quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Um pouco de literatura nacional #16

Olá, leitores!

Vamos às indicações da quinzena!

O Encantador de Flechas, Renan Carvalho


Imersa em uma ditadura ideológica, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que usa os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir os direitos da população. Do outro, um governo tirano, com soldados especialistas em aniquilar magos, nome vulgar dado aos praticantes de tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, um garoto prestes a se formar na escola e não sabe qual futuro pode ter em uma cidade como Acigam. Após o envolvimento dos membros de sua família na rebelião, ele percebe que também está fadado a participar da guerra e vive uma aventura alucinante para descobrir mais sobre a misteriosa ciência que permite encantar objetos com a energia dos elementos. Leran deverá conciliar suas preocupações com a irmã mais nova, a recente vida amorosa e o medo de ser capturado pelos terríveis silenciadores.


O Arroz de Palma, Francisco Azevedo

Romance que trata da imigração portuguesa para o Brasil no século XX, este livro narra a saga de uma família em busca de um futuro melhor, superando todas as dificuldades. Nos cem anos acompanhados da vida desta família, irmãos brigam e fazem as pazes. Uns casam e são felizes; outros se separam. Os filhos ora preocupam, ora dão satisfação. Tudo sempre acompanhado pelo arroz jogado no casamento dos patriarcas da família, em 1908, e que serve de fio condutor a esta história.







O Único Final Feliz é um Acidente, João Paulo Cuenca



Este romance se passa em um futuro próximo na cidade de Tóquio e é centrado na figura de Shunsuke Okuda, um jovem funcionário de uma multinacional. Conquistador inveterado, ele cria uma identidade para cada namorada que conhece nos bares do distrito de Kabukicho. Porém, sua rotina é abalada pelo aparecimento de Iulana, uma garçonete por quem fica obcecado. Iulana é apaixonada por uma dançarina e mal fala japonês, mas nada disso impede que os dois mergulhem numa relação conturbada. O maior problema, contudo, é que estão sendo observados. O pai de Shunsuke, sr. Okuda, paira sobre o livro como uma figura onipresente e maligna que parece querer destruir qualquer chance de felicidade do filho. Operando um complexo sistema de espionagem, Okuda grava os passos de Shunsuke, e poderá pôr em perigo a vida do casal.


Gostaram de algum?
Beijos!

5 comentários:

  1. boas dicas, ainda não conhecia os livros citados!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olha só, vc tbm esteve na Bienal de sp? Eu também estava por lá, pena que a gente não se conheceu. Eu simplesmente amei conhecer todos os autores nacionais, até porque tirei várias fotos e também trouxe todos os meus livros autografados pra casa. Estou feliz da vida e lendo principalmente o livro da Lú Piras agora que fez uma dedicatória maravilhosa no meu livro. É uma fofa né?

    Agora mudando de assunto e comentando sobre a sua postagem, eu adorei suas dicas de livros. Eu já conhecia o primeiro, mas os dois ultimos não.
    Eu gostei do ultimo livro. Me chamou mais atenção pelo romance se passar no japao e tudo mais. Interessante. =]

    Parabens pela sua postagem linda
    Se cuida e fica com Deus
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gentemmm que lindo, o que mais me chamou a atenção foi o segundo, já tô querendo ler, parece muito bom!!

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    "O Encantador de Flechas" e "O Único Final Feliz é um Acidente" tem uma sinopse muito legal.
    Beijos
    Tão doce e tão amarga.



    ResponderExcluir
  5. Olá

    Não conhecia O Único Final Feliz é um Acidente e achei a capa muito bonitinha. Quero muito poder ler O Encantador de Flechas, parece ser incrível. Sem falar que segundo o autor, o livro tem uma pegada de mangá então acho que vou adorar haha

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir