narrativa em primeira pessoa e intercalada entre o ponto de vista de Nastya e Josh, Mar da Tranquilidade é um livro sobre superação, força de vontade, amor e, principalmente, sobre vingança. É uma leitura mais do que recomendada e, tenho certeza, ao ler, refletiremos sobre muitos acontecimentos e muitas formas como as pessoas agem após esses acontecimentos.


Classificação:


31 comentários:

  1. Oi Bruna, tenho muita vontade de ler esse livro, uma amiga minha minha já leu e adorou (inclusive ela me contou boa parte da história também haha) sua resenha me deixou mais motivada a ler, especialmente por ser tão positiva e por sentir que você compreendeu bem os personagens. Gosto bastante de livros que tratam a respeito de superação, amor e questões mais realistas.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oii

    Eu estou com esse livro na minha estante.
    Não sei quando vou ler, porque estou lotada de coisas da faculdade. Mas com certeza vai ser um boa leitura! ^^

    Beijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Bruna.
    Ao ler sua resenha fiquei imensamente animada em realizar a leitura, visto que, sou apaixonada por livros em que além de uma boa história proporciona ao leitor vários sentimentos e nos faz refletir sobre atitudes.
    Quero muito ler :)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna, li esse livro em 2014 e ao contrario de você , não me envolvi completamente na história. Algo no drama da Nastya não me convenceu. Mas o trauma em si é para se refletir em como as situações tem pesos diferentes para as pessoas.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. eu nunca ouvi sobre esse livro,mas pelo que li aqui já me encantou.
    estou ansiosa pra ler.
    http://withjacq.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi.

    Olha eu tenho muita vontade de ler esse livro desde o dia que fui num evento ano passado que a Colleen Hoover tava e ela disse que esse é um dos melhores livros que ela já leu. Agora lendo sua resenha fiquei mais motivada e com mais vontade de saber mais sobre a trama. Gostei que o livro trata sobre superação, vingança, etc e espero gostar da leitura.

    Beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bru!
    Pelo título, esse livro não me chamou atenção, mas quando li a sinopse e algumas resenhas por aí, eu passei a querer desesperada.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Oi Bruna,

    Li esse livro já tem um tempinho, mas ele está no meu coração. É uma leitura crua, com momentos que você quer bater nos personagens, só que torce muito por eles. Todo mundo deveria ler, pois as reflexões são pra toda vida.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
  9. Hello!
    Uau! Sua resenha realmente me pegou de jeito. Simplesmente adorei a premissa do livro e agora quero conhecer melhor Josh e Nastya!
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Oi *---*

    Li esse livro ano passado e não curti tanto assim, também não esperava muito mas achei a leitura OK. Assim como você também achei os personagens bem construídos só acabou que me irritava de mais com a protagonista e só fui me apegar a ela depois que é revelado todas as coisas que ela passou. Mas enfim, adorei sua resenha como sempre tu arrasa.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Achei bem interessante a forma como duas pessoas que não se adaptam bem ao mundo em que vivem podem fazer bem uma à outra. Parece ser uma narrativa que transborda sensibilidade. Gostei muito da premissa e já anotei para ler depois, espero gostar tanto quanto você gostou! ;)

    Tatiana

    ResponderExcluir
  12. Oi Bruna, tudo bem?
    Ganhei esse livro de aniversário, mas ainda não li!
    Quero muito realizar essa leitura, pois já imagino que é uma leitura realmente maravilhosa, já que só vejo comentários positivos sobre ele.
    Achei a premissa dessa história muito interessante e fiquei bem curiosa pra ler.
    Ano passado eu tinha uma aluna que não falava de maneira nenhuma, mas nós sabíamos que ela não falava porque não queria, pois os pais já tinham comentado com a gente que ela tinha ficado assim após passar por uma situação de constrangimento.
    Imagino que algo muito sério também tenha acontecido à personagem.
    Tô muito curiosa pra ver como a autora desenvolveu essa história e o romance.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bom?
    Tenho esse livro, mas comprei bem depois que toda a febre dele passou e acabei não pegando para ler ainda, mas pretendo. Quero muito conhecer essa história com personagens bem construídos. Me parece uma história sensacional. Parabéns pela resenha.

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oiii!!

    Lembro desse livro quando surgiu o boom na blogosfera, não lembrava muiiito bem qual era o enredo e adorei a sua resenha e saber que a obra mexeu contigo. Isso é lindo.
    Não sei se vou ler no momento, mas vou voltar a colocar lo na lista

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Oiee Bruna ^^
    Eu também gostei MUITO desse livro, adorei conhecer os personagens (principalmente os principais, porque eles são apaixonantes! ♥), e mais ainda a história. Mas algumas partes foram um tanto cansativas para mim, de forma que eu acabei não curtindo 100% a leitura, como você. É uma pena, mas o livro é mesmo incrível, fico feliz que você tenha gostado :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bem?

    Sua resenha me pegou de jeito. Amei. Confesso que fiquei meio travada quando li que era adolescente, mas lembrei de um suspense que ando sugerindo para todo mundo. Histórias bem escritas não tem classificação etária e essa com certeza despertou minha curiosidade.

