terça-feira, 15 de setembro de 2015

O Voo da Libélula - Michel Bussi


Agraciado com 4 prêmios na França, entre os quais o Prix Maison de la Presse e o Prix du Roman Populaire, O voo da libélula teve seus direitos vendidos para 25 países e ganhará uma adaptação cinematográfica.Na noite de 23 de dezembro de 1980, um avião cai na fronteira entre a França e a Suíça, deixando apenas uma sobrevivente: uma bebê de 3 meses. Porém, havia duas meninas no voo, e cria-se o embate entre duas famílias, uma rica e uma pobre, pelo reconhecimento da paternidade.Numa época em que não existiam exames de DNA, o julgamento estende-se por muito tempo, mobilizando todo o país. Seria a menina Lyse-Rose ou Émilie? Mesmo após o veredicto do tribunal, ainda pairam muitas dúvidas sobre o caso, e uma das famílias resolve contratar Crédule Grand-Duc, um detetive particular, para descobrir a verdade.Dezoito anos depois, destroçado pelo fracasso e no limite entre a loucura e a lucidez, Grand-Duc envia o diário das investigações para a sobrevivente Lylie e decide tirar a própria vida. No momento em que vai puxar o gatilho, o detetive descobre um segredo que muda tudo. Porém, antes que possa revelar a solução do caso, ele é assassinado.Após ler o diário, Lylie fica transtornada e desaparece, deixando o caderno com seu irmão, que precisará usar toda a sua inteligência para resolver um mistério cheio de camadas e reviravoltas.Em O voo da libélula, o leitor é guiado pela escrita do detetive enquanto acompanha a angustiada busca de uma garota por sua identidade.


Faz 18 anos que o avião caiu. Havia 169 passageiros, 168 morreram e apenas uma menina de três meses sobreviveu, milagrosamente. A alegria da família durou pouco. O que ninguém poderia imaginar era que havia duas crianças de três meses no avião, Lyse-Rose e Emilie, a primeira nascida em berço de ouro e a segunda pobre.

Nenhum dos parentes tinha foto das meninas, ninguém sabia que roupa ela vestiria no voo e, principalmente, não existia exame de DNA, portanto, de quem era a filha? Essa decisão ficou a cargo do juiz, depois de analisar algumas provas.

Após a decisão, uma das famílias contrata um detetive particular, Crédule Grand-Duc, para investigar e trazer uma solução plausível. Dezoito anos de investigação se passam e Crédule ainda não conseguiu solucionar o caso. Sua decisão é cometer o suicídio, mas, antes, deixa um diário com todas suas anotações para Lylie (LYse + EmiLIE). O que ocorre é que, quando ele olha para o primeiro jornal que publicou sobre o acidente, descobre a solução do caso.

Depois de ler o diário, Lylie o deixa com Marc – seu irmão – e desaparece. De acordo com o que ela disse, precisava fazer algo muito importante. A partir desse ponto, Marc começa uma busca desenfreada para descobrir quem Lylie é, se Lyse ou Emilie.

O início do livro é extremamente intrigante. Crédule descobre a solução para o caso em um jornal que foi publicado há 18 anos, mas não sabemos o que estava escrito naquela matéria e isso nos deixa extremamente ansiosos para solucionar o caso. A princípio, devorei o livro, mas, chegou um momento, que a narrativa tornou-se enrolada. Vejam, não é que eu não tenha gostado do livro, eu gostei, apenas me decepcionei com a velocidade que a narrativa teve. Chegou um momento, que tínhamos coisas que poderiam ser dispensadas, pois elas não nos levariam à solução do caso.

Lylie é uma personagem que esta extremamente preocupada em descobrir quem é – e eu também estaria em seu lugar – entretanto, a culpa disso é dos avós, ou melhor, dos avós que perderam a guarda, pois sentem necessidade de provar que ela é neta deles. Marc é um amor de pessoa, mas extremamente medroso. E Crédule não me transmitiu segurança sobre o que fazia em nenhum momento.

Devo confessar que havia solucionado o caso pouco depois da metade do livro, simplesmente, achei que só poderia ser aquilo e estava certa. Apesar da solução antecipada, de minha parte, a leitura ainda foi bacana, pois soube como aconteceu. Enfim, recomendo o livro, só falo para não ir com muita sede ao pote.

