domingo, 28 de fevereiro de 2016

[Resenha] Beco da Ilusão, Mallerey Cálgara

Título: Beco da Ilusão
Autora: Mallerey Cálgara (cortesia)
Editora: Mundo Uno
Páginas: 280
Onde comprar: Saraiva | Submarino

Antes de começar minha resenha, quero esclarecer que essa é, sem dúvidas, a resenha mais difícil que já fiz em minha vida, por isso, peço desculpas caso vocês notem algum problema.

Conheci Beco da Ilusão em um blog e fiquei bastante interessada na história. Foi um imenso prazer receber o contato da autora oferecendo a parceria. Claro que não poderia não aceitar. Comecei a leitura no dia em que chegou, no dia 03 de fevereiro, e conclui apenas no dia 19 e, desde então, tento escrever essa resenha. Não vou mais enrolar, e vou apresentar logo a resenha para vocês.

Em Beco da Ilusão conhecemos a história de Yiidish, uma garotinha de apenas nove anos, filha de judeus. Seu pai acabara de ganhar uma herança e eles se mudam para Berlim, pouco antes de a Segunda Guerra Mundial estourar.

Assim que chegam na nova cidade, nossa pequena Yiidish conhece um local que apresenta ballet, ela fica encantadíssima e, por conta disso, mete-se em enrascadas. É nesse teatro que Yiidish conhece Anton, filho de um dos seguranças, e Erdmann, primo de Anton. A amizade entre os três é fascinante, apesar de Erdmann ser mais que um amigo para Yiidish.
“- Tudo o que a memória amou, já ficou eterno. E entre tudo o que você poderia ser para mim na vida, a vida escolheu torna-lo saudade... – A voz soa trêmula, suspiro ao deslizar os dedos sobre o recorte de jornal contornando o rosto de Erdmann.”

A vida deles ia bem, até os judeus começarem a ser caçados e coisas ruins acontecerem. Todos nós sabemos o que aconteceu na época, não é? A casa Yiidish foi invadida e, mesmo Anton e o pai de Erdmann (um oficial de alto escalão) tentando impedir, a Yiidish foi para um campo de concentração. A partir desse ponto ela se vê longe de todos que ama, em um lugar hostil e sem chances de alcançar seu sonho (ser bailarina).
“Rodopiava, rodopiava até cair sentada de tonta. Ria de satisfação para o céu que girava diante dos meus olhos. Nesse meu cantinho eu podia tudo, eu era tudo, até parar de rodar e voltar para a realidade estagnada. Sei que dessa maneira parecia estar construindo castelos de areia que seriam desfeitos com o mais leve sopro do vento, mas não podia evitar o prazer de criar asas e ser livre para voar.”

Não vou revelar muito mais da história, pois quero que ela surpreenda a todos. No começo da leitura, imaginei que seria um livro sobre a Segunda Guerra Mundial, triste que teria um final previsível, mas me surpreendi demais com o enredo que a autora criou. Sim, é mais um livro sobre a Segunda Guerra Mundial, sim é triste, mas não tem nada de previsível. Ao invés de apenas acompanharmos parte da vida da protagonista, a vemos evoluindo e passando por coisas que nenhum homem deveria passar.

Yiidish foi uma personagem muito bem criada, forte e determinada, ela aprendeu a viver em meio ao caos e, nem por isso, deixa de ajudar pessoas não as livrando do sofrimento, mas tornando-o mais brando. Anton foi um personagem muito importante, também, com uma sensibilidade sem tamanho. Erdmann foi um personagem apaixonante, mesmo não aparecendo muito. Ele foi capaz de cumprir as promessas que fez.

Beco da Ilusão, é um livro intenso que, até hoje, não consegui digerir, ele me rendeu uma baita ressaca literária. Apesar de intenso, posso dizer que ele é singelo também. Foi uma leitura dolorida e, por isso, não consegui ler muito rápido. As coisas que aconteciam com a personagem me impediram de prosseguir na leitura.

Outra coisa incrível no livro é a diagramação, está perfeita! Por fim, o livro é mais do que recomendado para todos e, posso afirmar com todas as letras, que você se encantará, chorará e se apaixonará.

Classificação:

32 comentários:

  1. Sua resenha ficou perfeita! :D

    Muito obrigada pelo carinho e apoio!

    Mallerey *-*

    ResponderExcluir
  2. Oie,

    Esse livro e lindo e triste ao mesmo tempo, tive o prazer de conhecer a pequena Yidish e a sua história, torci por ela, fiquei com vontade de abraça-la por ela ter conseguido superar tudo aquilo de alguma forma. É um livro que merece ser lido por todos.

    Mayla
    Lendocomamay.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Bru

    Nossa, que tristeza, tão pequenininha e já enfrentando uma situação tão perversa. Eu tenho muito problema com livros que retratam as guerras, me sinto muito mal com a capacidade de fazer o mal que o ser humano possui.
    É tão bom quando um livro mexe tanto com a gente ao ponto de nos fazer não saber falar sobre ele, né? Eu adoro quando isso acontece!
    Ótima resenha!

