segunda-feira, 21 de setembro de 2015

O Menino de Vestido - David Walliams

A vida de Dennis não é nenhum mar de rosas - ele foi abandonado pela mãe, não se entende com o irmão, o pai está deprimido e, para piorar, há uma regra em casa que proíbe abraços. Só duas coisas o fazem feliz - jogar futebol e olhar vestidos bonitos. Ele é o atacante do time do colégio e adora a revista Vogue. Durante uma detenção, Dennis conhece Lisa, a menina mais bonita da escola e que também se interessa por moda. Os dois se tornam amigos e passam a se encontrar na casa dela. Até que um dia ela o convence a pôr um vestido e ir à aula fingindo ser uma aluna de intercâmbio. É nesse momento que a vida chata e comum de Dennis se transforma em algo extraordinário.


Dennis, de 12 anos, era um menino que possuía uma vida comum, em uma casa comum, em uma rua e cidade comuns e morava com seu pai e seu irmão, John, que é dois anos mais velho. Sua mãe, foi embora há um ano e o pai queimou tudo o que tinha em casa. Dennis conseguiu apenas salvar uma foto, de quando era criança, ele estava com sua mãe – que usava um lindo vestido amarelo – e com seu irmão.

“Dennis era diferente.Quando se olhava no espelho, ele via um menino de doze anos comum. Mas Dennis se sentia diferente. Seus pensamentos eram cheios de cor e poesia, apesar de sua vida ser muito chata.”

O pai ficou extremamente triste com a partida da mãe e se tornou gélido e ausente. Dennis vivia muito bem assim, ele tinha uma rotina e se adaptava muito bem a ela. Entretanto, um belo dia enquanto estava na banca de jornal do Raj – um homem que sempre tem uma promoção na ponta da língua – ele vê a revista da Vogue, aquela capa é linda – uma mulher usando um vestido amarelo que lhe lembra da mãe – e, sem pensar muito, ele compra a revista, mas, para disfarçar compra outra de jogo e um cartão, alegando que aquela revista é de presente.

“A maioria das crianças é doida para crescer logo, mas Dennis sentia falta de ser pequeno e ficar no colo da mãe.”

A partir desse dia a vida de Dennis fica mais colorida. Sempre que possível, ele pega sua revista para ver e admirar aquelas lindas roupas – ele não se importa muito com a leitura. Mas, como nem tudo são flores, seu pai descobre a revista e vira uma fera. Seu irmão começa a fazer piada e Dennis se torna uma pessoa muito triste.

Ele não tem culpa de adorar roupas femininas, ele ama jogar futebol, mas ele ama vestidos, por que isso faz com que as pessoas (seu pai e irmão) o tratem de forma diferente? A vida dele volta a ter cor quando ele conhece Lisa a menina mais bonita e estilosa do colégio que, por uma ironia do destino, gosta de desenhar vestidos e possui uma infinita coleção de revistas Vogue. E é com ela que ele descobre um mundo mais colorido e feliz.

Ainda não havia lido nada do autor, David Walliams, mas a premissa desse livro chamou minha atenção. Adorei a forma como ele abordou esse tema – o preconceito de que meninos devem se vestir como meninos – com uma delicadeza sem tamanho. Acredito que esse livro deveria ser leitura obrigatória em escolas, pois o tema é tão bem trabalhado que todos os tabus são deixados de lado.

“- Não é nada legal. Coça demais! Mas acho que seria um saco se todos fôssemos iguais, não acha?- Seria sim, com certeza – disse Dennis sorrindo.”

A narrativa, em terceira pessoa, não nos afasta dos personagens e seus sentimentos – como normalmente acontece. Me senti muito próxima de Dennis e vivi suas dores e alegrias. Além disso, consegui dar boas risadas com o livro e aprendi demais, principalmente, que eu devo seguir meus sonhos, seja ele qual for. Leitura mais do que recomendada.

“Pequenas diferenças que apenas destacavam a semelhança de tudo.”

Informações adicionais:
Título: O Menino de Vestido
Autor: David Walliams
Editora: Intrínseca
Páginas: 192
Classificação: 
Onde Comprar: Saraiva

Esse post participa do TOP Comentarista de Setembro
(clique na imagem abaixo para maiores informações)

11 comentários:

  1. Adorei sua opinião sobre o livro. E concordo com você quando diz "Acredito que esse livro deveria ser leitura obrigatória em escolas, pois o tema é tão bem trabalhado que todos os tabus são deixados de lado." Espero poder ler esse livro algum dia.
    Beijos.
    estantedoluiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz,
      Fico feliz que tenha gostado.
      Eu amei esse livro. Espero que curta a leitura.
      Beijos

      Excluir
  2. Olá Bruna, adorei a resenha e não conhecia este livro, mas me despertou bastante interesse.
    Sem dizer que a capa é uma graça.

    Beijos e uma ótima semana.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, adorei ler sobre esse livro, não o conhecia e sinceramente se o visse por ai não me chamaria a atenção, mas sua resenha (que aliás está incrível) me deu uma visão totalmente cativante do livro, adoraria que existisse esse tipo de livro -como obrigatório -quando estive na escola, talvez hoje teríamos adultos melhores.

    Beijos
    Dani Cruz
    blog-emcomum.blogspot.com.br
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
  4. Olá minha querida,
    Sua resenha está brilhante, tão linda, tão bem feita. Parabéns! ♥
    Ai Bru, fiquei imaginando a história. Dennis comprando a revista, Dennis ouvindo piadas, Dennis conhecendo a menina.
    Acho que Dennis é muito legal, um personagem legal. Daqueles que você quer ter por perto como amigo.
    E o que é melhor que dar risadas com livros? Isso é tão bom, eu aprecio muito. Rir e ainda por cima aprender alguma coisa... Nossa! Acho que eu vou amar esse livro, já estou sentindo isso.

    Beijão - Tão doce e tão amarga.


    ResponderExcluir
  5. Olá Bru!
    Amei a sua resenha, você escrevi super bem, e amei a sua opinião. eu não conhecia esse livro, mas foi muito bom poder ter um contato com ele através da sua resenha. A história parece ser super envolvente. Vou ver se consigo ler ele ainda esse ano.
    Beijos, Karol
    sonhosdetodagarotinha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    hahahah não conhecia o livro, mas achei muito fofo!!!

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Gostei demais da premissa. Livros que nos mostram como é tolice termos alguns certos preconceitos que estão enraizados pelo sociedade, me cativam muito. E parece ser um leitura bem leve, apesar de toda craga de reflexão, o que é mais um ponto positivo em favor do livro.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha do livro. Não é porque um menino gosta de bonecas e vestidos que ele é gay. Uma temática atual e interessante.
    Obrigado pela visita ao meu blog, estarei sempre por aqui agora.

    http://www.jj-jovemjornalista.com/

    ResponderExcluir
  9. Oie ...
    Adorei sua resenha !
    O livro parece ser bem bacana e a leitura leve é ideal de se ter na estante para alternar com livros mais densos .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. aiii que delícia da minha infância, quando descobria as coisas pelos livros!
    com certeza a leitura de livros assim deveriam ser obrigatórios em escolas, pq uma pessoa aprende muito mais em livros do que por qualquer outro meio.
    livros tbm educam, ás vezes muito melhores do que pessoas que convivem com a criança. por falta de experiencia do adulto ou pela ausencia deles.
    ainda nao li o livro, mas pelo que deu para ver, eu gostei!

    beijos

    ResponderExcluir