    Bel Góes

    ResponderExcluir
  17. Bruna já li esse livro, e ele é desse que conquista mesmo desde as primeiras páginas.
    Eu tive uma ressaca literária após essa leitura, fiquei tentando encontrar Nastya e Josh em todo canto.
    E você descreveu muito bem: o livro é muito mais que um simples drama adolescente. Eu queria que todo mundo entendesse que quando eu peço pra ler, não é simplesmente pra fazer propaganda ou pra divulgar, é porque ele vale à pena.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  18. Oi Bruna, comprei esse livro em uma promoção por uma pechincha de R$4,99, pela sua resenha eu não me arrependeria nem se tivesse pago o quíntuplo do preço. Agora não vejo a hora de começar a leitura.
    Um abç,

    ResponderExcluir
  19. Ola Bruna desde seu lançamento que quero ler esse livro pela profundidade dos personagens, afinal se fechar para o mundo é uma forma de lidar com a dor, imagina encontrar alguém que segue a mesma linha que você, acredita que dá um acalento a alma. Com certeza vou ler em breve esse livro, amei a resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencanros.com

    ResponderExcluir
  20. Ainda não conhecia o livro, mas fiquei encantada pelo que li na sua resenha. Não faço ideia de como a personagem não queira falar. A história me parece ser bem curiosa para o leitor a medida que estamos lendo, justamente pelo fato de começarmos a entender o que levou a personagem a fazer essa escolha com o decorrer dos acontecimentos. Espero poder ler em breve!
    Beijos.
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  21. Esse é um livro que está na minha lista a muito, muito muitooo tempo. Acho que conheci a história dele quando eu era viciada em canais literários no youtube, então quando fechei parceria com a arqueiro esse foi meu primeiro pedido e estou curiosa para começar a ler.
    Fiquei imensamente feliz com sua resenha e saber que o livro não se trata apenas de um drama adolescente, e ainda tem a narrativa em primeira pessoa intercalada, coisa que eu particularmente amo.
    A premissa do livro é maravilhosa, o tema abordado me agrada e estou extremamente curiosa para saber mais sobre a Nastya;

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Adorei a história do livro e achei bem intrigante que a protagonista não falasse por tanto tempo. Se fosse eu, teria sérios problemas pra fechar a matraca! rsrsrs
    Seu texto ficou ótimo, nota-se que você amou o livro! É um tanto complicado a gente perceber a história por trás da história e você captou bem, quando disse que não era um romance juvenil comum. Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Olá! Há muito tempo li algumas resenhas dessa obra e fiquei totalmente encantada com o enredo apresentado, porém a oportunidade de ler não apareceu e eu acabei deixando de lado. No entanto sua resenha despertou novamente minha ansiedade de conhecer cada um dos personagens e me jogar de cabeça na história. Seu comentário sobre não ser apenas um drama adolescente qualquer me deixou ainda mais empolgada. *-* Fiquei curiosa para saber o que aconteceu com a protagonista que a deixou assim e como será a relação entre todos os personagens. Fico feliz em saber que a leitura foi gratificante!

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  24. Oi Bruna,
    Acho a capa desse livro perfeita, mas ainda não tinha parado para realmente ver a linha que a narrativa segue. De o confessar que a resenha já apertou o meu coração pela intensidade que os personagens carregam em suas histórias, e como sou fã de livros com essa marca, já adicionei na minha lista, afinal quero saber mais sobre Nastya e todo o trauma que a levou a esse comportamento.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  25. Oii, tudo bem?
    Eu já li o Mar de Tranquilidade e adorei a historia! Com certeza a autora criou uma trama original e desenvolveu muito bem os personagens. Eu adorei a escrita dela e assim como você me peguei procurando algumas características desse livro, em outros, mas não achei.

    ResponderExcluir
  26. Oi Bruna, está ai um livro que eu estou muito afim de ler e tentar entender o porque a protagonista parou de falar... eu falo pelos cotovelos e mesmo quando estou triste eu continuo falando rs.. então fico imaginando ela com o dom de falar e não sair nada... se calar... deve ter sido muito grave o que aconteceu com ela... e eu gostaria de ler o desenvolvimento dessa trama que só tem elogios... xero!

    ResponderExcluir
  27. Oi Bruna, tudo bem?
    A capa desse livro me lembra muito a capa de Através do universo.
    Já vi resenhas anteriores, e sinceramente achei meio chatinho o modo em que a autora fez a protagonista, parece aquelas personagens "coitada", mas como é uma narrativa meia dramática e triste, com certeza eu queria ler, como já disse gosto de me sentir desconfortável, mas de uma maneira boa nas leituras do dia a dia, queria saber o grande segredo da personagem, quero ler, e tomara que eu não me decepcione com a leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. olá

    Já li esse livro a um tempo e até hoje me impressiono com o final e os motivos da protagonista em ser quem é. É bem intenso mas já sabia desde o começo que ela podia falar. Fico muito feliz que tu gostou dele.

    Bjos
    Everton Equipe Rillismo
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Oi Bruna, sabe que sempre ouço falarem muito bem desse livro e não é a primeira vez que sinto uma necessidade enorme em ler ele e ver o que eu acho, ja que sua resenha me deixou super curiosa. Eu adoro esses livros que falam sobre assuntos sério e que nos fazem refletir. Certo que já quero ele!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  30. Olá, tudo bem?

    Confesso que sempre que via a capa desse livron ão dava atenção a ele, não costumo ir pela capa, mas as vezes...

    Mas, lendo a sua resenha, pela primeira vez, esse livre despertou minha curiosidade. Eu gosto de livros intensos e que são capazes de me fazer refletir, acho que esse pode vir a ser uma boa pedida, quando tiver a oportunidade.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  31. Olá Bru!
    Estou com esse livro no Kindle, mas confesso que fui como sempre pela capa e quem nem cheguei a ler a sinopse hahahhaha. Essa é a primeira crítica que leio dele e tenho que confessar que adorei sua resenha!! A história me parece profunda e apaixonante, com certeza vou fazer a leitura assim que possível! Parabéns pela resenha

    Beijokas

    ResponderExcluir