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  4. A Mallerey é incrível! E esse livro é simplesmente maravilhoso!
    Beijo, beijo e parabéns pela resenha!
    She

    ResponderExcluir
  5. Ola tudo bem?

    Nunca li nada que passe na segunda guerra mundial. O livro parece um misto de emoções. Fiquei com dó da menina, tão novinha e já sofrendo. Não leria o livro pois não gosto de livros tristes assim, sempre acabo na maior deprê.


    Bjos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Que incrível! Não conhecia o livro.
    Uma história que parece ser forte e bela, hein?
    E ainda com seus elogios, deu mais vontade de ler!
    Bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Achei bem interessante a estória do livro. Apesar de já ter vários livros sobre esse assunto, acho que os autores podem sempre inovar e usar da criatividade para fazer algo diferente, e pelo que você disse a autora conseguiu. Espero que tenha acabado bem e que Yiidish não tenha acabado morta, seria bem triste. Espero que ela tenha conseguido ser bailarina também. Adorei a resenha e espero que você consiga superar o livro logo.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  8. Olha eu não sou muito chegada em livros desse tema, mas eu acho que uma das minhas colaboradoras iria gostar de ler o livro sabe? Eu já não sou muito fan de livros uqe abordam sobre a segunda guerra e tudo mais, porque eu acho bastante triste e depois que fiz uma pequisa após ler aquele SOLDIER da novo conceito, nossa, eu fiquei impressionada com as imagens sabe? Realmente é muito triste. E eu não gosto nem de lembrar. =[ Mas mesmo assim livros assim são interessantes, até porque nos mostra os sentimentos das pessoas que passaram por isso e isso eu acho legal a autora ter desenvolvido. Não sei se leria por agora, mas espero que ainda venha a ler. Agora minhas resenhistas com certeza iriam gostar. Pelo menos algumas delas rs

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-paixao-de-primavera.html

    ResponderExcluir
  9. Meu Deus, amo histórias que se passam nesse período!! Preciso ler esse livro!
    Obrigada por nos apresentar!
    Luci
    Ponto de exclamação

    ResponderExcluir
  10. Conheci a premissa desse livro há alguns anos, quando li Anjo Negro da mesma autora. Ela me enviou por e-mail e li alguns trechos, como sou em parte judia, tive alguma dificuldade na leitura, mas achei incrível a ideia da autora. É bom saber que você gostou!
    Espero poder ler o livro inteiro um dia.
    Beijo, Mari

    ResponderExcluir
  11. Sua resenha me deixou mega empolgada em conhecer a história, fiquei com aquela sensação que estou perdendo alguma coisa se não ler isso logo. Espero que eu tenha a mesma impressão que você, só não quero ter ressaca literária como você teve... rs Adorei!!!
    O que dizer da Galera Record??? Que é maravilhosa???? E muito mais. Parabéns pela parceria, que os dois lados ganhem muito com isso e que o blog fique recheado de divulgações maravilhosas e resenhas instigantes!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Adoro livros com contexto histórico, e mesmo achando que estamos vivendo uma overdose do de livros usando a 2 guerra como pano de fundo, ainda acho muito interessante o assunto.
    Sua resenha me deixou bem curiosa para ler esse livro.
    Beijos

    www.poyozodance.blogapot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oiee Bruna ^^
    Esse é um livro que eu tenho muita curiosidade de ler, pois adoro livros que têm uma pegada um tanto histórica, principalmente os que se passam durante a 2ªGM. Acho que já tinha lido uma resenha de "Beco da ilusão" antes, e pelo o que eu me lembro, a blogueira também tinha gostado bastante do livro, e também disse que ele não é previsível. Estou doida para saber o que vai acontecer com a Yiidish *-* Saber que o livro é intenso me deixou ainda mais animada para lê-lo ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Ual que livro heim, eu ainda não conhecia ele, e a história realmente parece bem interessante. Fico feliz que tenha gostado, espero poder ter a chance de ler ele logo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Olá... tudo bem flor...
    Bom eu não costumo ler livros dessa temática e muito menos que envolva a Alemanha... não gosto do país... não gosto do passado que representa o país... tudo bem, que até assisto filme que tem histórias do país, mas não vou além disso... sua resenha ficou maravilhosa... só mostrou o quanto livro te tocou e te preencheu e isso é bem importante e maravilhoso... acredito que a menina deve ser forte mesmo e deve ir mais além do que o proposto... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu adorei a capa desse livro em primeiro lugar. Também amo histórias ambientadas na segunda guerra mundial e estou bem curiosa com a leitura desse livro e saber como termina. Já que o final não é o previsível esperado Lara esse tipo de história. Tenho certeza que vou derrubar umas bias lágrimas com o livro. Onde tem criança sofrendo eu estou chorando. Acho que pelo fato de eu ser mãe fiquei mais sensível com isso.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Eu simplesmenteeeee amoooo esse livro, sou fã incondicional de Mallerey.
    O livro é todo bem escrito e foi difícil parar para comer e dormir. rsrs. Mas o final foi sensacional, a autora conseguiu surpreender ainda mais.
    E a diagramação?? Ficou show, perfeita.
    muito bom quando gostamos de um livro assim, mesmo que fique com ressaca rsrs
    beijos
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  18. Oi, não conhecia o livro, mas gosto muito de livros que falam da Segunda Guerra Mundial. Dica anotada.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Nossa, essa história deve ser bem intensa mesmo! Fico a imaginar o que a jovem passou nesse período, e pelo pouco que revelou da trama, cada detalhe será muito importante. Não conhecia a publicação desse livro, e fiquei curiosa para conferir essa história. E a capa está lindíssima.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu ainda não tinha visto nenhuma resenha desse livro da Mallerey. Somos parceiras da autora, mas ainda não tivemos a oportunidade de ler essa obra da autora. achei bem bacana a proposta traga pela Mally, e fico feliz que você tenha amado tanto a obra.
    Bjks

