quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

A Menina que Roubava Livros

Tristemente Emocionante

Primeiramente, é valido confessar que tenho este livro desde 2009 e nunca consegui lê-lo até o presente momento.


"Como a maioria dos sofrimentos, esse começou com uma aparente felicidade."

"A Menina que Roubava Livros", contada na perspectiva da morte, nos trás a história de Liesel Meminger, na época de Adolf Hitler.

"Admito - fiquei interessada - na menina. Fui vencida pela curiosidade e me resignei a ficar o tempo que meu horário permitisse, e observei."

Liesel sofreu muito - sendo este "muito" pouco, se comparado ao que os judeus sofreram, porém, mesmo assim, é mais sofrimento do que o necessário para uma criança -, perdeu o irmão, Werner, quando estava a caminho de sua nova casa, e sua mãe havia a abandonado.

Seu primeiro livro roubado - O Manual do Coveiro - foi obtido no dia em seu irmão fora enterrado sob a branca neve. Essa era sua única lembrança concreta daquele momento infeliz.

Liesel se viu perdida ao chegar em sua nova casa, em Munique. Hans Hubermann, seu pai adotivo, era o mais próximo de alguém para amar, e seria a pessoa a ensiná-la a ler e a escrever, a livrá-la de todos os pesadelos e amá-la como filha.

Rosa Hubermann, sua mãe adotiva, tinha um coração que não lhe cabia no peito, apesar de falar muitos palavrões. Rudy, melhor amigo de Liesel, era o Jesse Ovens branco. Adorava correr e o que mais pedia a Liesel era um beijo.


"- Saukerl - riu a menina, e ao levantar a mão, soube perfeitamente que, ao mesmo tempo, ela a chamava de Saumensch. Acho que isso é o máximo que as crianças de onze anos podem se aproximar de amar."


No dia 20 de abril - aniversário de Hitler - foi feita uma fogueira com livros impróprios, na praça central. Foi nesse lugar que um livro quente foi roubado por Liesel - sendo esse, seu segundo roubo. 

Liesel começara a se adaptar a sua nova vida. Gostava de seu pai e até de sua mãe, brincava com Rudy, e levava as roupas lavadas e passadas dos clientes de sua mãe, até que tudo mudou. Alguns clientes começaram a reclamar do serviço de lavagem, e, durante uma noite, apareceu um judeu em sua casa: Max Vandenburg.

No início, Liesel ficou receosa de ver Max e não conseguia tornar-se amiga dele, até que tudo deu certo eles se tornaram inseparáveis, praticamente. Após um incidente com os judeus, Hans é convocado para trabalhar em prol do que Hitler desejava e quase morreu. 

Liesel e Rudy tornaram hábito roubar comida e livros da biblioteca do prefeito. Max vai embora e tudo que Liesel tinha perdeu-se após o bombardeio da cidade de Munique, fazendo-a sofrer.

"Quando viajei até Sidney e levei Liesel, finalmente pude fazer uma coisa da qual havia esperado muito tempo. Coloquei-a no caixão e fomas andando pela Avenida Anzac, perto do campo de futebol, e tirei do bolso o livro preto e empoeirado."

Markus Zusak conseguiu criar uma história fascinante e envolvente. Como não se apaixonar por uma história narrada pela Morte?

"Os seres humanos me assombram."

"Odiei as palavras e as amei,
 e espero tê-las usado direito."

Informações Adicionais:
Autor: Markus Zusak
Título: A Menina que Roubava Livros
Editora: Intrínseca
Páginas: 480
Nota da Leitora: 5 estrelas/ favorito 

26 comentários:

  1. Já ouvi falar muito desse livro, gosto do título, sempre quis ler mas nunca encontrei para comprar. Adorei a resenha! *-*

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Fico feliz que tenha gostado da resenha. Esse livro não é muito fácil de ler, mas ele é maravilhoso, leia, vale a pena!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Amo esse livro! Foi um dos melhores que li ano passado, hehe
    Beijo!

    http://livroscomchadastres.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela, eu adorei a narrativa e tudo que tem nele.
      É, simplesmente, fascinante.
      Beijos

      Excluir
  4. Boa resenha! Acho que li o livro no ano que lançou, ou no ano seguinte, não tenho certeza, o que sei é que faz tempo que li. O livro é bom, mas não é meu tipo favorito de livro, talvez por isso eu não o considere excelente, mas certamente é bem escrito.

    Abraços,
    http://fantasticosmundosdepapel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana, o livro trás uma narrativa complexa e a forma como é escrito - do passado ao futuro e de volta ao passado - pode confundir e fazer você precisar ler mais de uma vez o mesmo capítulo ou o parágrafo. Fico feliz que tenha gostado da resenha!
      Beijos

      Excluir
  5. Na época que eu li achei o livro super interessante, mas quando soube que ia ao cinema, resolvi novamente, e notei que o livro era melhor ainda do que eu ainda pensava. O livro tem uma história boa, em um tempo bom, com uma boa leitura. Isso deixa tudo melhor.

