quinta-feira, 12 de junho de 2014

Simplesmente Ana

Simplesmente, Eu.

“- Sempre ouvi dizer que saudade é uma palavra exclusiva da língua portuguesa. Quando dizemos que estamos com saudade, significa que sentimos uma falta tão imensa de alguém que a dor queima no peito. É como se a alma ficasse meio perdida sem a proximidade das pessoas de quem temos saudade.”

Fazia muito tempo que eu não pegava um livro e pensava: Minha nossa! Sou eu descrita nesse livro, dos pés a cabeça. E isso aconteceu com Simplesmente Ana, na verdade, não aconteceu totalmente, porque há coisas na Ana que não são compatíveis comigo, mas o ponto central dela, o que ela sente em relação a uma pessoa é um milhão de vezes a Bruna rs. 

Ana era uma garota normal, estudante de Direito da PUC de Minas Gerais, tinha uma mãe muito legal, uma avó fantástica, uma melhor amiga que é maravilhosa e uma paixão pelo Artur, um menino muito fofo que também gostava dela e, minha nossa!, eles estavam engatando um namoro. Tudo na vida de Ana era normal. Era.

Ana sempre foi acostumada com a ideia de que o pai abandonara sua mãe quando descobrira sobre a gravidez e parara de pensar nele, ela estava adaptada à ideia de ter uma mãe e não um pai, de ter avós compreensivos e conseguia conviver com isso sem problema algum. Até que um dia, ao entrar em seu perfil no Facebook há uma mensagem, em inglês: “Desculpe, mas acho que sou seu pai.”. Sim, isso é muito estranho e, sim, a Ana pensou nas consequências, mas, mesmo assim, foi encontra-lo e não é que ele era igualzinho a ela? E o pior ele é o Rei da Krósvia.

Sua mãe, Olívia, ficou em choque quando descobriu que Andrej, pai de Ana, havia reaparecido e eles tiveram uma enorme discussão, mas não restava dúvida, Ana era filha de Andrej e, por consequência, princesa da Krósvia. E seu pai não havia abandonado sua mãe, ao contrário ela fugira dele por medo de ser tachada como interessera. Sua primeira vontade foi levar Ana para Krósvia, para passar um tempo com ela e para que ela pudesse conhecer a sua outra família, mas não seria fácil. Ana tinha laços em Minas Gerais, amigos, família, estudos e até um potencial namorado, mas, acredito que sua curiosidade falou mais alto e ela foi para Krósvia.

“- Não seja dramática. Você tem que ir porque é a outra metade da sua história. Ser mineira, de BH, estudante de Direito e apaixonada pelo abestalhado do Artur é fácil. Você tira de letra. Só que não é só isso e você precisa descobrir como é ser de outro jeito, mesmo que depois prefira a forma antiga.”

Ana trancou seu curso de Direito, arrumou suas malas e rumou para uma viagem de 6 meses na Krósvia. Seu pai já havia adiantado que fora casado com Elena, uma linda e maravilhosa mulher que falecera por conta de câncer, e que tinha um enteado, Alexander. Irina, assistente pessoal de Andrej, preparou tudo para a chegada de Ana. O lugar era fascinante, o castelo era a coisa mais linda do mundo e eles estavam dando seu melhor para que ela se sentisse em casa. O cansaço era tanto que Ana não prestou atenção no caminho até o quarto e, quando ficou sozinha, dormiu um sono profundo. Ao acordar, arrumou-se e tentou encontrar o caminho para a sala de jantar, mas não conseguia e acabou parando em uma enorme biblioteca onde fora encontrada pelo sexy Alexander.

Alexander era fascinante e deixava Ana louca. Desde aquele momento ele ficava em seus pensamentos mais profundos, mesmo que ele fizesse de tudo para demonstrar que não aceitava a chegada de Ana. Sempre que podia ele soltava alguma piada ou algo do gênero. Mas, um ele tinha namorada e ela tinha Nome de Cachorro (Laika) e, sim, esse passou a ser a forma carinhosa como Ana a chamava, e, dois ele era praticamente seu irmão, mesmo que Ana não quisesse.

“Desviei o olhar, desejando nunca ter visto Alexander na minha vida. Por que a existência dele tinha que mexer tanto com a minha? Não acreditava que estivesse apaixonada por ele. Não ainda. Mas havia alguma coisa, uma conexão, caso contrário eu não ficaria tão abalada cada vez que o visse. E nem sentiria tanto ciúme por causa da Laika.”

Laika ficava doente de ciúmes e Ana não sabia mais o que fazer. Decidiu se afastar, mas essa não era uma tarefa fácil. Decidiu dedicar-se às meninas de um orfanato e sentiu uma pessoa melhor. Mas o sentimento pelo Alex estava lá, sempre esteve...

É claro, querido leitor, que a história se desenrola numa trama muitíssimo interessante, mas não me cabe soltar spoilers sobre o que acontece. A Marina Carvalho escreveu uma história digna de grandes prêmios. A leitura flui de uma forma muito fácil e você sente que a Ana esta conversando com você, você consegue sentir o que a Ana sente e se coloca no lugar dela sobre o que você faria e vê que, quase com certeza, você faria o mesmo.

Gostaria de deixar meu sincero parabéns à autora Marina Carvalho pelo belo trabalho feito e espero, de coração, que mais livros fascinantes cheguem as minhas mãos de sua autoria!

Informações adicionais:
Título: Simplesmente Ana
Autora: Marina Carvalho
Editora: Novas Páginas
Páginas: 304
Nota da Leitora: 5 estrelas/ favorito

20 comentários:

  1. Esse parece ser um livro bem legal mesmo, muito gostoso de ler. Espero ter a oportunidade de fazê-lo o quanto antes ;)
    Bjs
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Monique,
      Leia, vale muito à pena.
      Beijos

      Excluir
  2. Eu estou curiosa com relação ao trabalho dessa autora, muito mesmo.
    O livro parece ser divertido e bacana de ler.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito gostoso de ler Inês.
      Já estou com vontade de reler.
      Beijos

      Excluir
  3. Estou separando um mês só para livros nacionais e Simplesmente Ana está na lista. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Gabriel.
      Virei fã de carteirinha dessa autora ♥
      Beijos

      Excluir
  4. Li sua resenha e parabéns! Já tinha ouvido falar sobre esse livro e depois de ler sua resenha deu mais vontade ainda de ler! Fico encantada só por ter meu nome hahahaha <3

    Ana,
    http://contos-de-duas-doidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, obrigada Ana *-*
      Leia, esse livro é, simplesmente, demais rsrs.
      Beijos

      Excluir
  5. Esse livro me pareceu ótimo *0*
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é.
      Fico até emocionada de falar dele *-*

      Excluir
  6. Ele livro deve ser PERFEITO meu Deus, eu quero lê MUITO ele é P-E-R-F-E-I-T-O !!!
    Vou comprar hoje mesmo kkk
    Beijos

    http://nuvensdelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Show, tem tanto livro nacional bom mas que não são tão reconhecidos, eu adorei o enredo e me encantei com sua resenha. Já curiosa para ler!
    Obrigada pela visita lá no blog, estou seguindo.
    Beijoos

    http://coisasdajuuh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana,
      Concordo com você. São tantos livros bons e tão pouco reconhecimento.
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos :)

      Excluir
  8. Já li esse livro e adorei.
    Parabéns pela sua resenha .
    http://rainhadosobrenatural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tamires,
      Fico feliz que tenha gostado.
      Vai sair continuação lol - hoje terá um post sobre isso.
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos

      Excluir
  9. Oii, eu conheci a autora do livro mas ainda não tive chance em ler o livro, é muita vontade, li muitas resenhas por ai e realmente são ótimas e a sua é claro tbm haha
    Parabéns pelo lindo blog :3 Beijos - Doce Literário (visita?) <3
    http://doceliterario.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda,
      Assim que possível, leia. Vale muito à pena.
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos

      Excluir
  10. Olá, amei sua resenha! :D
    Esse é um dos livros que eu quero muuito ler, já faz um tempão, mas ainda não li! hahaha Mas estou quase certa de que vou gostar da história, ´parece ser incrível.
    Beijos, Lerissa.
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lerissa,
      Obrigada pelo carinho.
      O livro é ótimo.
      Vale muito à pena.
      Beijos

      Excluir