    ResponderExcluir
  21. Simplesmente amo livros tristes, e amo histórias sobre a Segunda Guerra Mundial, é o único período histórico que me chama a atenção de verdade. E adorei o fato do livro não ser previsível. Personagens fortes e determinadas sempre me encantam, e acho que vou adorar conhecer a Yiidish. Essa combinação de intenso e singelo é sempre muito legal, com certeza vou querer ler o livro.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  22. Oie

    Nunca li nada da autora, tenho imensa vontade.
    Eu gostei muito da premissa desse livro, adoro histórias fortes com personagens marcantes. Desses que dão essa ressaca literária rs.
    Então já viu que fiquei super com vontade de ler esse.
    Sua resenha ficou perfeita! Parabéns!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Entendo sua ressaca literária, já tive muitas hahaha não conhecia esse livro, mas gostei muito da premissa. Livros assim, se eu ler, com certeza vou chorar e ficar de ressaca. Gostei da sua resenha, parabéns!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Oi!!

    Adoro histórias que são baseadas em fato, e acho que não veria esse livro como mais uma história sobre a segunda guerra mundial. O holocausto foi algo real e embora hoje aparentemente estejamos civilizados, existem outros "holocaustos" acontecendo ao nosso redor. Afina, o mundo ainda é mundo e estereótipos ainda são exigidos pela sociedade. Não sei qual foi o final, você disse não ser previsível, então imagino, que ela conseguiu fugir do campo de concentração e ser uma bailarina. Se não no sentido crucial da palavras, em seus sonhos. Pois a mente é capaz de criar mundos inimagináveis.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Eu adoro livros que mexem comigo, que me tiram da zona de conforto. Ressaca literária por boa leitura, vale e muito a pena. Eu amo histórias sobre a segunda guerra, porém sempre fico meio mexida. EU nunca ouvi falar desse livro, mas me interessou demais. Assim que tiver um tempinho irei procurá-lo. Adorei a dica.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  26. Hello!

    Tem livros que a gente realmente tem mais dificuldades de escrever.
    Não conhecia o livro Beco da Ilusão e gostei mto de ler a sua opniao.
    FIquei interessada em ler toda a historia, Ainda mais que é dentro da Segunda Guerra Mundial, que me deixa bem intrigada.
    Gostei mesmo e fiquei interessada em ler tudo.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  27. Oi, que ótima resenha!!!

    Não leio livros ambientados nessa época, de jeito nenhum, e admiro muito quem o faz sabia? foi uma época complicada e dramática e a carga que os livros trazem reflete bem isso...que bom que, apesar da ressaca e do tempo que levou, no final gostou....

    bjs

    ResponderExcluir
  28. Olá, boa noite, tudo bem?
    Nossa... esse livro promete, no começo eu achei era só segunda guerra mundial, mas agora estou vendo que é muito mais do que isso, pode ser triste, mas essas sempre são as melhores histórias, são as que mais emocionam, eu quero muito lê-lo, estou muito interessada e curiosa, principalmente por você dizer que não é nada previsível, eu amo livros assim. Sobre sua leitura, eu te entendo, alguns livros são tão doloridos que você não quer continuar a ler por causa da dor e ao mesmo tempo quer continuar a ler para ver se assim a vida da personagem melhora. acredito também que o fato de ser uma criança mexe muito mais conosco. Eu já chorei muitas vezes lendo livros e acredito que quando eu ler esse também chorarei... Amei a resenha e o livro não vejo a hora de lê-lo, mesmo sabendo que vou sofrer por causa dele... será uma experiência que necessito tê-la... Beijos e parabéns por essa oportunidade.
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Muito obrigada a todos pelos comentários!
    Estou sorteando esse livro na página do facebook, e ele também está na promoção no site da Amazon, por apenas R$1,99, caso queiram lê-lo.
    Novamente agradeço a todos!

    ResponderExcluir
  30. Apesar de todos os prós que você descreveu na leitura eu mantenho minha regra básica... Nunca mais lerei livro dessa época terrível, as experiências que tive foram todas péssimas, eram livros bem escritos não posso negar, mas essa história me arrasa e não quero conhecer e amar outro personagens para em seguida ser destroçada com seu sofrimento certo. Entendo sua dificuldade, eu no seu lugar também estaria passando pelo mesmo.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir