sábado, 12 de julho de 2014

Novos Autores #09

Olá leitores,

Como de praxe, trago à vocês mais um autor nacional. O autor da quinzena é o José Aparecido autor dos livros O Homem que Amava Livros e Homens e Lupi, Um Gatinho Especial, não vou me prolongar na introdução e vamos direto à pequena entrevista:

1. Nome:

- José Aparecido Ferreira

2. Como eram/são seus hábitos com a leitura?

- Sempre gostei muito de ler. Na verdade me apaixonei pela leitura na primeira série quando lia e relia inúmeras vezes os pequenos textos da minha cartilha. Depois, nos anos finais do ensino fundamental comecei me interessar por obras de escritores como Guimarães Rosa e Graciliano Ramos, por exemplo.

3. Quando você decidiu que escreveria um livro? Por quê?

- Decidi escrever um livro incentivado por Gisleide Castelo Mateus, uma grande professora que tive quando iniciei minha faculdade de Licenciatura em Letras na UNICID, em São Paulo, no ano de 2008. Ela sempre elogiava meus escritos e foi minha grande incentivadora na ocasião.

4. Eu li em sua página no skoob que seu interesse não é lucrar com os livros, mas sim, levar a leitura a conhecimento das pessoas. Você acha o nosso país fraco nesse quesito?

- Não. Percebo que muitas pessoas gostam de ler, porém às vezes o custo de um livro é o que acaba impedindo muita gente de comprar um que sente vontade de ler. Por esse motivo, como professor decidi disponibilizar gratuitamente minhas publicações. Estou tentando fazer minha parte como cidadão consciente.

5. O que te levou a escrever Lupi, um gatinho especial?

- Bem, "Lupi, um gatinho especial" surgiu primeiramente do amor que tenho pelas crianças e também pelos animais de estimação, especialmente pelos gatos. O fato de eu ter adotado uma gata que vivia na portaria de uma empresa que trabalhei também me influenciou muito a escrever esse livro. 

6. Você acha que os homossexuais são julgados? Por isso escreveu sua autobiografia?

- Acredito que uma grande parcela dos homossexuais são descriminados devido atitudes comportamentais desnecessárias o que faz com que a sociedade rotule o grupo como um todo. Graças a Deus nunca me senti gravemente descriminado. Acredito que com o respeito com o qual procuro tratar as pessoas com as quais convivo e convivi consegui adquirir o respeito por parte delas também. Na escola em que leciono atualmente por exemplo, todos sabem da minha sexualidade, desde a direção aos alunos, e me sinto muito amado e respeitado por todos. Quis apenas relatar minha experiência de vida para mostrar que são devemos ser rotulados perante a sociedade, pois as pessoas não tem obrigação de nos aceitar, porém tem o dever de nos respeitar.

7. Como você se vê daqui 10 anos?

- Me vejo lecionando, pois amo minha profissão. Escrevendo e publicando novas histórias. Tenho algumas que já estão prontas e aos poucos pretendo publicá-las da mesma maneira que tenho feito. Em breve, dentro de alguns dias, estarei publicando e disponibilizado através do meu blog meu terceiro livro.

8. Conte-nos seu maior sonho...

- Meu maior sonho é ver minhas histórias alcançarem um grande número de leitores e que elas possam tocar seus corações.

Como o autor tem duas obras, escolhi citar apenas uma O Homem que Amava Livros e Homens:

Esse livro é uma autobiografia onde relato minhas experiências de vida e o difícil momento em que aos 25 anos de idade, em 1999, me divorciei após três anos de casamento para assumir minha homossexualidade perante meus familiares, meu filho e amigos. Relato meu amor pela leitura desde a infância, como conquistei o respeito das pessoas que convivem e conviveram comigo após me assumir homossexual e o empenho que tive para realizar meu sonho profissional. Meus relacionamentos são descritos numa linguagem simples e objetiva, podendo ser lido por pessoas de qualquer faixa etária sem a preocupação em deparar-se com situações constrangedoras. Espero que as famílias que tenham um homossexual em seu seio, a partir da leitura dessa obra, consigam compreender melhor essa condição e estreitar ainda mais seus laços afetivos. 


Gostaram da entrevista? Leriam seu livro?

Caso tenham gostado, não deixem de comentar e seguir o blog do autor clicando aqui.

Beijos

12 comentários:

  1. Eu gosto muito de ler respostas assim de novos autores. É sempre bom ter alguém que nos incentive a escrever, talvez seja uma das coisas mais importantes. Espero que o autor realize seus sonhos!
    Beijos - Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thamiris,
      Eu também gosto muito e acho que falta esse incentivo para os novos autores, tem muitas pessoas boas que ficam largadas no mundo e acabam deixando de escrever ou publicar seu livro :(
      Espero que ele seja muito feliz e faça tudo o que mais deseja
      Beijos!

      Excluir
  2. Bruna, parabéns pela entrevista! O autor parece amar o que faz e isso é o que realmente faz a diferença.

    Beijos,
    Sorteio: livro “Hathor”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nina,
      Concordo com você! Amar o que faz é o que realmente faz a diferença.
      E nós, que amamos ler, podemos ajudá-lo também :D
      Beijos

      Excluir
  3. Adorei a mni-entrevista, é sempre bom conhecer novos autores.
    http://www.annacaarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina!
      Fico feliz que tenha gostado.
      Beijos

      Excluir
  4. Achei super legal a entrevista, e é sempre bom conhecer novos autores ainda mais pra quem é apaixonada por livros como eu.

    http://diariodeumajujubaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jujubs,
      Fico muito feliz que tenha gostado!
      Espero ler o livro dele em breve.
      Beijos

      Excluir
    2. Oi Bruna,
      É sempre bom conhecer novos autores, gostei muito da entrevista.
      Vou pesquisar um pouco sobre esse livro, quem sabe vai pra minha lista de leitura.
      Parabéns pela postagem!
      Bjos

      Excluir
    3. Oi Francine!
      Fico muito feliz que tenha gostado.
      Pesquise, esse autor é um fofo :)
      Beijos

      Excluir
  5. Uau. Amei a entrevista e o assunto é mesmo um pouco pesado e acho que sim, eu leria os livros dele. Autores nacionais arrebentando fronteiras!

    http://omundosecretodavick.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vick!
      Fico muito feliz que tenha gostado :)
      Espero ler esses livros em breve.
      Beijos

      Excluir