sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Filho das Sombras - Juliet Marillier


Filho das Sombras narra a história da jovem Liadan, que, tal como a sua mãe, Sorcha, herdou a habilidade de falar com os espíritos da floresta, os quais lhe segredam que ela deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quiser que as ilhas Sagradas sejam retomadas dos bretões.
A Irlanda está numa avassaladora guerra, onde um misterioso homem é temido e reconhecido como um mercenário feroz. E, assim como sua mãe no passado, ela acaba por ser capturada e sente-se cada vez mais atraída pelo ser das sombras, apesar de saber da maldição da profecia que Seres da Floresta lhe preveniram...


Primeiramente, gostaria de dizer que essa resenha pode ser lida, pois não contém spoilers do livro antecessor. Filho das Sombras é narrado sob a perspectiva de Liadan, uma das filhas de Sorcha, nossa personagem de Filha da Floresta.

Liadan, assim como a mãe, herdou o dom de falar e ver os Seres da Floresta. Liadan tem um irmão gêmeo, Sean, e, assim como sua mãe Sorcha e o irmão Finbar, eles conseguem se comunicar por pensamentos, além de Sean, Niamh também é irmã de Liadan que, ao contrário da irmã, é alta com cabelos cor de cobre, linda e desejada por todos.

Por Niamh ser a mais velha, será ela quem irá casar com Eamonn, um homem bonito, rico e influente que trará muitos benefícios para Sevenwaters e seu tio Liam – que nunca se casou. Parece que tudo tem um cronograma correto: Eamonn se casará com Niamh, Sean com Aisling (irmã de Eamonn) e um homem aparecerá para ficar com Liadan, ou ela ficará sozinha em Sevenwaters, pois não tem objeção alguma em relação a isso.

Claro que nada seguiria o previsto e, quando Conor, um sábio druída, e irmão de Sorcha está em Sevenwaters para celebrar a mudança de estação avisa a sobrinha que nada do que vir a acontecer é culpa dela, que ela não deve se culpar.

Niamh aparentemente não estava disposta a se casar com Eamonn e acaba fazendo coisas que gera seu casamento com um homem que também dará boas alianças para Sevenwaters e, com isso, ela vai embora. Seu único e último pedido é que Liadan vá com ela até sua nova casa e, então, volte. Na condição em que se encontrava Liadan não podia negar esse pedido e, com isso, traçou seu destino.

“Ela sempre fazia aquilo. Dizia palavras cruéis quando estava com raiva e depois vinha se desculpar. Niamh era como um dia de outono, cheio de surpresas. Sol e chuva, tudo ao mesmo tempo. Mesmo quando dizia palavras ásperas ninguém conseguia ficar zangado, pois não havia maldade nelas.”

Enquanto estava voltando, Liadan sofre um atentado e vira prisioneira de um grupo muito perigoso. A partir daí, muitas coisas acontecem. E os Seres da Floresta pedem para que ela prometa que não saíra de Sevenwaters, pois só assim eles poderão recuperar as ilhas.

“- Cuidado. Se os Seres da Floresta ouvirem o que você está dizendo, podem acabar querendo interferir em sua vida. Basta ver o que aconteceu com mamãe. Ela teve a escolha de se aventurar, mas foi somente por sua coragem, e a de papai, que conseguiu sair viva. É preciso ter muita força para sobreviver aos jogos dos Seres da Floresta. (...)”

Tinha um amor declarado à Filha da Floresta, mas Filho das Sombras é mil vezes melhor, em minha opinião. A autora conseguiu nos deixar extremamente entretidos e envolvidos. Devorei esse livro em poucos dias, chorei muito com ele e sofri com a Liadan que é ainda mais forte que a mãe.

Liadan é extremamente forte, uma menina com dons poderosos, que vê muito além daquilo que as outras pessoas veem. Ela é extremamente ligada ao pai e a mãe e o amor que ela sente por eles é muito grande. Seu irmão, Sean, também é como um porto-seguro para ela, apesar de não aparecer muito na história. E Niamh, bem, tenho algumas ressalvas em relação a essa personagem, a achei mimada, mas, com o tempo, pude entender tudo o que se passava em sua mente e coração e aprendi a gostar muito da personagem.

Também temos O Homem Pintado, o Chefe do grupo que sequestrou Liadan, um homem sofrido que parece guardar uma amargura muito grande em seu ser. Apesar de eu ter descoberto muito antes a identidade, foi muito difícil ler o como e porquê ele se tornou aquela pessoa, mas a autora fez isso com maestria.

As perdas que ocorreram nesse livro foram feitas com maturidade e, mesmo tendo deixado meu coração em pedaços, soube aceitar que era aquele momento e que aquilo só tornava o personagem ainda mais forte.

Sobre o final: Eu amei, não poderia ter sido melhor. A Juliet sabe trabalhar muito bem os sentimentos dos leitores, nos aproxima demais da história e nos faz querer mais e mais. Acho que o que mais me fez amar esse livro foi ter visto muito de mim na Liadan, ela fez as escolhas que eu teria feito em seu lugar e é uma personagem incrível.

“- Pois você deveria se preocupar – eu disse, agora em voz mais calma. – Morrer sem conhecer a si mesmo é a pior coisa que pode acontecer.”

Não posso mais falar nada sobre o livro sem das spoilers, só peço uma coisa: deem uma oportunidade para essa série, ela merece e muito.

Informações adicionais:
Título: Filho das Sombras
Autora: Juliet Marillier
Série: Sevenwaters #2
Editora: Butterfly Editora
Páginas: 615
Classificação: 
Onde Comprar: Loja da Editora

Cedido em parceria com a Editora

Esse post participa do TOP Comentarista de Setembro
(clique na imagem abaixo para maiores informações)

11 comentários:

  1. Oi Bru,
    A cada dia que passo vejo suas resenhas ficarem cada vez mais bem escritas, parabéns! ♥
    Algumas vezes eu nem quero ler o livro, mas a forma com que tu narra a história me faz pensar o contrário.
    Lembro de ter gostado da resenha do outro livro também.
    Beijos, Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tha,
      Receber um comentário seu assim me torna a pessoa mais feliz do mundo.
      Fico feliz que tenha se interessado pelo livro, eu o amei.
      Beijos ♥

      Excluir
  2. Olá Bruna,

    Adorei a sua resenha e só leio comentários positivos dessa série, já está na minha lista de desejados, agora só falta o money...kkk...bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco,
      Fico feliz que tenha gostado. Espero que curta a leitura.
      Sim, o money está difícil haha.
      Beijos

      Excluir
  3. Ótima resenha, gostei mesmo!
    Mas fiquei muito confuso com os personagens, são tantos e com nomes tão estranhos hahahahah
    No livro também é assim?
    Beijos!
    estantedoluiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. O universo fantástico é algo fascinante, os autores estão construindo histórias muito legais e essa série não é diferente, a autora está de parabéns!!!
    O único problema é a questão dos nomes que acaba sendo um pouco confuso mesmo, devido a quantidade de personagens!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi ...
    Ainda nem li o primeiro livro , mas a forma que você fala dessa série é muito entusiasmadora ! Dá vontade de ter os livros em mãos e começar logo a leitura .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho o marcador desse livro e há muito tempo atrás fui procurar sobre ele, o coloquei na minha wishlist e acabei me esquecendo. Sua resenha ficou fantástica, confesso que quando eu tinha procurado não tinha achado muito interessante, mas suas palavras mudaram meu ponto de vista sobre o livro e agora eu estou SUPER afim de ler ele. Adorei a ambientação e ainda mais os nomes diferentes, com certeza vou procurar mais sobre essa autora.

    ResponderExcluir
  7. Que resenha maravilhosa e bem escrita. Não li o primeiro livro, mas só pelo seu entusiasmo, fiquei com vontade de ler todos kkk. Vou adicionar a minha estante. Beijos

    Mergulhares | BLOG

    ResponderExcluir
  8. Que resenha bem escrita! Você discorreu tão bem sobre o livro que não tem como não ficar com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  9. hmmmm, vi esse livro numa postagem antiga que tem aqui no blog, na meta de leitura, e ele não me chamou a atenção como me chamou agora na resenha.
    adorei isso de poder ver os seres da floresta e poderem se comunicar através de pensamentos! a história deve ser bem gostosa de ser lida. só que eu fiquei muito perdida ao decorrer da resenha!!! é muita informação pra uma leitura só! uhuahuahauah imagina no livro? ahauhau só q mesmo assim fiquei curiosa para conhecer a obra!
    fico feliz q sua experiencia com o livro tenha sido boa.

    bjs

    ResponderExcluir