Informações adicionais:
Título: O Voo da Libélula
Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Classificação:  
Onde Comprar: Saraiva

Esse post participa do TOP Comentarista de Setembro
(clique na imagem abaixo para maiores informações)

19 comentários:

  1. Oi Bru, a premissa desse livro é muito interessante. Os seus dois primeiros parágrafos passaram uma certa curiosidade. Eu imagino a sua ansiedade para finalmente descobrir a solução do caso, aliás, pude conviver com ela, rs. É muito ruim quando o começo do livro é uma loucura e depois se torna arrastado. Que bom que o seu descobrimento não atrapalhou na leitura. Amei a resenha!
    Beijos - Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tha,
      Sim a premissa tinha tudo para dar certo e até deu, até certo ponto.
      Fico muito feliz que tenha gostado.
      Beijos

      Excluir
  2. Oii Bruna

    Achei a história bastante intrigante, mas realmente muitos desses livros chegam num ponto onde parece que a narrativa diminui de ritmo, estanca, nao sei porquê. Por enquanto não seria um livro que eu tenha um interessante grande em ler, ams quem sabe mais adiante...

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice,
      A história é, de fato, bastante intrigante, mas é exatamente isso a narrativa perde o ritmo e, com isso, ficamos: Oi?
      Acho que você iria gostar - porque é um bom livro.
      Beijos

      Excluir
  3. Adorei sua resenha e já quero o livro, eu nunca consigo desvendar os mistérios que os livros tem e as vezes quando tento acabo errando kkkkkk
    Vou colocar na lista de próximas compras espero não me decepcionar.
    Beijos.
    estantedoluiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz,
      Fico feliz que tenha gostado e se interessado em ler.
      Sou boa em desvendar mistérios e fiquei, particularmente, feliz com esse.
      Beijos

      Excluir
  4. Oiii Bru, tudo bem??? Eu já li o livro e acabei não curtindo muito :( Mas acho que a culpa foi um pouco das expectativas também :(
    Também achei a leitura arrastada. O próprio detetive fala isso uma hora, que ele está demorando para narrar os acontecimentos :P
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Gih, tudo e você?
      Muito ruim você não ter curtido.
      Quando comecei não criei expectativas, mas foi impossível não desenvolvê-la após a leitura das primeiras páginas.
      Sim, isso me incomodou também haha.
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Bruna, a premissa é muito interessante, deve deixar mesmo os leitores curiosos. Vou esperar o filme, ou talvez leia antes
    Beijoos
    http://os-jovens-leitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cleyvison,
      É sim, eu fiquei curiosa.
      Vai ter filme? :o
      Beijos

      Excluir
  6. Oi, Bru! Me interessei por esse livro desde que lançou, mas não sei porque até agora não me animei a comprar ele. Acho que não iria conseguir solucionar o caso não, eu sou uma lerdeza pra essas coisas, sempre fico na dúvida, hahahah.

    Beijos,
    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina,
      Eu também achava que era, mas aí comecei a ver como era a única solução plausível :/
      Espero que você leia e curta a leitura :)
      Beijos

      Excluir
  7. Oi ...
    O livro parece ser bem interessante , mas pelo que você disse poderia ter algumas páginas á menos para descontar a enrolação .
    Mas mesmo assim fiquei interessada ... Acho que vou comprar meu exemplar :)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Bruna!!!
    Adorei a história, muito bacana! Quero muito ler esse livro, tomara que seja em breve.
    Abraços.

    http://www.oraculodeelfos.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi...
    O livro parece ser bem interessante , mas pelo que você disse poderia ter algumas páginas á menos para descontar a enrolação .
    Mas mesmo assim fiquei interessada ... Acho que vou comprar meu exemplar :)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi! Já ouvi falar muito nesse livro. Acredito que mesmo que a história seja intrigante, como mencionado, acaba perdendo o ritmo em determinado momento... Por isso não sei se leria no momento. Aliás, minha lista está cada vez mais gigante.

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da premissa mas desanimei quando você disse que tem muita enrolação.
    Achei a capa bem bonita... Eu gosto de azul então...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. É um livro que eu leria. A história me atraiu bastante, isso de não saber quem é quem e não ter como saber.
    Uma pene o autor ter se enrolado um pouco como desenvolvimento.

    ResponderExcluir
  13. só não entendi porque o descobrimento da identidade da bebê ocasionaria mortes. fiquei com vontade de saber o que há por trás disso tudo e porquê tanto medo de isso ser descoberto.
    os acontecimentos são bem intrigantes e com certeza faz qualquer leitor ter vontade de descobrir a resoposta de suas perguntas. [pq lendo a sinopse e a resenha, surge muitas].
    fiquei com muita vontade de conhecer mais da obra.

    beijos

    ResponderExcluir