    Ótima resenha, muito bem escrita. Como você mesma disse, quem não se encanta com uma história que é narrada pela Morte, né? kkkk


    Beijos
    http://pausaparaum-livro.blogpost.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tamires, fico feliz que tenha gostado. Leria novamente, com certeza.
      Beijos :3

      Excluir
  6. Oi Meninas! Não sei se vocês gostem desses desafios de leitura, e esse também está meio em cima, mas eu indiquei o blog de vocês para o desafio de férias. Vocês não precisam participar se não quiser, mas caso queiram dar uma olhada, o link é este aqui:
    http://fantasticosmundosdepapel.blogspot.com.br/2014/01/desafio-de-ferias.html.
    Espero que gostem.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana,
      Agradecemos a indicação, mas está um pouco em cima.
      Beijos!

      Excluir
  7. Oi Bruna/ Oi Gabrielle,
    Bem esse livro tem conquistado alguns e decepcionado outros, agora com a chegada do filme muitos irão atrás para ler e conferir se irão querer assistir na telinha. Fico feliz que tenha favoritado ele, eu também o tenho a um bom tempo e ainda não li. Agora depois da sua resenha fiquei mais animada.

    Obrigado pelo convite para conhecer o blog no skoob. Venham conhecer o meu também:
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    Bjus Elis!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elis,
      É um livro fascinante que vale MUITO a pena ler, apesar de ser uma leitura difícil.
      Espero que, quando você lê-lo, você goste.
      Beijos

      Excluir
  8. Boa resenha... Mas...
    Isso não seria um spoiler, seria?
    ""Quando viajei até Sidney e levei Liesel, finalmente pude fazer uma coisa da qual havia esperado muito tempo. Coloquei-a no caixão e fomas andando pela Avenida Anzac, perto do campo de futebol, e tirei do bolso o livro preto e empoeirado.""

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José, tudo bem?
      Esse trecho faz parte de um dos últimos capítulos do livro, é um spoiler, mas não muito revela, pois para a chegada disso há diversos motivos e histórias.
      Beijos e obrigada :)

      Excluir
  9. Olá! Tudo bem?
    Eu tenho esse livro já faz algum tempo, mas sempre que começa a ler eu abandonava na metade, mas essa semana estou decidida a terminar, haha.
    Estou gostando bastante, afinal a escrita do Markus é incrível e eu gosto bastante do tema Segunda Guerra Mundial.
    Amei sua resenha e amei seu blog!
    Bjs,
    Kami
    http://gostoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamila, tudo sim e você?
      Eu tive esse problema também, mas na época não era algo como abandonar, comigo sempre acontecia algo que me impedia de ler :(
      Mas, o Markus é incrivel mesmo. Se você gosta do tema, vale a pena ler O Menino do Pijama Listrado e a Lista de Schindler, ambos abordam esse tema, sendo a Lista de Schindler baseado em fatos reais.
      Beijos e obrigada pelo carinho!

      Excluir
  10. Olá, tudo bem?
    Pirei quando vi este post, principalmente porque esse foi um livro incrível que eu tive a honra de realizar a leitura. A escrita do Markus é ótima, muito boa de ser lida!
    Um beijão querida,
    e muito sucesso para o seu blog!
    http://gatos-livros-chocolate.blogspot.com.br/
    ~Agradecida se visitasse~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lara, tudo bem sim e contigo?
      Esse livro é, simplesmente, FASCINANTE, eu amei a forma como o Markus escreve e como ele desenvolveu a trama.
      Beijão
      E obrigada!

      Excluir
  11. Acabei de ler esse livro e adorei. Me emocionei muito, ri muito. Recomendo a leitura. Nunca pensei que a morte teria um senso de humor tão apurado. rsrsrsrs
    Beijos linda. Amei o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paula,
      É verdade, não poderíamos imaginar que a morte seria capaz de tudo o que fez, achei isso fascinante e, depois, quando entende-se como e porque a morte fez isso, é demais.
      Fico feliz que tenha gostado.
      Beijos e muito obrigada pelo carinho!

      Excluir
  12. A resenha só me deixou mais curiosa do que eu já estava para ler o livro!
    Ao que tudo indica tenho que ir correndo na livraria comprar o meu exemplar!
    Parabéns, a resenha ficou ótima!
    Beijos, Isabella.
    http://umalivromaniaca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabella,
      O livro é MUITO bom não há o que falar.
      Compre e leia assim que possível, você não irá se arrepender, eu garanto.
      Obrigada :)
      Beijos

      Excluir
  13. Olá Bruna, ótima resenha!
    Esse livro também é um dos meus favoritos, é impossível não se emocionar com a história.
    Beijos!
    Monomaníacas por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Thayná,
      Muitíssimo obrigada pelo carinho.
      Esse livro é, simplesmente, maravilhoso.
      Beijos

      Excluir
  14. Ótima resenha, hahaha'
    Não tem como amar a Liesel, né? Ela é uma devoradora das palavras, já li esse livros umas três vezes, muito bom mesmo. Se quiser ver a minha resenha de A menina que roubava livros.

    http://singeloleitor.blogspot.com.br/search?updated-max=2014-03-13T12:41:00-07:00&max-results=7

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada José.
      Fico muito feliz que tenha gostado.
      Visitarei seu blog e comentarei a resenha.
      beijos

      Excluir